Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

Italianismo

Esporte

Ítalo-brasileiro Jorginho está cotado para ser o melhor do mundo

Campeão europeu pelo Chelsea e pela seleção italiana, Jorginho é cotado para ficar com o prêmio Bola de Ouro

Ítalo-brasileiro Jorginho
Ítalo-brasileiro Jorginho está cotado para ser o melhor do mundo

Destaque da Itália campeã da Eurocopa de 2020, Jorginho pinta como um candidato à Bola de Ouro da Fifa por ter sido vencedor da Champions League e Euro como destaque de Chelsea e da Azzurra.

Nenhum jogador de futebol profissional foi tão vitorioso nesta temporada 2020-21 quanto o ítalo-brasileiro.

Pelo Chelsea, o meio-campista foi parte importante do time que conquistou a Champions League batendo o Manchester City na final, e na Euro 2020 também foi importantíssimo para a seleção italiana ficar com a taça após bater a Inglaterra nos pênaltis.

Os títulos europeus, seja por clube ou seleção, costumam contar muito nas premiações individuais de melhor jogador de futebol do mundo dos últimos anos.

E talvez seja por isso que o nome de Jorginho tenha aparecido como a surpresa da vez para o prêmio Bola de Ouro.

Jorginho tem argumentos para ser eleito o melhor? Sim, embora Messi apareça com favoritismo pelo futebol de sempre e a conquista que nunca havia tido pela Argentina – campeã da Copa América ao vencer o Brasil na final.

De qualquer forma, vale mais olhar para o conjunto do que apenas para um único melhor do mundo numa temporada. Temporada esta em que ninguém comemorou mais títulos importantes do que Jorginho.

“Depende do critério”

Em entrevista no programa “Bem, Amigos!”, do SporTV, o brasileiro com cidadania italiana falou sobre suas chances de ganhar o prêmio e revelou o sonho de levantar a taça de melhor jogador do mundo.

“A gente vive pra sonhos, eu vou ser bem sincero, (ganhar a Bola de Ouro) depende do critério que é feito isso. Se for por habilidade, o melhor jogador do mundo não sou eu, mas se for quem ganhou mais, não tem ninguém que ganhou mais do que eu esse ano”, disse o volante.

“Depende do critério, melhor jogador ou quem ganhou mais título? Como comparar com Messi, Cristiano Ronaldo, Neymar? Sinceramente, são características diferentes, mas vem a questão do critério”, completou.

Jorginho, de 29 anos, vive o auge da sua carreira. Ele se tornou peça fundamental da equipe de Roberto Mancini.

Leia também

Deixa o seu comentário:

Mais de Italianismo

Esporte

Azurra busca coroar trabalho de reconstrução com bicampeonato da Eurocopa, enquanto seleção inglesa quer título inédito do torneio

Esporte

Líderes da União Europeia declaram abertamente torcida pela Azzurra na decisão da Eurocopa

Esporte

O presidente da Itália, Sergio Mattarella, estará no domingo (11) no Estádio de Wembley, em Londres, para torcer pela Azzurra na final da Eurocopa...

Cotidiano

A Globo alcançou a maior audiência desta edição da Eurocopa nesta terça-feira (6), com a classificação da Itália após vencer a Espanha nos pênaltis....

Esporte

Itália vence a Espanha por 4x2 nos pênaltis. Jorginho leva a Itália à final do Campeonato Europeu de 2021

Cotidiano

Nesta terça-feira (6), Itália e Espanha se enfrentam a partir das 16h (de Brasília), em Wembley, pela semifinal da Eurocopa 2020. Deixa o seu comentário:

Esporte

O jogador ítalo-brasileiro Jorginho, um dos grandes nomes da Azzurra, afirmou durante entrevista coletiva que gosta de cantar o hino nacional italiano.    Deixa o...

Esporte

Elogios ao narrador colocaram jornalista entre assuntos mais comentados nas redes sociais

Esporte

A Bélgica derrotou Portugal neste domingo (27) e agora enfrenta a Itália nas quartas da Eurocopa. Deixa o seu comentário:

Esporte

A Azzurra não é a única seleção que traz cores diferentes da bandeira no uniforme

Esporte

Azzurra ainda busca chegar ao recorde histórico de 31 partidas seguidas sem uma derrota

Esporte

Seleção italiana se impôs por 3 a 0 sobre a Turquia, com gols de Demiral (contra), Immobile e Insigne, no Estádio Olímpico

2016-2021 – Permitida a reprodução de qualquer conteúdo desde que citado, obrigatoriamente, o Italianismo.