Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Sobrenome italiano

Fernando Vanucci: jornalista ítalo-brasileiro fez história na televisão

O jornalista esportivo Fernando Vanucci criou o bordão “Alô Você!”, que gerava intimidade com o telespectador

sobrenome italiano vanucci
Fernando Vanucci: jornalista ítalo-brasileiro fez história na televisão

Fernando Vanucci se consagrou como um dos mais conhecidos jornalistas esportivos brasileiros, tornando-se mais um ítalo-brasileiro de grande sucesso no país.

Fernando Antonio Vanucci Braz nasceu em Uberaba, Minas Gerais, em 5 de março de 1951 e desde muito cedo já tinha certeza de sua vocação para a área de comunicação.

Aos 15 anos de idade, Vanucci já trabalhava na Rádio Sociedade Triângulo Mineiro, em sua cidade natal. Nos anos seguintes, passou pela Rádio Sete Colinas, onde já atuava como apresentador, à frente do programa Pintando o Sete. Na mesma emissora, começou a fazer carreira como repórter esportivo.

Aos 20 anos, foi contratado pela Rádio Inconfidência de Belo Horizonte. O próximo passo foi a entrada na Rede Globo, primeiro em Minas Gerais, de 1973 até 1977, depois para a Central Globo de Jornalismo do Rio de Janeiro.

Fernando Vanucci entrevista Tostão, em início de carreira | Reprodução

Trajetória na TV Globo

Na TV Globo, Fernando Vanucci apresentou vários jornais e quadros televisivos, como Globo Esporte, RJTV, Esporte Espetacular, Jornal Nacional, Jornal Hoje, Fantástico e Gols do Fantástico, entre outros.

Foi pela Globo que o jornalista cobriu seis Copas do Mundo: Argentina (1978), Espanha (1982), México (1986), Itália (1990), Estados Unidos (1994) e França (1988).

O destaque em suas atuações em mundiais foi na Copa do México, quando ele comandava o programa Copa 1986 e criou o bordão que se tornaria sua marca registrada: “Alô Você!”.

O país vivia um momento de euforia com o Plano Cruzado do presidente José Sarney, e um clima de “tudo tem que dar certo”. No entanto, a Seleção Brasileira, comandada na segunda Copa seguida pelo técnico Telê Santana, foi desclassificada pela França. Após o jogo, narrando uma poesia de Affonso Romano de Sant’Anna, Fernando Vanucci não conseguiu segurar as lágrimas.

Ao lado do Rei Pelé, durante reportagem especial | Reprodução

A versatilidade de Fernando Vanucci

Ainda na Rede Globo, ao lado de nomes como Luciano do Valle, Galvão Bueno, Léo Batista e Mylena Ciribelli, o jornalista cobriu as Olimpíadas de Moscou (1980), Los Angeles (1984), Seoul (1988), Barcelona (1992) e Atlanta (1996). Ele também foi âncora nas transmissões do Carnaval na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro, entre 1985 e 1999.

Em 1998, após entrar ao vivo no ar engolindo um pão com manteiga, foi para a geladeira da emissora, de onde saiu para narrar o seu último carnaval.

Em abril de 1999, após assinar contrato com a empresa de marketing esportivo Traffic, estreou no Show do Esporte da TV Bandeirantes, onde ficou até 2001. Na emissora, também cobriu os Jogos Olímpicos de Verão de 2000, em Sydney (Austrália), apresentou o programa diário Esporte Agora e o Carnaval da Bahia.

O jornalista foi a cara do esporte da TV Globo por muitos anos | Reprodução

O jornalista na Record e na RedeTV!

Em 2002, também pela Traffic, foi para a Rede Record, até ser contratado em fevereiro de 2003 pela RedeTV!, para narrar as provas da antiga Fórmula Mundial e apresentar o TV Esporte.

O programa acabou extinto e deu lugar ao TV Esporte Notícias, apresentado por Fernando Vanucci e pela então estreante Renata Maranhão, substituída em junho de 2004 por Cláudia Barthel.

Em setembro de 2004, cedeu seu lugar no jornal para Cristina Lyra. No mesmo mês, trabalhou na cobertura dos Jogos Paraolímpicos de Atenas. Em novembro de 2004, passou a narrar partidas pela Superliga de Vôlei.

Fernando Vanucci era dono do bordão “Alô Você!” | Reprodução

Fernando Vanucci e Roberto Avallone

Em fevereiro de 2005, Fernando Vanucci começou a comandar o RedeTV! Esporte, primeiro ao lado de Roberto Avallone e posteriormente com Cristina Lyra. Ele também foi apresentador do programa esportivo de debates Bola na Rede, aos domingos à noite, e fazia o bloco esportivo do RedeTV! News.

Em 2011, deixou a Rede TV, ao final de seu contrato e foi se dedicar à sua empresa de comunicação. Em agosto de 2014, ingressou na equipe da Rede Brasil de Televisão, onde exercia o cargo de editor de esportes.

Em 2018, apresentou no portal UOL o programa “A Rússia é logo ali”, comentando as notícias da seleção brasileira durante a Copa do Mundo daquele ano.

O jornalista viajou o mundo a trabalho | Reprodução

A África é logo ali

No dia 9 de julho de 2006, Vannucci passou mal no ar enquanto apresentava o programa Bola na Rede da RedeTV!, transmitido após a final da Copa do Mundo de 2006. Foi nessa oportunidade que ele fez um discurso incoerente sobre a expectativa para a próxima Copa do Mundo, disputada na África do Sul, e lançou a célebre frase “A África é logo ali”.

Segundo a direção da emissora, o mal-estar foi ocasionado pela utilização de medicamentos para tratamento de distúrbios de ansiedade. Na ocasião, o programa foi cortado e o apresentador foi substituído pelo jornalista Augusto Xavier. Até então, muita gente acreditava que o apresentador teria se apresentado sob efeito de bebidas alcoólicas.

Fernando Vanucci protagonizou uma apresentação polêmica em 2006 | Reprodução

A explicação de Fernando Vanucci

Em entrevista à revista Veja e a outros veículos de comunicação, ele explicou que tomou 4 mg do ansiolítico Lorax (lorazepam) após uma discussão familiar. Vannucci afirmou que na hora do almoço, antes da discussão, tomou duas taças de vinho, o que pode ter potencializado o efeito do calmante.

Outro fato que fez diferença foi a internet. O vídeo de Vanucci grogue foi visto milhares de vezes no YouTube. Ele chegou a ser retirado a pedido de Vanucci, após ser veiculado em tom de chacota em um quadro do programa Pânico na TV. Mas logo o vídeo estava de volta à internet.

O jornalista apresentou problemas de saúde e acabou morrendo de infarto | Reprodução

Problemas de saúde

Em novembro de 2006, Vannucci foi internado após acusar problemas no coração. Após passar por um cateterismo e uma angioplastia, recuperou-se rapidamente.

No entanto, em abril de 2019, o jornalista sofreu um infarto, o que exigiu a colocação de um marca-passo.

Em 24 de novembro de 2020, em Barueri, São Paulo, Fernando Vanucci sofreu um novo infarto. Ele foi socorrido por uma funcionária que trabalhava em sua casa e levado ao Pronto Socorro Central de Barueri, mas não resistiu e morreu, aos 69 anos de idade.

Fernando Vanucci faz parte da história do jornalismo brasileiro | Reprodução

Sobrenome

De acordo com o site Cognomix, o sobrenome Vanucci deriva de nomes semelhantes encontrados desde a segunda metade dos anos 1300, como o nome do pintor sienense Francesco di Vannuccio.

Esse sobrenome tem origem toscana, com linhagens também na área de Rimini, província da Emilia-Romagna.

Existem aproximadamente 93 famílias Vanucci na Itália, com maior incidência nas seguintes regiões: Emilia-Romanha (77), Ligúria (5) e Marcas (3).

O sobrenome Vanucci é 4037° em popularidade na região de Emilia-Romagna, o 417º na província de Rimini e o 145º mais comum na cidade de Riccione, em Rimini.

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Destaque do Editor

A transmissão da cidadania italiana jure sanguinis pode ser comprovada por qualquer meio, diz a Corte de Cassação da Itália

Cotidiano

Prefeito perde batalha contra ítalo-brasileiros: A lei falou mais alto. Parece que o jogo virou, não é mesmo, senhor prefeito?

Cidadania Italiana

Cidadania italiana irregular: 92 cidades da província de Nápoles entram em investigação.

Cidadania Italiana

Silmara Fabotti, líder de esquema de cidadania italiana falsa, planejava fugir da Itália, relata juiz.

Cidadania Italiana

A crescente diáspora italiana: Migração em massa em busca de melhores oportunidades e realização pessoal.

Itália no Brasil

Um voo histórico de solidariedade: A ajuda humanitária da Itália ao Rio Grande do Sul.

Cidadania Italiana

Investigação revela esquema de corrupção envolvendo falsos certificados de residência em troca de dinheiro e favores sexuais.

Cidadania Italiana

Rodrigo Faro se defende de acusações de envolvimento em esquema de falsificação de documentos para cidadania italiana

Cidadania Italiana

Apresentador de TV, empresários e jogadores de futebol têm processos de cidadania italiana cancelados na região de Nápoles.

Itália no Brasil

Diante do público cada vez maior, desafio é garantir boa estrutura para atender bem os visitantes.

Cotidiano

Meloni apresentou queixa antimáfia sobre fluxos migratórios.

Cidadania Italiana

Suspensão temporária das audiências durante o período eleitoral e possível greve dos juízes afeta ítalo-brasileiros.