Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Sobrenome italiano

Chiquinho Scarpa: empresário ítalo-brasileiro é sinônimo de glamour

Neto de imigrantes italianos, Chiquinho Scarpa é conhecido por seu amor à vida requintada

sobrenome italiano scarpa
Neto de imigrantes italianos, Chiquinho Scarpa é conhecido por seu amor à vida requintada | Foto: Reprodução

Chiquinho Scarpa, ou “Conde Chiquinho Scarpa”, é uma personalidade muito conhecida no Brasil. Filho de uma família de industriais ítalo-brasileiros, ganhou fama por seu amor às festas requintadas e seus relacionamentos amorosos.

Ele é um dos mais notórios playboys, como eram chamados os homens ricos que frequentavam a alta sociedade nas metrópoles brasileiras, rodeados de glamour e belas mulheres. Isso tudo amplamente divulgado nos meios de comunicação, que o ajudaram a ficar famoso.

Francisco Scarpa Filho nasceu em 13 de setembro de 1951 na cidade de São Paulo. Ele tem duas irmãs, Fátima e Renata. Todos filhos do empresário Francisco Scarpa e da socialite Patsy Scarpa

Patsy Scarpa e Francisco Scarpa, pais de Chiquinho, na década de 1950 | Reprodução

O pai de Chiquinho Scarpa

Conhecido como conde Scarpa, o pai de Chiquinho dizia ter recebido esse título do papa Pio XII, por suas doações à igreja e obras de caridade, mas preferia que os amigos o chamasse de Chico. Apesar de apreciar a informalidade no tratamento, era um cavalheiro requintado.

Como prova de que o bom gosto passa de pai para filho, Francisco Scarpa tinha em casa símbolos de uma vida abastada, como um quadro de Picasso e um  Rolls-Royce. Além disso, adorava festas e, por décadas, se hospedou em uma suíte do luxuosíssimo hotel Plaza Athénée, sempre que ia a Paris. 

Na década de 1950, Chiquinho Scarpa sempre viajava com seus pais e irmãs para a Europa a bordo de um transatlântico. A família levava uma vaca leiteira, que era ordenhada no porão sempre que os filhos pequenos pediam a mamadeira. 

Chiquinho Scarpa com as irmãs Fátima e Renata | Reprodução

O avô italiano de Chiquinho Scarpa

O avô de Chiquinho Scarpa, pai de seu pai Francisco, era o imigrante italiano Nicolau Scarpa, criador da Cervejaria Caracu, proprietário de diversas empresas e importante acionista no início do Grupo Votorantim. Foi também dono da Skol e orgulhava-se de ter lançado a primeira cerveja em lata do Brasil.

Nascido em Gioi, uma pequena cidade italiana na província de Salerno, região da Campânia, Nicolau chegou ao Brasil em 1888, com apenas dez anos, trazido pelos pais Giuseppe Scarpa e Teresa Scarpa e acompanhado do irmão, Domenico Scarpa. Nicolau faleceu em 26 de setembro de 1942.

A família se estabeleceu em Sorocaba, no interior de São Paulo, onde nasceu Francisco Scarpa, pai de Chiquinho, que herdou a fortuna do pai e chegou a ter quarenta fazendas, além de usina de açúcar, metalúrgica e fábrica de tecidos. 

Inauguração do relógio da praça Comendador Nicolau Scarpa, em Sorocaba: honra ao avô | Reprodução

Francisco faleceu aos 103 anos, no dia 18 de junho de 2013, por complicações de um AVC sofrido alguns meses antes. Viúvo desde fevereiro de 2012, quando faleceu a esposa Patsy Scarpa, aos 82 anos, Francisco morava em companhia de Chiquinho.

Casamentos

Nesse contexto de riqueza e luxo, Chiquinho Scarpa nunca escondeu de ninguém sua paixão por viver a vida intensamente. Sempre apareceu ao lado de belas mulheres e foi casado duas vezes

O seu primeiro casamento foi realizado em 1998, com Ana Carolina Rorato de Oliveira, mais conhecida como Carola Scarpa. A relação durou apenas um ano, já que Chiquinho e Carola se divorciaram em 1999. O segundo casamento de Chiquinho, entre 2007 e 2010, foi com Rosimari Bosenbecker.

Chiquinho Scarpa: riqueza e estilo de vida extravagante | Reprodução

Hábitos e fortuna

A última namorada pública de Chiquinho Scarpa foi Fernanda Rizzi, de 39 anos. Segundo declarações de Fernanda à imprensa, o relacionamento terminou devido à diferença de hábitos entre o casal. Enquanto Fernanda gostava mais de acordar cedo e viver o dia, Chiquinho mantinha hábitos opostos.

Em 2020, quando Chiquinho Scarpa tentou uma vaga na Câmara Municipal de São Paulo, declarou ao Tribunal superior Eleitoral (TSE) uma fortuna de R$ 1,5 milhão. Mas há controvérsias, já que alguns de seus bens ficaram de fora, por estarem registrados em nome de sua empresa. Uma mansão de sua propriedade, por exemplo, teria sido colocada à venda por R$ 63 milhões.

Chiquinho Scarpa e Fernanda Rizzi: estilos de vida diferentes separaram o casal | Reprodução

Saúde de Chiquinho Scarpa

Em abril de 2009, Chiquinho passou por uma cirurgia de redução de estômago e teve complicações no pós-operatório, permanecendo 63 dias em coma por causa de uma infecção hospitalar

Aos 71 anos, Chiquinho Scarpa está atualmente em processo de recuperação após passar onze meses internado e ser submetido a dez cirurgias, devido a complicações de uma diverticulite no intestino grosso.

Ele chegou a confirmar presença na coroação do Rei Charles III, realizada em 6 de maio na Abadia de Westminster, em Londres, mas acabou cancelando sua presença, devido a uma faringite e por estar com a imunidade baixa.

Aos 71 anos, Chiquinho Scarpa se recupera de problemas de saúde | Reprodução

Sobrenome

Segundo o site Cognomix, o sobrenome italiano Scarpa deriva de apelidos originários da profissão de sapateiro. Há registros desde 1419 nos arquivos notariais de Veneza.

Entre suas variantes estão Scarpaci (siciliano, de Messina e Palermo), Scarpante, presente no norte da Itália, e Scarpanti, com uma linhagem entre as províncias de Lodi e Milão.

Outras variantes são Scarpetta, Scarpetti, Scarpi, Scarpis, Scarpitta, Scarpitti, Scarpone e Scarponi.

Existem aproximadamente 5.098 famílias Scarpa na Itália, sendo as áreas com mais ocorrências as seguintes: Vêneto (2249), Campânia (584) e Lombardia (462).

O sobrenome Scarpa é o 29º em popularidade na região de Vêneto, o 4º mais popular na província de Veneza e o 2º na cidade de Veneza.

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Destaque do Editor

A transmissão da cidadania italiana jure sanguinis pode ser comprovada por qualquer meio, diz a Corte de Cassação da Itália

Cotidiano

Prefeito perde batalha contra ítalo-brasileiros: A lei falou mais alto. Parece que o jogo virou, não é mesmo, senhor prefeito?

Cidadania Italiana

Cidadania italiana irregular: 92 cidades da província de Nápoles entram em investigação.

Cidadania Italiana

Silmara Fabotti, líder de esquema de cidadania italiana falsa, planejava fugir da Itália, relata juiz.

Cidadania Italiana

Passaporte em todo lugar: A partir de julho, correios italianos facilitam renovação e emissão

Cidadania Italiana

Descaso com o Codice Fiscale: Conselheiro do CGIE denuncia "Gaming the System" nos consulados.

Cidadania Italiana

A crescente diáspora italiana: Migração em massa em busca de melhores oportunidades e realização pessoal.

Itália no Brasil

Um voo histórico de solidariedade: A ajuda humanitária da Itália ao Rio Grande do Sul.

Cidadania Italiana

Investigação revela esquema de corrupção envolvendo falsos certificados de residência em troca de dinheiro e favores sexuais.

Cidadania Italiana

Rodrigo Faro se defende de acusações de envolvimento em esquema de falsificação de documentos para cidadania italiana

Cidadania Italiana

Apresentador de TV, empresários e jogadores de futebol têm processos de cidadania italiana cancelados na região de Nápoles.

Itália no Brasil

Diante do público cada vez maior, desafio é garantir boa estrutura para atender bem os visitantes.