Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Sobrenome italiano

Lorena Calábria: jornalista traz a Itália no sangue e no nome

Um dos rostos mais conhecidos do jornalismo cultural brasileiro, Lorena Calábria é filha de italiano.

sobrenome italiano calabria
Lorena Calábria: jornalista traz a Itália no sangue e no nome | Divulgação

Lorena Calábria é uma jornalista ítalo-brasileira que traz o nome de uma região da Itália em seu nome. Um dos rostos mais conhecidos da televisão brasileira, já passou por diversas emissoras, como Rede Globo, SBT, Record e MTV Brasil.

Nascida em 21 de junho de 1964 no Rio de Janeiro, Lorena herdou o sobrenome de seu pai, Davide, um italiano nascido na região italiana da Calábria.

Ela se formou em jornalismo pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro em 1985 e iniciou sua carreira no mesmo ano, como roteirista e repórter do programa Som Maior, na Rede Manchete.

Lorena Calábria: TV, rádio, jornal e literatura | Reprodução

Lorena Calábria na televisão

Entre 1986 e 1987, atuou como repórter do programa Clip Clip, da Rede Globo. Em 1987, foi contratada pela TV Corcovado, para apresentar o programa de cultura e cinema Vibração.

No ano seguinte, teve uma breve passagem pela Rede Manchete como repórter do Shock, na época apresentado por Carolina Ferraz.

Entre 1988 e 1989, trabalhou na TV Rio comandando o programa de debate cinematográfico O Grito dos Independentes e o programa de entrevistas Rio Show. Sempre atuando na área cultural, durante a década de 1980, também era jornalista da revista Bizz.

A jornalista apresentou o programa Metrópolis por sete anos | Reprodução

MTV Brasil e Metrópolis

Em 1990, Lorena Calábria foi uma das primeiras apresentadoras da MTV Brasil, comandando o programa Cine MTV. Na mesma década, passou a escrever críticas de cinema na Revista da Folha.

Em 1992, trabalhou por alguns meses como repórter do Programa Livre, no SBT. Entre 1993 e 2000 apresentou o programa Metrópolis, da TV Cultura. No mesmo período, narrou a série documental Olho Vivo, adquirida pela emissora da BBC.

No Metrópolis, Lorena era parceira de apresentação de Cadão Volpato, jornalista e cantor da banda Fellini, com quem ela namorava na época.

Lorena Calábria | Reprodução

Sempre o jornalismo cultural

Entre 1998 e 2000, Lorena Calábria também apresentou o Cinema Motion no canal a cabo USA Network. Depois disso, a partir de 2000, a jornalista foi para o Canal Multishow, onde apresentou os programas Bate-Papo Digital e Ensaio Geral.

Em 2004, Lorena Calábria foi contratada pela Rede Record para apresentar a revista eletrônica Domingo Espetacular. Em 2007, também apresentou o Entrevista Record, na Record News.

Em 2008, a jornalista foi para o canal a cabo GNT, onde passou a apresentar o programa Happy Hour, após a saída de Astrid Fontenelle. Na Band, Lorena foi âncora da transmissão do Grammy Latino em novembro do mesmo ano.

A jornalista tem forte presença no jornalismo cultural brasileiro | Reprodução

Lorena Calábria no rádio

Em 2009, apresentou o programa Dia Dia, ao lado de Patrícia Maldonado e Daniel Bork e, entre 2009 e 2010, apresentou os programas Johnnie Walker com Gigantes e MitCultura na rádio Mitsubishi FM.

Em 2011, Lorena Calábria passou a integrar o time de apresentadores da Oi FM. Entre 2012 e 2015, a jornalista apresentou os vídeos institucionais Aqui tem Natura, da empresa de cosméticos Natura.

Desde 2012 apresenta o programa Cine Conhecimento, no Canal Futura. Em janeiro de 2023, passou a fazer parte do programa Radar, da emissora de rádio Novabrasil FM, ao lado de Roberta Tiepo. O programa também pode ser conferido com imagens no canal da Novabrasil no YouTube.

Lorena Calábria e as filhas gêmeas Dora e Catarina | Reprodução

Literatura musical e família

Vale lembrar que, em 2019, Lorena Calábria lançou o livro “Chico Science & Nação Zumbi – Da Lama ao Caos”, onde conta a trajetória da banda pernambucana que foi o maior destaque da chamada Cena Mangue de Recife, no início da década de 1990.

Lorena é casada com o roteirista de cinema e televisão Maurício Arruda. Eles são pais das gêmeas Dora e Catarina.

Lorena lançou em 2019 um livro sobre a cena Mangue de Recife | Reprodução

Sobrenome

O sobrenome italiano Calábria indica a origem da pessoa e significa simplesmente “habitante ou natural da Calábria”, região localizada no extremo sul da Itália.

O nome tem presença significativa na Lombardia, principalmente na área de Brescia.

Segundo o site Cognomix, existem aproximadamente 2710 famílias Calábria na Itália, com forte presença nas seguintes regiões: Calábria (1576), Lombardia (299) e Campania (173).

O sobrenome Calabria é o 11º em popularidade na região da Calábria, o 14º na província de Reggio Di Calabria e o mais popular na cidade de Casalbuono, localizada na província de Salerno (Campania).

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Cotidiano

Pontremoli lança programa “Residentes do Futuro” para estimular novos moradores.

Cidadania Italiana

Congresso terá presença de figuras relevantes do judiciário italiano, do Ministério do Interior e da Procuradoria Geral do Estado

Cidadania Italiana

Especialistas se reúnem em Padova para discutir os desafios e implicações da cidadania italiana para descendentes.

Cidadania Italiana

Da Itália à Espanha: A jornada de Riccardo Consoli em busca de um futuro mais acolhedor.

Cidadania Italiana

Brasil destaca-se como o 4º país com mais cidadãos adquirindo nacionalidade italiana.

Cidadania Italiana

O ius soli é um problema falso, não é necessário: os números desconstroem a narrativa da esquerda, segundo jornalista.

Cotidiano

Enel mancha a reputação italiana no Brasil devido a constantes falhas no fornecimento de energia em São Paulo

Cotidiano

Porta critica atuação governamental na demora e ineficácia das negociações do Acordo de Conversão de CNH entre o Brasil e a Itália

Variedades

A idade média em que os italianos se tornam pais tem aumentado ao longo dos anos.

Economia

Tesla explora potencial da fabricação de veículos elétricos na Itália: Caminhões e vans na pauta, dizem jornais

Cidadania Italiana

Quase 214.000 pessoas tornaram-se cidadãos italianos em 2022, tornando a Itália o país da UE com o maior número de pedidos de cidadania concedidos.

Cotidiano

A União Europeia flexibilizará regras em torno do 'permissão única' para trabalhadores não pertencentes à UE