Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cidadania Italiana

Congresso sobre cidadania italiana deixa ítalo-brasileiros em alerta

Congresso terá presença de figuras relevantes do judiciário italiano, do Ministério do Interior e da Procuradoria Geral do Estado

Congresso cidadania italiana
Congresso sobre cidadania italiana deixa ítalo-brasileiros em alerta | Foto: Reprodução

No próximo dia 12 de abril de 2024, a Università degli Studi di Padova promoverá um congresso sobre o reconhecimento da cidadania italiana iure sanguinis.

O evento traz consigo uma mistura de expectativa e apreensão para muitos ítalo-brasileiros, despertando interesse não apenas pela oportunidade de debater as complexidades e desafios que envolvem o reconhecimento da cidadania italiana para descendentes de italianos, mas também pela presença de figuras relevantes do judiciário italiano, do Ministério do Interior e da Procuradoria Geral do Estado.

Salvatore Laganà, presidente do Tribunal de Veneza, confirmou sua participação no evento, levando muitos a se questionarem sobre as possíveis implicações de suas palavras, especialmente considerando-se o grande número de processos sob sua jurisdição.

Laganà abordará os aspectos organizacionais e processuais dos julgamentos de reconhecimento da cidadania italiana perante o Tribunal de Veneza.

E se isso já não fosse suficiente motivo de preocupação, a presença também confirmada de Carlo Citterio, presidente da Corte de Apelação de Veneza, a segunda instância, deixa os ítalo-brasileiros ainda mais inquietos. Sua participação como palestrante levanta questões sobre possíveis alterações na interpretação da lei da cidadania italiana.

Recentemente, Citterio afirmou que a avalanche de solicitações de reconhecimento da cidadania italiana, principalmente vindas do Brasil, representa um perigo para a ordem democrática para a República Italiana.

Além das figuras do judiciário e de Roma, o “convegno” contará com a participação de destacados acadêmicos e profissionais do direito, incluindo o professor Marcello Daniele, diretor do Departamento de Direito Público, Internacional e Comunitário da Universidade; do renomado constitucionalista da instituição, professor Sandro De Nardi; entre outros.

Os tópicos em discussão serão os aspectos constitucionais e sociais da cidadania italiana, bem como os procedimentos judiciais e administrativos para o reconhecimento da cidadania italiana e as consequências jurídicas do princípio da efetividade da cidadania, conforme o estabelecido pela Corte de Cassação.

O evento proporciona não somente a chance de compreender a legislação em vigor, mas também de refletir sobre as mudanças que podem surgir e seus reflexos para os italianos que buscam reconhecer sua cidadania italiana iure sanguinis.

Luis Roberto Lorenzato, empresário e ex-deputado italiano (Lega), está considerando a possibilidade de comparecer ao congresso.

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Cidadania Italiana

Especialistas se reúnem em Padova para discutir os desafios e implicações da cidadania italiana para descendentes.

Cotidiano

Enel mancha a reputação italiana no Brasil devido a constantes falhas no fornecimento de energia em São Paulo

Economia

Tesla explora potencial da fabricação de veículos elétricos na Itália: Caminhões e vans na pauta, dizem jornais

Cidadania Italiana

A cidadania italiana de Giovanna Ewbank: uma narrativa de rápido sucesso ou marketing disfarçado?

Viagem e Turismo

Prefeito também justificou nova taxa de acesso à cidade.

Arte & Cultura

Cônsul Caruso destacou que 'criar valor está no DNA da cidade'

Arte & Cultura

Público terá acesso a relíquias da cultura Daunia

Turismo

Região recebeu um investimento significativo em infraestrutura, totalizando 3,5 milhões de euros.

Arte & Cultura

A música desempenha um papel fundamental na preservação das identidades culturais e dialetos na Itália

Notícias

Cúpula será realizada em Capri entre 17 e 19 de abril

Economia

Romenos, chineses e marroquinos lideram a estatística.

Política

Proposta do governo precisa do apoio de 2/3 dos parlamentares