Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

Italianismo

Cotidiano

Senado da Itália aprova auxílio até os 21 anos de cada filho

O projeto de lei introduz o abono universal para crianças e jovens

Itália aprova auxílio filho
Senado da Itália aprova auxílio até os 21 anos de cada filho

O Senado da Itália aprovou nesta terça-feira (30) o projeto de lei que prevê o pagamento de um auxílio universal de até 250 euros mensais (equivalente a cerca de R$1, 6 mil) por filho menor de idade às famílias do país.

A medida, que estava incluída na proposta de lei orçamentária desde outubro passado, recebeu 227 votos favoráveis, quatro abstenções e nenhum voto contrário.

“Hoje é um bom dia para a Itália, o primeiro passo de uma reforma histórica, com a chegada de uma medida importante porque se inicia um novo tempo, do futuro, do recomeço”, afirmou a ministra da Família, Elena Bonetti.

Segundo a política italiana, o projeto de lei introduz o abono universal para crianças, que “coloca as novas gerações no centro e será completado com a Lei da Família”.

“Confirmo em nome do governo o compromisso de dar seguimento à delegação através da implementação até ao prazo de 1º de julho conforme previsto”, acrescentou Bonetti.

O governo italiano prevê realizar o pagamento do benefício de 20 euros do sétimo mês de gravidez até o 21º aniversário. A quantia será disponibilizada a partir do dia 1º de julho.

Para filhos com deficiência física e mental, o auxilio será vitalício e terá um acréscimo de 30% a 50%. Já para adultos de 18 a 21 anos, o subsídio poderá ser recebido diretamente pelos filhos. No entanto, o abono é menor para meninos nesta faixa etária que estudam, realizam cursos de formação ou desempregados inscritos nos Centros de Emprego.

Bônus para todos

O bônus é considerado universal porque, teoricamente, beneficiará todos, trabalhadores, desempregados, pensionistas, cidadãos com rendimentos de cidadania, além de quem é inscrito em outras medidas sociais.

O objetivo principal da lei é garantir o apoio às famílias, que deve ser o primeiro passo para favorecer a taxa de natalidade e o emprego das mulheres.

A Itália acumula cinco anos seguidos de queda em sua população e teve em 2019 cerca de 435 mil nascimentos, menor número já registrado pelo Instituto Nacional de Estatística (Istat).

Desta forma, os diferentes governos que lideraram o país recentemente tentaram viabilizar uma série de programas para incentivar a natalidade, mas nenhum conseguiu reverter a tendência. (Ansa)

Leia também

Itália é um dos melhores países para criar um filho, diz ranking

Deixa o seu comentário:

Mais de Italianismo

Cotidiano

As bolsas estão sendo oferecidas para todos os programas de graduação da universidade.

Cidadania Italiana

Renda baixa na Itália? Aqui estão todos os bônus do INPS que você pode solicitar!

Cotidiano

Até 2025, será ainda possível fumar em locais isolados.

Cotidiano

Várias medidas de interesse para os italianos no exterior. Redução de impostos, fundos para língua, cultura e Made in Italy

Cotidiano

Medida entra em vigor em janeiro de 2021. Fumar será permitido somente em lugares isolados Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Pagamento seria de até € 200 por mês. Projeto está na lei orçamentária para 2021 Deixa o seu comentário:

Cidadania Italiana

Prazo para o reconhecimento da cidadania italiana por naturalização deve ser menor. Deixa o seu comentário:

Cidadania Italiana

Documentário tem participação de brasileira, e está disponível na Rai 3 Deixa o seu comentário: