Connect with us

Hi, what are you looking for?

Vida & Estilo

Ministro italiano sobre liberação da maconha: ‘Nunca será aprovada’

Para Matteo Salvini, é “inaceitável que uma pessoa se drogar seja lícito”

Para Matteo Salvini, é “inaceitável que uma pessoa se drogar seja lícito”

O vice-premier e ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, disse nesta quarta-feira (8) que a liberação da maconha no país “nunca será aprovada” pelo atual governo.

A proposta foi apresentada por um parlamentar do movimento Cinque Stelle (Cinco Estrelas). Para Salvini, é “inaceitável que uma pessoa se drogar seja lícito”.

O ministro disse ainda que, caso drogas sejam liberadas de modo recreativo, uma geração pode se perder ao pensar que drogas não são problema.

Lojas de produtos derivados da maconha em Roma. Foto: anamericaninrome

Salvini prometeu ainda fechar todas as lojas que vendem produtos que fazem apologia à droga, a chamada “cannabis light“. “Vamos fechar uma por uma as lojas de maconha light”, disse.

Segundo ele, são mais de mil lojas que vendem de souvenirs à produtos alimentícios, como biscoitos com essência da droga. O negócio fatura cerca de 50 milhões de euros ao ano – cerca de 220 milhões de reais.

Deixa o seu comentário:

Leia também:

Cotidiano

Quais as tendências dos nomes italianos mais populares em 2021?  Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Itália gasta cerca de R$ 934 milhões por ano para manter canis públicos Deixa o seu comentário:

Negócios

Lego do Coliseu será o maior conjunto já feito pela empresa    Deixa o seu comentário:

Arte & Cultura

Uma viagem de norte a sul para descobrir os cinco patrimônios naturais da Unesco Deixa o seu comentário:

Arte & Cultura

O bonsai mais antigo do mundo não está no Japão, mas sim na Itália Deixa o seu comentário:

História

Mais um achado “incrível” em Pompeia: arqueólogos descobriram dois corpos quase intactos Deixa o seu comentário:

Arte & Cultura

Norte-americana roubou um pedaço de pedra mármore do Museu Nacional Romano, na Itália Deixa o seu comentário:

Cidadania Italiana

A partir de 1 de janeiro, cidadãos da UE perdem “direito automático” de residirem no Reino Unido Deixa o seu comentário:

Copyright © 2020 Italianismo – Permitida a reprodução desde que citado o Italianismo.