Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

Itália diz que começou a “guerra mundial do pão”

Segundo Putin, exportação de cereais volta ao normal apenas se Ocidente retirar embargos impostos à Russia

guerra mundial do pão
Itália diz que começou a "guerra mundial do pão"

O ministro das Relações Exteriores da Itália, Luigi Di Maio, defendeu neste sábado (4) a necessidade de encerrar “a guerra mundial do pão“, fazendo referência aos grãos bloqueados pela Rússia nos portos ucranianos.

Ação Contra as filasAção Contra as filas

“A guerra mundial do pão já está em curso e devemos pará-la. Corremos o risco de instabilidade política na África, proliferação de organizações terroristas, golpes de estado: isso pode produzir a crise do grão que estamos vivendo”, disse o chanceler italiano.

De acordo com Di Maio, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, precisa negociar, “deve vir à mesa, chegar a um acordo de paz o mais rápido possível”, o que também inclui um tratado sobre o trigo, além de “um acordo de cessar-fogo para nos permitir evacuar mulheres, civis e crianças que já passaram 100 dias sob bombas russas no leste da Ucrânia”.

O ministro italiano explicou ainda que não se deve esquecer que “há 30 milhões de toneladas de trigo bloqueadas nos portos ucranianos por navios de guerra russos“.

“O que estamos fazendo é trabalhar para que a Rússia desbloqueie as exportações de trigo nos portos ucranianos, porque neste momento corremos o risco de que novas guerras eclodam na África”, acrescentou.

Di Maio lembrou que na próxima terça-feira será realizada a primeira sessão de diálogo sobre segurança alimentar, que deve contar com Alemanha, Turquia, França e outros parceiros para “atingir o objetivo de desbloquear as quantidades de trigo que devem deixar a Ucrânia em um momento histórico em que as famílias não podem sustentar aumentos no custo da energia, indústria, dos grão e, portanto, do pão, em todo o mundo”.

Por outro lado, Putin respondeu que haverá exportação de cereais se o Ocidente retirar as sanções que impôs à Rússia pelo ataque à Ucrânia.

200

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Série

Rádio e TV italiana

Siga o Italianismo

Destaques do editor

Cotidiano

Os trinta diplomatas russos expulsos da Itália são "pessoas indesejáveis". Moscou: nós responderemos

Cotidiano

Durante o diálogo, o premiê cobrou a instituição de um cessar-fogo “o quanto antes”

Cotidiano

Confisco de iates e contas bancárias feito pelo ministério da Economia e das Finanças italiano já chegou aos 140 milhões de euros

Cotidiano

Morto há 141 anos, o escritor Fiódor Dostoiévski (1821-1881) virou alvo na Itália por causa da invasão da Ucrânia pela Rússia. Deixa o seu...

Cotidiano

Senador sempre criticou as sanções econômicas da União Europeia contra a Rússia

Cotidiano

O primeiro-ministro da Itália, Mario Draghi, disse que ataque russo é virada decisiva na história europeia.

Cotidiano

Salvini se opôs, após o anúncio da União Europeia, sobre o envio de ajuda militar à Ucrânia

Cotidiano

Monumentos da Itália foram iluminados em solidariedade ao povo ucraniano

Cotidiano

Convocação aconteceu logo após a Rússia invadir a Ucrânia, na madrugada desta quinta-feira

Cotidiano

EUA alertaram que 'ataque' pode começar a qualquer momento

Una buona notizia!

Munzir e Mustafa protagonizam uma premiada foto que retrata as cicatrizes da guerra civil de mais de 10 anos na Síria

Comer e beber

Nova edição do Prêmio Roma seleciona o melhor pão da Itália: aqui estão todos os vencedores