Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

Itália convoca Conselho Supremo de Defesa para discutir guerra

Convocação aconteceu logo após a Rússia invadir a Ucrânia, na madrugada desta quinta-feira

Itália convoca Conselho guerra
Explosões são registradas em várias cidades da Ucrânia | AFP

O Presidente da República da Itália, Sergio Mattarella, convocou o Conselho Supremo de Defesa para uma reunião emergencial hoje, às 16h30, segundo o jornal Corriere

Ação Contra as filasAção Contra as filas

O órgão é responsável pela avaliação dos problemas políticos e técnicos gerais relativos à segurança e defesa nacional: é presidido pelo Chefe de Estado e composto pelo Presidente do Conselho de Ministros, pelos Ministros dos Negócios Estrangeiros, do Interior, da economia, defesa e o Chefe da Defesa.

A convocação vem logo após a Rússia iniciar na madrugada desta quinta-feira (24) uma ampla operação militar para invadir a Ucrânia.

Há imagens de explosões e movimentações de tanques em diferentes cidades ucranianas. Putin disse às forças ucranianas que deponham as armas e voltem para casa.

Putin afirmou que seu país não pode tolerar o que chama de “ameaças da Ucrânia” e alertou contra a interferência estrangeira. Afirmou ainda que toda a responsabilidade por qualquer derramamento de sangue em potencial estará na consciência do governo ucraniano e disse estar confiante de que os militares russos cumprirão seu dever.

“O governo italiano condena o ataque da Rússia contra a Ucrânia. Isso é injustificado e injustificável. A Itália está próxima ao povo e às instituições ucranianas nesse momento dramático. Estamos trabalhando com os aliados europeus e da Otan [Organização do Tratado do Atlântico Norte] para responder imediatamente, com unidade e determinação”, afirmou Mario Draghi, primeiro-ministro da Itália.

O ministro das Relações Exteriores, Luigi Di Maio, ressaltou que a operação militar “é uma gravíssima e injustificada agressão não provocada”. “É uma violação do direito internacional. A Itália está ao lado do povo ucraniano, dos parceiros da UE e atlânticos”, pontuou.

200

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Série

Rádio e TV italiana

Siga o Italianismo

Destaques do editor

Cotidiano

Segundo Putin, exportação de cereais volta ao normal apenas se Ocidente retirar embargos impostos à Russia

Cotidiano

Os trinta diplomatas russos expulsos da Itália são "pessoas indesejáveis". Moscou: nós responderemos

Cotidiano

Durante o diálogo, o premiê cobrou a instituição de um cessar-fogo “o quanto antes”

Cotidiano

Confisco de iates e contas bancárias feito pelo ministério da Economia e das Finanças italiano já chegou aos 140 milhões de euros

Cotidiano

Morto há 141 anos, o escritor Fiódor Dostoiévski (1821-1881) virou alvo na Itália por causa da invasão da Ucrânia pela Rússia. Deixa o seu...

Cotidiano

Senador sempre criticou as sanções econômicas da União Europeia contra a Rússia

Cotidiano

O primeiro-ministro da Itália, Mario Draghi, disse que ataque russo é virada decisiva na história europeia.

Cotidiano

Salvini se opôs, após o anúncio da União Europeia, sobre o envio de ajuda militar à Ucrânia

Cotidiano

Monumentos da Itália foram iluminados em solidariedade ao povo ucraniano

Cotidiano

Diferente do que acontece no Brasil, na Itália o serviço militar não é obrigatório

Cotidiano

EUA alertaram que 'ataque' pode começar a qualquer momento

Cotidiano

O presidente da Itália, Sergio Mattarella, 80, foi reeleito neste sábado (29) para mais sete anos de mandato. Deixa o seu comentário: