Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

Brasileira compra três casas na Itália por 3 euros; saiba como

Rubia Daniels adquiriu imóveis em 2019 após descobrir que cidade italiana tinha lançado projeto de reaproveitamento local.

casas na Itália por 1 euro
Brasileira compra três casas na Itália por 3 euros | Foto: Reprodução

Uma brasileira se tornou viral ao revelar que comprou três casas abandonadas na Itália por apenas 3 euros cada (totalizando cerca de R$ 16). Embora a venda de imóveis por um euro no país exista desde 2014, as ofertas aumentaram ao longo do tempo e alcançaram regiões mais famosas, como a Sicília.

Em 2019, Rubia Daniels, atualmente residente na Califórnia, EUA, descobriu pela internet que a cidade de Mussomeli estava lançando um projeto de reaproveitamento local. Com uma população de dez mil habitantes, a região começou a oferecer casas abandonadas que necessitavam de reformas a preços abaixo do mercado. Essa oportunidade despertou o interesse de Rubia em adquirir um imóvel na região.

Em entrevista ao portal americano “Insider”, a brasileira revelou que se encantou pela cidade italiana, pois ela lembrava os arredores de Brasília, onde nasceu. Embora as reformas tenham sido interrompidas devido à pandemia, Rubia já tem planos definidos para cada uma das casas. A primeira será utilizada como local de férias e descanso, a segunda será transformada em uma galeria de arte, e a terceira será destinada a um centro de bem-estar.

Uma colagem mostrando a fachada de uma de suas casas antes e depois da restauração | Fotos: Rúbia Daniels

Nem tudo são flores

No entanto, a compra de casas abandonadas não é tão simples quanto parece. As propriedades adquiridas estão localizadas em regiões degradadas e muitas vezes dominadas pela máfia siciliana. Os novos proprietários são responsáveis pelos custos de reforma, normalmente com a ajuda de construtores indicados – uma realidade relacionada à influência da máfia na região.

Apesar de terem adquirido as propriedades por um valor simbólico, os novos proprietários devem arcar com os gastos de reforma, estimados em cerca de 20 mil euros (aproximadamente R$ 110 mil), no caso de Rubia.

No portal imobiliário Idealista, é possível encontrar casas habitáveis na mesma Mussomeli a partir de 20 mil euros, um valor semelhante ou até menor do que o investimento necessário para as reformas das casas adquiridas por 1 euro.

Mesmo assim, Rubia espera que cada uma das casas valha pelo menos R$ 165 mil no futuro, mas não tem planos de vendê-las. Sua intenção é deixar as casas para seus quatro filhos. Ela explicou que, além do valor simbólico de um euro para a compra, os compradores também precisam pagar pelos serviços, como agentes imobiliários e a escritura da casa. Para Rubia, o investimento vale a pena, e ela está ativamente ajudando outras pessoas que compartilham do mesmo sonho de adquirir uma propriedade na Itália.

Uma colagem mostrando o telhado de uma de suas casas antes e depois da restauração | Fotos: Rúbia Daniels.

Como funciona a compra de casas abandonadas?

A iniciativa das casas por um euro ganhou adesão em toda a Itália em 2017 como parte dos esforços para recuperar propriedades abandonadas e atrair investimentos. Um dos motivos para essa iniciativa foi o êxodo de jovens do interior para as cidades nos últimos anos, deixando casas vazias nas áreas rurais. Além disso, proprietários com mais de uma residência também costumam aderir a essa prática para evitar os custos com impostos.

As casas são anunciadas por um euro, embora geralmente haja algumas condições anexadas, que podem variar dependendo do local. Essas condições podem incluir o planejamento e a conclusão das reformas em um prazo definido, bem como o compromisso de residir na propriedade por um período mínimo de tempo.

Em Mussomeli, os compradores devem restaurar a fachada da propriedade para ficar como era originalmente, enquanto o interior da casa pode ser modificado conforme as preferências do novo proprietário. No entanto, caso a estrutura da casa não seja renovada em três anos, há uma multa de 5 mil euros (cerca de R$ 26,4 mil).

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Destaque do Editor

A transmissão da cidadania italiana jure sanguinis pode ser comprovada por qualquer meio, diz a Corte de Cassação da Itália

Cotidiano

Prefeito perde batalha contra ítalo-brasileiros: A lei falou mais alto. Parece que o jogo virou, não é mesmo, senhor prefeito?

Cidadania Italiana

Cidadania italiana irregular: 92 cidades da província de Nápoles entram em investigação.

Cidadania Italiana

Silmara Fabotti, líder de esquema de cidadania italiana falsa, planejava fugir da Itália, relata juiz.

Cidadania Italiana

A crescente diáspora italiana: Migração em massa em busca de melhores oportunidades e realização pessoal.

Itália no Brasil

Um voo histórico de solidariedade: A ajuda humanitária da Itália ao Rio Grande do Sul.

Cidadania Italiana

Investigação revela esquema de corrupção envolvendo falsos certificados de residência em troca de dinheiro e favores sexuais.

Cidadania Italiana

Rodrigo Faro se defende de acusações de envolvimento em esquema de falsificação de documentos para cidadania italiana

Cidadania Italiana

Apresentador de TV, empresários e jogadores de futebol têm processos de cidadania italiana cancelados na região de Nápoles.

Cotidiano

Meloni apresentou queixa antimáfia sobre fluxos migratórios.

Cidadania Italiana

Suspensão temporária das audiências durante o período eleitoral e possível greve dos juízes afeta ítalo-brasileiros.

Economia

Relatório Brand Finance Italy 100 de 2024 revela as marcas italianas de maior valor: Gucci lidera