Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

Italianismo

Comer e beber

Cannoli siciliano: a lendária história

Conhecido e apreciado em todo o mundo, o cannoli siciliano tem suas raízes na lenda

história do cannoli
A lendária história do primeiro cannoli siciliano

Todos conhecem os cannoli sicilianos, um dos doces símbolos da Sicília. Porém, talvez nem todos saibam que esta deliciosa especialidade da ilha é protagonista de uma história lendária.

Diz-se, de fato, que os cannoli são originários de Caltanissetta, cujo nome, do árabe Qalat-an-Nisa, significa “Castelo das Mulheres”

O motivo desse nome encontra explicação em uma antiga lenda, segundo a qual, durante a dominação árabe, o Castelo de Pietrarossa foi um harém onde residiam as concubinas do emir de Palermo.

Pesquisadores criam cannoli que ficam crocantes por mais tempo

À espera da volta do cônjuge, as mulheres do castelo teriam se dedicado ao preparo de diversos pratos, salgados e doces. Entre eles, haveria os cannoli. 

Reza a lenda que elas preparavam uma massa e as secava ao sol e que, quando o emir chegava, enchia-a de ricota fresca.

Parece também que estas mulheres se inspiraram numa sobremesa de origem romana, da qual já falava Marco Túlio Cícero, que a descreveu como um tubo de amido, cheio de um alimento à base de leite muito doce.

Com o fim do domínio árabe na Sicília, coincidindo com a chegada dos normandos, os haréns teriam se esvaziado e não se pode excluir que algumas das concubinas, convertidas ao cristianismo, se retiraram para os mosteiros, levando consigo as receitas que elas haviam desenvolvidas para o castelo.

Origem no carnaval

Já outra história do cannoli di que, por ocasião do Carnaval, as freiras teriam feito um doce feito com um invólucro e recheado com um creme de ricota e açúcar e enriquecido com pedaços de chocolate e amêndoas picadas.

Posteriormente, a hipótese do harém foi desmentida pelas próprias características do castelo da província de Caltanissetta, cujos vestígios sugerem que se tratava de uma fortaleza militar.

Itália lança moedas comemorativas: Nutella, cannoli, tortellini e Dante

No entanto, não há dúvida de que as origens do cannolo remontam à dominação árabe na Sicília. 

Os árabes eram pasteleiros habilidosos e, embora já se produzisse ricota de leite de ovelha na ilha, teriam sido os primeiros a trabalhá-la com frutas cristalizadas e pedaços de chocolate e a temperá-la com licores, dando vida à combinação vencedora de açúcar e ricota.

Com o tempo, os cannoli se tornaram exemplo reconhecido da arte da pastelaria italiana no mundo, tanto que foi incluído na lista de produtos alimentícios tradicionais italianos (PAT) do  Ministério de Políticas Agrícolas, Alimentares e Florestais (Mipaaf).

Em 2021, o doce siciliano ganhou uma moeda comemorativa.

Deixa o seu comentário:

Mais de Italianismo

Cotidiano

Robô submarino tira fotos do navio e da carga de ânforas que datam do século II a.C.

Cotidiano

Oliveira de Tanca Manna ficava no município de Cuglieri, que foi severamente atingido pelas chamas

Cotidiano

Os britânicos pretendem investir na Sicília: 900 casas em 30 cidades pitorescas da ilha

Cinema italiano

Muitos dos filmes italianos falam de mudanças que subvertem a nossa forma de ver e viver a vida Deixa o seu comentário:

Comer e beber

Os doces italianos fazem parte da fama da gastronomia do país. Confira receitas famosas para celebrar o Dia do Chocolate, comemorado em 7 de...

Cotidiano

O vulcão ativo mais alto da Europa, o Monte Etna, na Itália, entrou em erupção pela quarta vez em seis dias. Deixa o seu...

Cotidiano

A Igreja Católica beatificou o juiz italiano Rosario Livatino, assassinado em 1990 pela máfia em Agrigento, na Sicília, Itália. Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Pesquisa revela que grupos mafiosos tiveram faturamento de mais de 2,2 bilhões de euros em 2020.

Cotidiano

Nonna Marietta nasceu em 16 de abril de 1909 e nesta semana completou o segundo aniversário em uma época de pandemia. Deixa o seu...

Comer e beber

Conheça receitas típicas de Páscoa na Itália, de norte a sul.

Cotidiano

O alarme em pesquisa financiada pelo Ministério da Universidade e INGV com as universidades de Catânia e Bari. "Litoral Sudeste em risco"

Comer e beber

O New York Times selecionou os melhores vinhos baratos do mundo abaixo de 20 euros: na lista estão cinco rótulos italianos

2016-2021 – Permitida a reprodução de qualquer conteúdo desde que citado, obrigatoriamente, o Italianismo.