Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

80% dos italianos contra eleições agora. Popularidade de Conte em alta

Italianos não querem ir às urnas por temores relacionados ao covid e plano de recuperação econômica

italianos contra eleições
80% dos italianos contra eleições agora

De acordo com uma pesquisa SWG, 4 em cada 5 cidadãos não querem ir às urnas por temores relacionados ao coronavírus e ao plano de recuperação da Itália.

Muitos culpam Renzi pela crise, que continua com 3% de popularidade. A Lega é o primeiro partido com 23,5% dos votos, seguido pelo Partido Democrata com 19,6%, segundo o jornal La Repubblica.

Quanto ao ex-premiê Giuseppe Conte, a abertura da crise governamental não afeta sua popularidade no momento. 

E mesmo aqueles que não estão entusiasmados com seu trabalho preferem que ele permaneça no comando do país de qualquer maneira. Em resumo, esta é a imagem ilustrada à AdnKronos pelo pesquisador Maurizio Pessi, vice-presidente do SWG.

80% dos italianos não querem votar

“Certamente, na opinião pública, o pedido de estabilidade política prevalece de longe, embora obviamente nem todos amem o governo de Conte. Mas 80% dos italianos são contra as eleições antecipadas”, relata Pessi.

Segundo ele, preocupações com o coronavírus e possíveis percalços na organização da distribuição de vacinas são alguns dos fatores. “Um pouco pelos temores relacionados às suas atividades no caso de quem trabalha por conta própria, especialmente nos setores de negócios, comércio, alimentação, turismo, temendo prejuízos econômicos ainda maiores de uma crise que questionaria até o Plano de Recuperação e, portanto, os fundos europeus para ajudar o país”, diz Pessi.

Conte não perde popularidade

Além disso, “em sua maioria, os italianos ainda consideram bom o desempenho de Conte”. O primeiro-ministro não perdeu popularidade após o início da crise governamental. “A culpa não é dele e de suas ações, mas dos movimentos políticos decididos por Matteo Renzi“.

“Obviamente não significa que todos aqueles que pedem estabilidade votariam em Conte ou na centro-esquerda nas eleições. Muitos estão prontos para votar na centro-direita, mas não agora”, diz Pessi.

Agora, “os italianos pedem que avancemos, sem eleições antecipadas, para fazer frente às emergências sanitárias e econômicas. Ainda que poucos estejam convencidos de que um novo equilíbrio político pode durar dois anos, até o fim natural da legislatura”, completa o vice-presidente do SWG.

Leia também

E aí, gostou do artigo? Então compartilhe nas suas redes sociais e traga seus amigos, colegas e seguidores para a discussão. Em caso de dúvidas a respeito do assunto, não hesite em deixar seu comentário.

Deixa o seu comentário:

Mais de Italianismo

Itália no Brasil

Para participar da votação, é necessário solicitar ao seu consulado a inscrição na lista de eleitores até 3 de novembro

Cotidiano

Em 2 de junho, a Itália comemora o Dia da República, o aniversário do referendo institucional histórico de 1946

Cotidiano

Giuseppe Conte, primeiro-ministro da Itália, renunciou nesta terça-feira (26) em uma manobra arriscada. Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Por 321 a 259 votos, a Câmara dos Deputados da Itália decidiu nesta segunda-feira, 18, manter o primeiro-ministro Giuseppe Conte no cargo. Deixa o...

Cotidiano

Perplexa, Itália vive dias decisivos para futuro do governo.

Cotidiano

A Eurasia estima 55% de chance de o governo da Itália ser reformulado nos próximos dias. Deixa o seu comentário:

Cotidiano

O premiê da Itália, Giuseppe Conte, desejou nesta quinta-feira (31) um feliz Ano Novo para todos os italianos. Deixa o seu comentário:

Negócios

Presidente eleito americano disse que “está ansioso” para trabalhar com Conte Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Primeiro-ministro recebe carta de criança e tenta tranquilizá-lo: Sim, vai ter Papai Noel em 2020 Deixa o seu comentário:

Vida & Estilo

Mesmo sem provas, ex-ministro italiano denunciou fraudes Deixa o seu comentário:

Vida & Estilo

Janelas fechadas e pessoas trancadas em casa. Rascunho do novo decreto agrada governadores Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Premiê italiano decidiu por regras mais brandas, que entram em vigor nesta segunda Deixa o seu comentário: