Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

Meloni tem ‘todas as condições’ de ser premiê, diz Berlusconi

Coalizão conservadora é favorita à vitória em 25 de setembro

berlusconi meloni
A deputada de extrema direita Giorgia Meloni, líder nas pesquisas, ao lado do ex-premiê da Itália Silvio Berlusconi | globalist

O ex-premiê da Itália Silvio Berlusconi afirmou que a deputada de extrema direita Giorgia Meloni, líder nas pesquisas para as eleições de 25 de setembro, tem “todas as condições” de governar o país.

Ação Contra as filasAção Contra as filas

A declaração foi dada em entrevista ao jornal QN, após a coalizão conservadora da qual Berlusconi e Meloni fazem parte ter chegado a um acordo para dar ao partido com mais votos o direito de indicar o próximo primeiro-ministro.

Atualmente, o primeiro colocado nas pesquisas é o Irmãos da Itália (FdI), sigla presidida por Meloni, com pouco mais de 20% dos votos.

Você pode votar na enquete do Italianismo: Na sua opinião, qual é o melhor nome para ser primeiro-ministro da Itália neste momento?

“Giorgia Meloni, assim como Matteo Salvini (da Liga), como tantos expoentes no Força Itália (partido de Berlusconi) e nos outros partidos da coalizão, tem todas as condições de guiar um governo de alto nível, confiável no mundo e firmemente ligado à Europa e ao Ocidente”, disse o ex-premiê.

As pesquisas apontam que a aliança conservadora encabeçada por Meloni, Salvini e Berlusconi pode até obter maioria absoluta no Parlamento, aproveitando-se de um sistema eleitoral que mistura voto proporcional com distrital.

Das 600 vagas na próxima legislatura, 366 (244 na Câmara e 122 no Senado) serão distribuídas por meio de um sistema de listas fechadas apresentadas pelos partidos, seguindo o percentual obtido por cada legenda na votação.

Outras 222 (148 na Câmara e 74 no Senado) serão definidas por meio do voto distrital: cada coalizão ou partido apresenta um candidato para determinado distrito, e apenas aquele que terminar em primeiro é eleito. As 12 cadeiras restantes (oito na Câmara e quatro no Senado) serão de parlamentares eleitos pelos italianos no exterior.

Salvini também foi questionado, pela Radio 24, se teria algum problema com Meloni como premiê. “E por que eu teria?”, respondeu. Se essa hipótese se confirmar, a deputada de 45 anos será a primeira mulher a governar a Itália.

O FdI é herdeiro político do extinto partido neofascista Movimento Social Italiano (MSI), adotando inclusive alguns de seus símbolos, como a chama tricolor, e Meloni prega ideias como o bloqueio naval contra migrantes no Mediterrâneo e a defesa da assim chamada “família tradicional”.

No entanto, a deputada disse recentemente que vai manter a política externa do governo de Mario Draghi, em um aceno para aqueles que temem uma deriva pró-Rússia no caso de uma vitória da extrema direita em setembro. (Ansa Brasil)

200

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Série

Rádio e TV italiana

Siga o Italianismo

Destaques do editor

Cotidiano

Faltam menos de dois meses e Giorgia mostra-se firme na defesa das suas convicções em público ou no universo digital

Itália no Brasil

Atual deputado Luis Roberto Lorenzato ficou em primeiro lugar na enquete com 25,33% dos votos

Cotidiano

Cidadãos têm até 31 de julho para decidir se querem votar no comune nas eleições de 25 de setembro

Cotidiano

"Não é coincidência que o governo tenha sido derrubado por forças políticas que piscam o olhinho para Vladimir Putin"

Cotidiano

O Brasil corre sério risco de não ter representante na Câmara dos Deputados da Itália na próxima legislatura

Cotidiano

Os cinco referendos são revogatórios, ou seja, propõem a supressão parcial ou total de leis ou normas judiciárias em vigor na Itália

Cotidiano

A decisão não deve ser conhecida antes de setembro, segundo a imprensa italiana

Cotidiano

"A mulher que pode levar a Itália à extrema direita"

Itália no Brasil

Novos representantes brasileiros no Conselho Geral de Italianos no Exterior (CGIE) foram eleitos neste sábado (09)

Itália no Brasil

O CGIE é um órgão representativo das comunidades italianas no exterior

Cotidiano

Os italianos estão tentando eleger um novo Presidente. Desde segunda-feira, já foram quatro votações inconclusivas. Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Terminou sem vencedor a primeira votação no Parlamento da Itália para eleger o próximo presidente da República, realizada nesta segunda-feira (24).    Deixa o seu...