Connect with us

Hi, what are you looking for?

Negócios

Itália capta € 22 bilhões com melhora na confiança

A receptividade dos pequenos investidores é um sinal muito positivo para o mercado, diz analista

A Itália conseguiu um recorde de € 22 bilhões em uma venda de bônus da dívida destinada a pequenos investidores, o que ressalta como os estímulos de bancos centrais e o possível fundo de recuperação da União Europeia aumentaram a confiança dos investidores.

“A receptividade dos pequenos investidores é um sinal muito positivo para o mercado”, disseram analistas do UniCredit, um dos subscritores da venda.

O Tesouro italiano informou que obteve um recorde de € 22,3 bilhões por um “BTP Italia” (bônus do Tesouro plurianuais) de cinco anos ligado à inflação. Pequenos investidores compraram o equivalente a pouco menos de € 14 bilhões, e € 8,3 bilhões foram adquiridos por investidores institucionais, segundo o Financial Times.

A forte demanda destaca como o sentimento do mercado melhorou com o aumento recente de € 750 bilhões no programa de compra de títulos do Banco Central Europeu (BCE) e, em particular, o plano anunciado na segunda-feira pela Alemanha e a França de se unirem pela criação de um fundo de recuperação do covid-19 de € 500 bilhões, que seria lastreado com a emissão de bônus pela Comissão Europeia.

Os recursos obtidos com esta última venda de bônus da Itália destinam-se a gastos com medidas para proteger a economia da Itália do impacto da pandemia. Os bônus oferecem um cupom anual de 1,4%.

Os investidores comuns tinham uma janela de três dias para fazer subscrições antes que a oferta fosse aberta nesta quinta-feira para incluir instituições como fundos de pensão e seguradoras. Ao contrário de transações anteriores [da Itália], os pedidos aumentaram a cada dia.

Cerca de 50% dos investidores institucionais que compraram os títulos eram de países do exterior, de acordo com um banqueiro envolvido na transação, que preferiu não se identificar.

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Facebook

Leia também:

Cotidiano

Movimento é inspirado no Brexit e busca independência do país. Deixa o seu comentário:

Destinos

Bloco lista 14 países que terão entrada permitida após 1º de julho. Brasil, EUA, Rússia e Turquia estão fora Deixa o seu comentário:

Negócios

A deflação é um sintoma importante de desaquecimento da economia Deixa o seu comentário:

Destinos

UE fará lista de países ‘seguros’, cujos turistas serão liberados; Brasil e EUA devem ficar de fora Deixa o seu comentário: