Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Destinos

Veneza implementará teste para entrar na cidade só com reserva

Há anos Veneza discute o que fazer com a quantidade cada vez maior de turistas que vão à cidade de maneira simultânea

Veneza reserva
Multidão de turistas na Piazza San Marco em Veneza (Reuters)

A partir do verão europeu, a cidade de Veneza passará a fazer um teste do sistema de reserva para entrar no centro histórico da famosa localidade italiana, anunciou o prefeito, Luigi Brugnaro, na terça-feira (19).

Neste semestre, o cadastramento não terá nenhum custo e servirá para verificar eventuais problemas da plataforma. Mas, a partir do início de 2023, as taxas para entrar na cidade começarão a ser aplicadas.

A data exata de entrada em vigor do sistema ainda não foi anunciada, mas é certo que a medida entrará em vigor já no verão europeu, que começa em 21 de junho.

“Seremos os primeiros do mundo a realizar esse difícil experimento. É esse o caminho certo e hoje muitos já entendem isso”, disse Brugnaro.

A fala vem após Veneza registrar um fim de semana de Páscoa semelhante ao que era visto antes da pandemia de Covid-19. Foram mais de 240 mil turistas entre sábado (16) e segunda-feira (18).

E se os números voltam a mostrar que o turismo se reaquece na cidade tão afetada pela crise sanitária, a grande quantidade de pessoas ao mesmo tempo torna a localidade quase impossível de administrar, segundo as autoridades.

“Começaremos com uma fase de testes nos turistas diários [que não estão em hotéis do centro histórico] que serão convidados a fazer a reserva em um site ligado à Prefeitura que estamos finalizando. Quem fizer a reserva, vai ganhar incentivos que podem ser uma redução no valor de algum ingresso de museus ou outras formas que ainda estamos aperfeiçoando e que serão publicadas nas próximas semanas. Quem não reservar, não ganhará nenhum benefício”, disse o assessor de Turismo, Simone Venturini, ao jornal “La Repubblica“.

O sistema Smart Control Room de Veneza, que já está instalado, mas não em funcionamento, consegue identificar as pessoas através do chip dos celulares. Assim, é possível saber quantas pessoas estão circulando na cidade de maneira precisa.

Já as taxas que serão implementadas a partir de 2023 vão variar de preço de acordo com a quantidade de pessoas que estão em Veneza e terão valores de três a 10 euros. Ou seja, se a cidade tiver com a lotação mínima – entre 40 mil e 50 mil visitantes, em número a ser definido -, o turista paga três euros. O número máximo ainda será fixado.

Além disso, haverá diferenciação entre aqueles que pernoitam nos hotéis do centro histórico – que já pagam uma taxa turística – e os que só passam o dia na cidade.

No verão, multidão invade as apertadas ruas de Veneza | Arquivo

Taxa turística

Há anos Veneza discute o que fazer com a quantidade cada vez maior de turistas que vão à cidade de maneira simultânea e, até hoje, nada ainda saiu do papel. A ideia de catracas para controlar o fluxo até já havia sido aprovada, mas a pandemia de Covid-19 adiou os planos de implementar a taxa turística.

Agora, que os visitantes voltam cada vez mais à cidade, o assunto voltou à pauta, com debates acalorados entre governo e opositores.

Após o anúncio de Brugnaro, o governador da região do Vêneto, Luca Zaia, afirmou que “os turistas serão sempre bem aceitos por todos nós e não são um problema, mas em Veneza o debate é reaberto, como acontece em toda a primavera, sobre a gestão no acesso”.

“Se discute há muito tempo e é preciso intervir, não podemos ter efeitos negativos para a cidade. A cidade está sob pressão. Nós hoje podemos reservar para tudo… dos lugares em restaurantes aos bilhetes para o transporte públicos ou para exposições. Precisamos fazer isso também para a cidade. A visita a Veneza deve ser garantida para todos, independentemente de classificações ou do censo, mas a reserva deve existir”, acrescentou Zaia em coletiva. (ANSA).

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Destaque do Editor

A transmissão da cidadania italiana jure sanguinis pode ser comprovada por qualquer meio, diz a Corte de Cassação da Itália

Cotidiano

Prefeito perde batalha contra ítalo-brasileiros: A lei falou mais alto. Parece que o jogo virou, não é mesmo, senhor prefeito?

Cidadania Italiana

Cidadania italiana irregular: 92 cidades da província de Nápoles entram em investigação.

Cidadania Italiana

Silmara Fabotti, líder de esquema de cidadania italiana falsa, planejava fugir da Itália, relata juiz.

Cidadania Italiana

A crescente diáspora italiana: Migração em massa em busca de melhores oportunidades e realização pessoal.

Itália no Brasil

Um voo histórico de solidariedade: A ajuda humanitária da Itália ao Rio Grande do Sul.

Cidadania Italiana

Investigação revela esquema de corrupção envolvendo falsos certificados de residência em troca de dinheiro e favores sexuais.

Cidadania Italiana

Rodrigo Faro se defende de acusações de envolvimento em esquema de falsificação de documentos para cidadania italiana

Cidadania Italiana

Apresentador de TV, empresários e jogadores de futebol têm processos de cidadania italiana cancelados na região de Nápoles.

Cotidiano

Meloni apresentou queixa antimáfia sobre fluxos migratórios.

Cidadania Italiana

Suspensão temporária das audiências durante o período eleitoral e possível greve dos juízes afeta ítalo-brasileiros.

Economia

Relatório Brand Finance Italy 100 de 2024 revela as marcas italianas de maior valor: Gucci lidera