Connect with us

Hi, what are you looking for?

Destinos

Sem controle de pandemia, brasileiros serão impedidos de entrar na Europa

UE fará lista de países ‘seguros’, cujos turistas serão liberados; Brasil e EUA devem ficar de fora

União Europeia (UE) anunciou nesta quinta-feira, 11, que vai criar uma lista especial de nações que poderão fazer turismo na Europa após a reabertura das fronteiras no dia 1º de julho.

Não será permitida a entrada de viajantes que vivam em locais onde a pandemia do coronavírus não foi controlada.

Isso significa que dificilmente brasileiros poderão entrar em qualquer país do bloco.

A Comissão Europeia, órgão executivo, disse que a lista terá três critérios: o controle da Covid-19 nestes países deve ser equivalente à média da UE, eles deverão estabelecer medidas de contenção durante as viagens e, em contrapartida, permitirem a entrada de viajantes europeus em seu território.

Para determinar o nível de controle da pandemia em cada nação, serão levados em conta o número de casos diários da doença, a tendência de crescimento das infecções e as políticas do governo de combate ao vírus – como testes em massa, rastreamento de contatos e medidas de distanciamento social.

Cálculos da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que o Brasil tem uma média de 1.013 infecções a cada 24h na última semana, superando o Reino Unido (cuja média foi 823 infecções), o país mais afetado pela pandemia em toda Europa.

Dessa forma, o Brasil deve ficar de fora da lista até controlar a Covid-19.

As decisões finais sobre a reabertura de fronteiras serão tomadas por cada país, mas a Comissão espera garantir uma abordagem coordenada entre todos os estados membros e recomenda que as medidas sejam aplicadas uniformemente em todo o bloco.

Por enquanto, os países de fora da UE liberados para entrar na região foram aqueles dos Balcãs Ocidentais: Albânia, Bósnia e Herzegovina, Kosovo, Montenegro, Macedônia do Norte e Sérvia. A lista completa ainda não foi concluída.

“Isso tem que ser feito passo a passo. Essa lista aumentará, talvez não dia após dia, mas pelo menos talvez semana a semana”, disse Ylva Johansson, Comissária dos Assuntos Internos da União Europeia.

De acordo com a proposta da Comissão, viajantes poderão visitar o bloco com base no local de residência, não na nacionalidade. Além disso, não precisarão passar por uma quarentena obrigatória de 14 dias na chegada.

O órgão também recomendou que as barreiras estabelecidas entre países que participam da zona Schengen, entre os quais geralmente não há controle na fronteira, sejam suspensas até segunda-feira, 15.

No entanto, alguns países, como Portugal e Espanha, já indicaram que devem estender essas restrições.

“A coisa mais importante é reabrir todas as fronteiras internas antes de reabrir as externas”, disse Johansson

Voos cancelados

Nesta quinta-feira (11), o Consulado Geral da Itália em São Paulo divulgou nota comunicando a suspensão dos voos programados da Alitalia para os meses de junho e julho.

No mesmo comunicado, o órgão informou que outras companhias que fazem a rota Brasil-Itália, como Air Europa, TAP e Latam, também cancelaram seus voos.

(Com Reuters)

Deixa o seu comentário:

Leia também:

Arte & Cultura

Norte-americana roubou um pedaço de pedra mármore do Museu Nacional Romano, na Itália Deixa o seu comentário:

Cotidiano

O ranking mostra a Juventus em 1º lugar com 8,8 milhões de torcedores Deixa o seu comentário:

Arte & Cultura

Uma viagem de norte a sul para descobrir os cinco patrimônios naturais da Unesco Deixa o seu comentário:

Cotidiano

O índice de letalidade vem caindo de forma consistente desde o fim de junho Deixa o seu comentário:

Negócios

Lego do Coliseu será o maior conjunto já feito pela empresa    Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Imunização deve começar em janeiro. Primeiras unidades serão para hospitais e asilos Deixa o seu comentário: