Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

Os 5 documentos essenciais para se mudar para a Itália

Navegando pelo labirinto de papéis italianos ao mudar para um país de sonhos.

documentos mudar para a Itália
Os 5 documentos essenciais para se mudar para a Itália

O sol, a boa comida e paisagens deslumbrantes são garantidos quando você decide se mudar para a Itália. No entanto, há também uma grande quantidade de papelada envolvida.

A Itália é famosa pelo emaranhado de burocracia, que, para os estrangeiros, pode ser ainda mais desafiador do que para os próprios italianos. Embora alguns processos estejam sendo simplificados e migrando para o mundo digital, ainda é verdade que a burocracia italiana pode testar a paciência até mesmo dos santos católicos.

Como dizem os residentes estrangeiros na Itália, no final, todo o esforço vale a pena para poder viver, trabalhar ou se aposentar em um dos países mais fabulosos do mundo. No entanto, isso não significa que seja simples.

Aqui estão alguns documentos essenciais que você realmente precisará ao chegar. Para ajudá-lo a começar, vamos dar uma olhada nas primeiras coisas que devem estar na sua lista de tarefas ao planejar sua mudança.

Visto

Se você não tem cidadania italiana ou europeia, precisará solicitar um visto se planeja ficar na Itália por mais de três meses.

Existem diferentes tipos de vistos, dependendo do motivo da sua visita. Os vistos mais conhecidos são: de estudo, para pesquisa na Itália, trabalho e investimento. Lembre-se de que você deve fazer isso ainda no Brasil e certifique-se de se inscrever com antecedência.

A embaixada, ou consulado italiano, deve fornecer os detalhes do processo de inscrição e os requisitos para o tipo de visto que você precisa.

E não se esqueça de que o documento mais importante de todos é, claro, o seu passaporte. Isso pode parecer óbvio, mas certifique-se de que ele esteja atualizado e válido pelo período da sua estadia na Itália, seja por seis dias ou seis meses. Também não é uma má ideia fazer e manter cópias impressas e digitais do seu passaporte e visto, caso eles sejam perdidos ou roubados.

Permissão de residência ou certificado

Se você planeja ficar por mais de três meses e já recebeu um visto, precisará se registrar na questura (sede da polícia) e solicitar o permesso di soggiorno (permissão de residência).

O processo varia de acordo com a província, mas envolve o pagamento de taxas de €100-200, a coleta de suas impressões digitais e a apresentação de vários documentos.

Normalmente, leva cerca de três a seis meses para ser concluído, embora haja relatos de que, em algumas partes do país, o processo agora pode levar nove meses ou mais.

Enquanto aguarda a aprovação, certifique-se de carregar consigo a ricevuta del permesso di soggiorno, ou seja, o recibo de inscrição, pois esse documento comprova que você está legalmente na Itália.

Depois de obter sua permissão, você terá acesso completo aos serviços de saúde pública, assistência social e educação. Portanto, certifique-se de que sua permissão esteja válida e, se estiver prestes a expirar, prepare-se para renová-la com antecedência.

Após cinco anos de residência legal na Itália, você pode solicitar uma permissão de residência permanente, que precisa ser renovada a cada dez anos.

Carteira de identidade

Depois de obter a permissão de residência, as autoridades esperam que você obtenha uma carteira de identidade italiana (carta d’identità) no escritório local de registros, ou Anagrafe.

carteira de identidade italiana
Carteira de identidade italiana

Você receberá um cartão plástico com um chip que armazena as informações eletronicamente. Você deve carregar sua carteira de identidade sempre consigo na Itália, pois a lei exige que você a apresente às autoridades, se solicitado.

Você também pode usar este cartão para acessar certos serviços governamentais online.

Código Fiscal

Um codice fiscale (código fiscal ou número de contribuinte) é um número de identificação pessoal semelhante ao número de CPF no Brasil. A má notícia é que você precisará disso para praticamente tudo na Itália, desde fazer compras online até conseguir um emprego ou assinar um contrato de aluguel.

A boa notícia é que é relativamente fácil de obter. Você provavelmente obterá esse código no mesmo dia em que o solicitar.

Cartão de saúde

A Itália possui um abrangente sistema de saúde pública ao qual a maioria dos residentes estrangeiros poderá acessar, se optar por isso, embora possa ser necessário pagar uma taxa pelo atendimento ou exames.

Os residentes dos países da União Europeia que visitam a Itália também podem acessar tratamento médico de emergência com o European Health Insurance Card (EHIC), disponível por meio do sistema de saúde de seus países de origem.

Tessera sanitaria, o cartão de seguro de saúde da Itália

Não importa de onde você é, se estiver na Itália por mais de três meses, deve considerar se inscrever no Servizio Sanitario Nazionale (Sistema de Saúde Nacional Italiano, ou SSN).

Depois de se inscrever, você receberá uma tessera sanitaria, ou cartão de seguro de saúde. Algumas pessoas descobrem que precisam pagar contribuições bastante altas, ou podem de fato não ser elegíveis para se inscrever.

Por esses motivos, muitos residentes não italianos optam por um seguro de saúde privado. E muitas pessoas contratam cobertura privada para o primeiro ano na Itália de qualquer maneira, pois, para solicitar o cartão de saúde, você precisará já ser um residente na Itália com o permesso di soggiorno para comprová-lo (consulte acima). Até que você tenha pelo menos solicitado isso, seu registro não pode prosseguir.

Mantenha em mente que a tessera sanitaria não pode ser solicitada online. Você precisa comparecer pessoalmente ao escritório ASL, ou Agenzia Sanitaria Locale (autoridade local de saúde).

Para muitos estrangeiros, na verdade, o processo exige não apenas uma, mas duas viagens ao ASL, além de uma parada no correio.

Uma vez registrado no SSN, você também poderá se inscrever em um médico de família local. De fato, alguns escritórios ASL simplesmente atribuirão um médico a você. Você precisará mostrar o cartão ao buscar tratamento médico ou comprar medicamentos com desconto, e ele também serve como um EHIC, dando direito ao portador a cuidados de urgência em qualquer país da UE.

As versões mais recentes do cartão também possuem um chip e um PIN que permitem o acesso a certos serviços públicos online.

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Cotidiano

Pontremoli lança programa “Residentes do Futuro” para estimular novos moradores.

Cidadania Italiana

Congresso terá presença de figuras relevantes do judiciário italiano, do Ministério do Interior e da Procuradoria Geral do Estado

Cidadania Italiana

Especialistas se reúnem em Padova para discutir os desafios e implicações da cidadania italiana para descendentes.

Cidadania Italiana

Da Itália à Espanha: A jornada de Riccardo Consoli em busca de um futuro mais acolhedor.

Cotidiano

Porta critica atuação governamental na demora e ineficácia das negociações do Acordo de Conversão de CNH entre o Brasil e a Itália

Cotidiano

Enel mancha a reputação italiana no Brasil devido a constantes falhas no fornecimento de energia em São Paulo

Economia

Tesla explora potencial da fabricação de veículos elétricos na Itália: Caminhões e vans na pauta, dizem jornais

Cotidiano

Estudo assoalhar quantos estrangeiros vivem em Verona e nos municípios da província.

Viagem e Turismo

Prefeito também justificou nova taxa de acesso à cidade.

Cotidiano

O Ministério do Interior da Itália reforçou neste sábado (23) a segurança em diversos pontos do país.

Arte & Cultura

Cônsul Caruso destacou que 'criar valor está no DNA da cidade'

Arte & Cultura

Público terá acesso a relíquias da cultura Daunia