Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cidadania Italiana

Passaporte italiano: O mais poderoso do Mundo em 2024; O ranking

Itália lidera a classificação dos passaportes mais poderosos do mundo

passaportes mais poderosos do mundo
Passaporte italiano: Número um no Mundo da liberdade de viagem | Foto: Depositphotos

O Henley Passport Index divulgou o seu ranking anual dos passaportes mais poderosos do mundo, com seus insights sobre os principais países de poder global em 2024, bem como o impacto e a herança das guerras e da pandemia.

Na última classificação divulgada, os países europeus dominam. Segundo a última atualização, a Itália compartilha o primeiro lugar com outras cinco nações: França, Alemanha, Espanha, Singapura e Japão. A lista está em constante atualização e, portanto, sujeita a várias mudanças.

Em outubro do ano passado, por exemplo, Alemanha, Itália e Espanha estavam em segundo lugar, enquanto a França estava em terceiro, empatada com o Japão.

Na lista dos cinco primeiros no início de 2024, também estão Coreia do Sul, Finlândia e Suécia (193); Áustria, Dinamarca, Holanda e Irlanda (192); Luxemburgo, Portugal, Reino Unido, Noruega e Bélgica (191); Grécia, Malta e Suíça (190).

Atualizado mensalmente, o índice Henley Passport Index é considerado a referência padrão para avaliar a posição de um passaporte na mobilidade global. A cada país é atribuída uma pontuação total equivalente ao número de destinos para os quais não é necessário visto.

A seguir, a classificação dos dez primeiros países:

  1. França, Alemanha, Espanha, Itália, Japão, Singapura: 194
  2. Coreia do Sul, Finlândia, Suécia: 193
  3. Áustria, Dinamarca, Holanda, Irlanda: 192
  4. Luxemburgo, Portugal, Reino Unido, Noruega, Bélgica: 191
  5. Grécia, Malta, Suíça: 190
  6. República Tcheca, Austrália, Nova Zelândia, Polônia: 189
  7. Estados Unidos, Canadá, Hungria: 188
  8. Lituânia, Estônia: 187
  9. Letônia, Eslováquia, Eslovênia: 186
  10. Islândia: 185

Brasil sobe três posições

O Brasil recuperou a queda do ano passado e subiu três posições no ranking de 2024, ocupando a 17ª colocação e com acesso sem visto a 173 destinos.

Os piores

Ainda ocupando a parte inferior do índice está o Afeganistão, na 104ª posição, com viagens sem visto para apenas 28 destinos, logo atrás da Síria e do Iraque.

Ranking completo — 2024

França – 1º – 194
Alemanha – 1º – 194
Itália – 1º – 194
Japão – 1º – 194
Cingapura – 1º – 194
Espanha – 1º – 194
Finlândia – 2º – 193
Holanda – 2º – 193
Coreia do Sul – 2º – 193
Suécia – 2º – 193
Áustria – 3º – 192
Dinamarca – 3º – 192
Irlanda – 3º – 192
Luxemburgo – 3º – 192
Reino Unido – 3º – 192
Bélgica – 4º – 191
Noruega – 4º – 191
Portugal – 4º – 191
Austrália – 5º – 190
Grécia – 5º – 190
Malta – 5º – 190
Nova Zelândia – 5º – 190
Suíça – 5º – 190
Canadá – 6º – 189
Tcheca – 6º – 189
Polônia – 6º – 189
Estados Unidos – 6º – 189
Hungria – 7º – 188
Lituânia – 7º – 188
Estônia – 8º – 187
Letônia – 9º – 186
Eslováquia – 9º – 186
Eslovênia – 9º – 186
Islândia – 10º – 185
Croácia – 11º – 184
Emirados Árabes Unidos – 11º – 184
Malásia – 12º – 183
Liechtenstein – 13º – 182
Chipre – 14º – 181
Bulgária – 15º – 179
Mônaco – 15º – 179
Romênia – 15º – 179
Chile – 16º – 177
Argentina – 17º – 174
Brasil – 18º – 173
Andorra – 19º – 172
Hong Kong (RAE da China) – 19º – 172
São Marino – 19º – 172
Israel – 20º – 171
Brunei – 21º – 168
Barbados – 22º – 165
México – 23º – 161
Bahamas – 24º – 159
São Vicente e Granadinas – 25º – 157
Cidade do Vaticano – 25º – 157
Seicheles – 26º – 156
São Cristóvão e Nevis – 26º – 156
Uruguai – 26º – 156
Antígua e Barbuda – 27º – 154
Costa Rica – 28º – 152
Maurício – 29º – 151
Trinidad e Tobago – 29º – 151
Panamá – 30º – 149
Granada – 31º – 148
Santa Lúcia – 31º – 148
Ucrânia – 31º – 148
Paraguai – 32º – 145
Macau (RAE da China) – 33º – 144
Domínica – 34º – 143
Taiwan (Taipé Chinês) – 34º – 143
Peru – 35º – 142 Sérvia – 36º – 139
Guatemala – 37º – 137
El Salvador – 38º – 136
Colômbia – 39º – 135
Honduras – 40º – 134
Ilhas Salomão – 40º – 134
Samoa – 41º – 133
Tonga – 42º – 131
Nicarágua – 43º – 130
Tuvalu – 44º – 129
Ilhas Marshall – 45º – 128
Montenegro – 46º – 127
Macedônia do Norte – 46º – 127
Venezuela – 47º – 126
Quiribáti – 48º – 125
Micronésia – 48º – 125
Albânia – 49º – 124
Ilhas Palau – 49º – 124
Bósnia e Herzegovina – 50º – 123
Geórgia – 51º – 122
Moldávia – 51º – 122
Federação Russa – 52º – 120
Turquia – 53º – 118
Catar – 54º – 108
África do Sul – 54º – 108
Belize – 55º – 104
Kuwait – 56º – 102
Maldivas – 57º – 96
Timor-Leste – 57º – 96
Equador – 58º – 95
Vanuatu – 59º – 93
Bahrein – 60º – 91
Botsuana – 60º – 91
Guiana – 60º – 91
Nauru – 60º – 91
Fiji – 61º – 90
Jamaica – 61º – 90
Omã – 61º – 90
Arábia Saudita – 61º – 90
China – 62º – 88
Papua Nova Guiné – 63º – 86
Tailândia – 64º – 83
Bolívia – 65º – 82
Bielorrússia – 66º – 81
Suriname – 66º – 81
Lesoto – 67º – 80
Namíbia – 67º – 80
Indonésia – 68º – 78
Cazaquistão – 68º – 78
Kosovo – 68º – 78
eSwatini – 69º – 76
Quênia – 69º – 76
Maláui – 69º – 76
República Dominicana – 70º – 74
Tanzânia – 71º – 73
Azerbaijão – 72º – 72
Marrocos – 73º – 71
Tunísia – 73º – 71
Zâmbia – 73º – 71
Gâmbia – 74º – 70
Uganda – 74º – 70
Armênia – 75º – 69
Ilhas de Cabo Verde – 75º – 69
Filipinas – 75º – 69
Gana – 76º – 68
Serra Leoa – 77º – 67
Ruanda – 78º – 66
Zimbábue – 78º – 66
Quirguistão – 79º – 65
Cuba – 80º – 64
Mongólia – 80º – 64
Uzbequistão – 80º – 64
Benim – 81º – 63
Moçambique – 81º – 63
Índia – 82º – 62
Gabão – 83º – 61
São Tomé e Príncipe – 83º – 61
Tadjiquistão – 83º – 61
Burkina Faso – 84º – 60
Madagáscar – 84º – 60
Costa do Marfim – 85º – 59
Guiné – 85º – 59
Mauritânia – 85º – 59
Togo – 85º – 59
Guiné Equatorial – 86º – 58
Senegal – 86º – 58
Níger – 87º – 57
Argélia – 88º – 56
Camboja – 88º – 56
Guiné-Bissau – 88º – 56
Jordânia – 88º – 56
Mali – 88º – 56
Butão – 89º – 55
República Centro-Africana – 89º – 55
Chade – 89º – 55
Ilhas Comores – 89º – 55
Egito – 89º – 55
Haiti – 89º – 55
Vietnã – 90º – 54
Angola – 91º – 53
Camarões – 91º – 53
Congo (Rep.) – 92º – 52
Turcomenistão – 92º – 52
Burundi – 93º – 51
Laos – 93º – 51
Libéria – 93º – 51
Djibuti – 94º – 50
Mianmar – 95º – 48
Congo (Rep. Democrática) – 96º – 47
Etiópia – 96º – 47
Sudão do Sul – 97º – 46
Irã – 98º – 45
Líbano – 98º – 45
Nigéria – 98º – 45
Sudão – 98º – 45
Sri Lanka – 99º – 44
Eritreia – 100º – 43
Bangladesh – 101º – 42
Coréia do Norte – 101º – 42
Território Palestino – 102º – 41
Líbia – 103º – 40
Nepal – 103º – 40
Somália – 104º – 36
Iémen – 105º – 35
Paquistão – 106º – 34
Iraque – 107º – 31
Síria – 108º – 29
Afeganistão – 109º – 28

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Cidadania Italiana

Congresso terá presença de figuras relevantes do judiciário italiano, do Ministério do Interior e da Procuradoria Geral do Estado

Cidadania Italiana

Especialistas se reúnem em Padova para discutir os desafios e implicações da cidadania italiana para descendentes.

Cotidiano

Enel mancha a reputação italiana no Brasil devido a constantes falhas no fornecimento de energia em São Paulo

Economia

Tesla explora potencial da fabricação de veículos elétricos na Itália: Caminhões e vans na pauta, dizem jornais

Cidadania Italiana

A cidadania italiana de Giovanna Ewbank: uma narrativa de rápido sucesso ou marketing disfarçado?

Viagem e Turismo

Prefeito também justificou nova taxa de acesso à cidade.

Arte & Cultura

Cônsul Caruso destacou que 'criar valor está no DNA da cidade'

Arte & Cultura

Público terá acesso a relíquias da cultura Daunia

Turismo

Região recebeu um investimento significativo em infraestrutura, totalizando 3,5 milhões de euros.

Arte & Cultura

A música desempenha um papel fundamental na preservação das identidades culturais e dialetos na Itália

Notícias

Cúpula será realizada em Capri entre 17 e 19 de abril

Economia

Romenos, chineses e marroquinos lideram a estatística.