Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cidadania Italiana

Passaporte italiano: O mais poderoso do Mundo em 2024; O ranking

Itália lidera a classificação dos passaportes mais poderosos do mundo

passaportes mais poderosos do mundo
Passaporte italiano: Número um no Mundo da liberdade de viagem | Foto: Depositphotos

O Henley Passport Index divulgou o seu ranking anual dos passaportes mais poderosos do mundo, com seus insights sobre os principais países de poder global em 2024, bem como o impacto e a herança das guerras e da pandemia.

Na última classificação divulgada, os países europeus dominam. Segundo a última atualização, a Itália compartilha o primeiro lugar com outras cinco nações: França, Alemanha, Espanha, Singapura e Japão. A lista está em constante atualização e, portanto, sujeita a várias mudanças.

Em outubro do ano passado, por exemplo, Alemanha, Itália e Espanha estavam em segundo lugar, enquanto a França estava em terceiro, empatada com o Japão.

Na lista dos cinco primeiros no início de 2024, também estão Coreia do Sul, Finlândia e Suécia (193); Áustria, Dinamarca, Holanda e Irlanda (192); Luxemburgo, Portugal, Reino Unido, Noruega e Bélgica (191); Grécia, Malta e Suíça (190).

Atualizado mensalmente, o índice Henley Passport Index é considerado a referência padrão para avaliar a posição de um passaporte na mobilidade global. A cada país é atribuída uma pontuação total equivalente ao número de destinos para os quais não é necessário visto.

A seguir, a classificação dos dez primeiros países:

  1. França, Alemanha, Espanha, Itália, Japão, Singapura: 194
  2. Coreia do Sul, Finlândia, Suécia: 193
  3. Áustria, Dinamarca, Holanda, Irlanda: 192
  4. Luxemburgo, Portugal, Reino Unido, Noruega, Bélgica: 191
  5. Grécia, Malta, Suíça: 190
  6. República Tcheca, Austrália, Nova Zelândia, Polônia: 189
  7. Estados Unidos, Canadá, Hungria: 188
  8. Lituânia, Estônia: 187
  9. Letônia, Eslováquia, Eslovênia: 186
  10. Islândia: 185

Brasil sobe três posições

O Brasil recuperou a queda do ano passado e subiu três posições no ranking de 2024, ocupando a 17ª colocação e com acesso sem visto a 173 destinos.

Os piores

Ainda ocupando a parte inferior do índice está o Afeganistão, na 104ª posição, com viagens sem visto para apenas 28 destinos, logo atrás da Síria e do Iraque.

Ranking completo — 2024

França – 1º – 194
Alemanha – 1º – 194
Itália – 1º – 194
Japão – 1º – 194
Cingapura – 1º – 194
Espanha – 1º – 194
Finlândia – 2º – 193
Holanda – 2º – 193
Coreia do Sul – 2º – 193
Suécia – 2º – 193
Áustria – 3º – 192
Dinamarca – 3º – 192
Irlanda – 3º – 192
Luxemburgo – 3º – 192
Reino Unido – 3º – 192
Bélgica – 4º – 191
Noruega – 4º – 191
Portugal – 4º – 191
Austrália – 5º – 190
Grécia – 5º – 190
Malta – 5º – 190
Nova Zelândia – 5º – 190
Suíça – 5º – 190
Canadá – 6º – 189
Tcheca – 6º – 189
Polônia – 6º – 189
Estados Unidos – 6º – 189
Hungria – 7º – 188
Lituânia – 7º – 188
Estônia – 8º – 187
Letônia – 9º – 186
Eslováquia – 9º – 186
Eslovênia – 9º – 186
Islândia – 10º – 185
Croácia – 11º – 184
Emirados Árabes Unidos – 11º – 184
Malásia – 12º – 183
Liechtenstein – 13º – 182
Chipre – 14º – 181
Bulgária – 15º – 179
Mônaco – 15º – 179
Romênia – 15º – 179
Chile – 16º – 177
Argentina – 17º – 174
Brasil – 18º – 173
Andorra – 19º – 172
Hong Kong (RAE da China) – 19º – 172
São Marino – 19º – 172
Israel – 20º – 171
Brunei – 21º – 168
Barbados – 22º – 165
México – 23º – 161
Bahamas – 24º – 159
São Vicente e Granadinas – 25º – 157
Cidade do Vaticano – 25º – 157
Seicheles – 26º – 156
São Cristóvão e Nevis – 26º – 156
Uruguai – 26º – 156
Antígua e Barbuda – 27º – 154
Costa Rica – 28º – 152
Maurício – 29º – 151
Trinidad e Tobago – 29º – 151
Panamá – 30º – 149
Granada – 31º – 148
Santa Lúcia – 31º – 148
Ucrânia – 31º – 148
Paraguai – 32º – 145
Macau (RAE da China) – 33º – 144
Domínica – 34º – 143
Taiwan (Taipé Chinês) – 34º – 143
Peru – 35º – 142 Sérvia – 36º – 139
Guatemala – 37º – 137
El Salvador – 38º – 136
Colômbia – 39º – 135
Honduras – 40º – 134
Ilhas Salomão – 40º – 134
Samoa – 41º – 133
Tonga – 42º – 131
Nicarágua – 43º – 130
Tuvalu – 44º – 129
Ilhas Marshall – 45º – 128
Montenegro – 46º – 127
Macedônia do Norte – 46º – 127
Venezuela – 47º – 126
Quiribáti – 48º – 125
Micronésia – 48º – 125
Albânia – 49º – 124
Ilhas Palau – 49º – 124
Bósnia e Herzegovina – 50º – 123
Geórgia – 51º – 122
Moldávia – 51º – 122
Federação Russa – 52º – 120
Turquia – 53º – 118
Catar – 54º – 108
África do Sul – 54º – 108
Belize – 55º – 104
Kuwait – 56º – 102
Maldivas – 57º – 96
Timor-Leste – 57º – 96
Equador – 58º – 95
Vanuatu – 59º – 93
Bahrein – 60º – 91
Botsuana – 60º – 91
Guiana – 60º – 91
Nauru – 60º – 91
Fiji – 61º – 90
Jamaica – 61º – 90
Omã – 61º – 90
Arábia Saudita – 61º – 90
China – 62º – 88
Papua Nova Guiné – 63º – 86
Tailândia – 64º – 83
Bolívia – 65º – 82
Bielorrússia – 66º – 81
Suriname – 66º – 81
Lesoto – 67º – 80
Namíbia – 67º – 80
Indonésia – 68º – 78
Cazaquistão – 68º – 78
Kosovo – 68º – 78
eSwatini – 69º – 76
Quênia – 69º – 76
Maláui – 69º – 76
República Dominicana – 70º – 74
Tanzânia – 71º – 73
Azerbaijão – 72º – 72
Marrocos – 73º – 71
Tunísia – 73º – 71
Zâmbia – 73º – 71
Gâmbia – 74º – 70
Uganda – 74º – 70
Armênia – 75º – 69
Ilhas de Cabo Verde – 75º – 69
Filipinas – 75º – 69
Gana – 76º – 68
Serra Leoa – 77º – 67
Ruanda – 78º – 66
Zimbábue – 78º – 66
Quirguistão – 79º – 65
Cuba – 80º – 64
Mongólia – 80º – 64
Uzbequistão – 80º – 64
Benim – 81º – 63
Moçambique – 81º – 63
Índia – 82º – 62
Gabão – 83º – 61
São Tomé e Príncipe – 83º – 61
Tadjiquistão – 83º – 61
Burkina Faso – 84º – 60
Madagáscar – 84º – 60
Costa do Marfim – 85º – 59
Guiné – 85º – 59
Mauritânia – 85º – 59
Togo – 85º – 59
Guiné Equatorial – 86º – 58
Senegal – 86º – 58
Níger – 87º – 57
Argélia – 88º – 56
Camboja – 88º – 56
Guiné-Bissau – 88º – 56
Jordânia – 88º – 56
Mali – 88º – 56
Butão – 89º – 55
República Centro-Africana – 89º – 55
Chade – 89º – 55
Ilhas Comores – 89º – 55
Egito – 89º – 55
Haiti – 89º – 55
Vietnã – 90º – 54
Angola – 91º – 53
Camarões – 91º – 53
Congo (Rep.) – 92º – 52
Turcomenistão – 92º – 52
Burundi – 93º – 51
Laos – 93º – 51
Libéria – 93º – 51
Djibuti – 94º – 50
Mianmar – 95º – 48
Congo (Rep. Democrática) – 96º – 47
Etiópia – 96º – 47
Sudão do Sul – 97º – 46
Irã – 98º – 45
Líbano – 98º – 45
Nigéria – 98º – 45
Sudão – 98º – 45
Sri Lanka – 99º – 44
Eritreia – 100º – 43
Bangladesh – 101º – 42
Coréia do Norte – 101º – 42
Território Palestino – 102º – 41
Líbia – 103º – 40
Nepal – 103º – 40
Somália – 104º – 36
Iémen – 105º – 35
Paquistão – 106º – 34
Iraque – 107º – 31
Síria – 108º – 29
Afeganistão – 109º – 28

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Cotidiano

CNH brasileira volta a valer na Itália: novo acordo facilita vida de milhares pessoas

Variedades

Cidade foi devastada pela erupção do Vesúvio, assim como Pompeia.

Cotidiano

Brasileiros residentes no país europeu há menos de seis anos podem solicitar habilitação italiana sem necessidade de novos exames

Cotidiano

Imperia ocupa 1ª posição de ranking elaborado pelo iLMeteo.it

Notícias

Grupo de 8 companhias participa de feira de fundição em SP.

Esporte

O ítalo-brasileiro assumiu o cargo de técnico da Juventus, firmando um contrato de três temporadas, válido até meados de 2027.

Cultura

Mostra 'Oltreoceano' ocorre no Salão Negro do Congresso Nacional.

Notícias

Atualmente, 15% da pesquisa colaborativa é realizada por cientistas paulistas e italianos.

Gastronomia

Referência da gastronomia, TasteAtlas partilha os seus rankings com base na experiência do consumidor.

Variedades

Agente de Registro Civil e intermediador são suspeitos

Gastronomia

'Espaguete da meia-noite' é tradição após shows ou festas.

Cultura

Evento reúne o melhor da produção contemporânea do país europeu.