Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cidadania Italiana

Desvendando 10 mitos sobre a cidadania italiana

Desvendando 10 mitos comuns sobre a cidadania italiana: Conheça a verdade.

mitos cidadania italiana
Desvendando 10 mitos sobre a cidadania italiana

Na busca pelo reconhecimento da cidadania italiana, muitas informações equivocadas circulam e podem gerar confusão. Desvendamos 10 mitos frequentes e apresentar a realidade por trás de cada um deles.

Mito 1: Para reconhecer a cidadania italiana preciso abrir mão da brasileira

Realidade: Diferentemente do que se pensa, não é necessário abrir mão da cidadania brasileira para obter a italiana. Ambas podem coexistir, conforme estabelecido pelo artigo 12 da Constituição Brasileira.

Mito 2: A cidadania italiana tem limite de gerações para transmissão

Realidade: Não há limite de gerações para transmissão da cidadania italiana. Desde que os requisitos sejam cumpridos, bisnetos, trinetos e além podem pleitear o reconhecimento, conforme a Lei italiana nº 555/1912.

Mito 3: Posso perder alguma das minhas cidadanias?

Realidade: O reconhecimento da cidadania italiana não afeta outras cidadanias. Você pode manter todas as suas nacionalidades, conforme a Convenção de Viena sobre Direito dos Tratados.

Mito 4: O reconhecimento na Itália deve ser feito no comune do antepassado

Realidade: Não é obrigatório realizar o processo de reconhecimento na cidade de origem do antepassado italiano. O procedimento pode ser feito em qualquer Comune na Itália, conforme previsto pelo Decreto do Presidente da República nº 572/1993. Porém, se o processo foi realizado por meio de ação judicial, a transcrição da certidão de nascimento do interessado deve ser feita obrigatoriamente no comune do antepassado.

Mito 5: Mulheres na linha de transmissão fazem você perder seu direito a cidadania italiana?

Realidade: Até 1983, filhos de mulheres italianas nascidos antes de 1948 enfrentavam restrições para ter a cidadania italiana reconhecida, devido a uma falha legislativa.

Apenas em 1975 e 1983, a Corte Suprema da Itália anulou essa regra por ser anticonstitucional. Porém, para casos anteriores a 1948, a interpretação administrativa manteve restrições.

Assim, descendentes de mulheres nascidos antes desta data ainda precisam seguir via judicial para obter a cidadania italiana.

Mito 6: Preciso corrigir o nome e o sobrenome do italiano e dos descendentes em todas as certidões

Realidade: Não é sempre necessário corrigir nomes e sobrenomes em todas as certidões. A precisão é importante, mas pequenas divergências podem ser aceitas, seguindo as diretrizes do Código Civil Italiano.

Mito 7: Preciso ter o sobrenome do antecedente italiano

Realidade: Ter o mesmo sobrenome do antepassado não é uma exigência. O que importa é comprovar o vínculo genealógico, ou seja, o vínculo de sangue.

Mito 8: É possível aproveitar a documentação de um parente italiano

Realidade: Documentos de parentes italianos podem ser aproveitados, mas é essencial verificar se são válidos e estão atualizados, em conformidade com as regras da Administração Pública Italiana.

Mito 9: Meus pais precisarão reconhecer as suas cidadanias antes de mim

Realidade: Não é obrigatório que os pais reconheçam a cidadania antes dos filhos. Cada pessoa pode buscar o reconhecimento individualmente, conforme a Lei Italiana nº 91/1992.

Mito 10: É mais vantajoso executar o processo em uma Comune pequena

Realidade: O tamanho do Comune não influencia a validade do processo. Pelo contrário, um Comune pequena geralmente sofre da falta de servidores e, em muitos casos, os colaboradores têm pouca experiência em assuntos relacionados à cidadania italiana.

Além disso, em cidades pequenas, pode haver escassez de imóveis para locação. Portanto, a escolha não deve se basear apenas no tamanho do Comune, mas sim na experiência e eficiência do processo oferecido.

Foto: Depositphotos

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Destaque do Editor

O ranking mostra o posicionamento, o número de famílias e o número de municípios em que os sobrenomes italianos estão espalhados.

Destaque do Editor

A transmissão da cidadania italiana jure sanguinis pode ser comprovada por qualquer meio, diz a Corte de Cassação da Itália

Cotidiano

Prefeito perde batalha contra ítalo-brasileiros: A lei falou mais alto. Parece que o jogo virou, não é mesmo, senhor prefeito?

Cidadania Italiana

Ao contratar um advogado para processo de cidadania italiana, opte por um que mantenha representante no Brasil.

Cidadania Italiana

Cidadania italiana irregular: 92 cidades da província de Nápoles entram em investigação.

Cidadania Italiana

Silmara Fabotti, líder de esquema de cidadania italiana falsa, planejava fugir da Itália, relata juiz.

Cidadania Italiana

Passaporte em todo lugar: A partir de julho, correios italianos facilitam renovação e emissão

Cidadania Italiana

Descaso com o Codice Fiscale: Conselheiro do CGIE denuncia "Gaming the System" nos consulados.

Cidadania Italiana

A crescente diáspora italiana: Migração em massa em busca de melhores oportunidades e realização pessoal.

Itália no Brasil

Um voo histórico de solidariedade: A ajuda humanitária da Itália ao Rio Grande do Sul.

Itália no Brasil

Aviso por correio convoca os eleitores para participarem das eleições do Parlamento Europeu de 2024.

Cidadania Italiana

Investigação revela esquema de corrupção envolvendo falsos certificados de residência em troca de dinheiro e favores sexuais.