Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Vida & Estilo

Jornalista ameaçado pela máfia perde a escolta na Itália

Sandro Ruotolo foi ameaçado de morte pela Camorra

Sandro Ruotolo foi ameaçado de morte pela Camorra em 2015

Ministério do Interior da Itália, chefiado por Matteo Salvini, determinou a retirada da escolta do jornalista napolitano Sandro Ruotolo, ameaçado de morte por um dos clãs mais poderosos da máfia Camorra.

A notícia foi difundida pelo ex-ministro da Justiça Andrea Orlando, que prometeu questionar o governo no Parlamento sobre a questão. “Tiraram a escolta de Sandro Ruotolo, jornalista há muito tempo empenhado em investigações sobre as máfias”, disse Orlando no último sábado (2).

Em 2015, Ruotolo recebeu ameaças de morte em nome de Michele Zagaria, chefe do clã dos Casalesi e preso desde 2011, por conta de reportagens sobre o tráfico de resíduos tóxicos na Campânia, o berço da Camorra.

“Eu só sei ser jornalista assim: estando nos bairros, contando, entrevistando, buscando a verdade. Gostaria de continuar a fazer isso”, escreveu o jornalista no Facebook, evitando críticas ao governo. “Decidi não dizer nada pelo respeito que tenho pelas instituições”, declarou.

A Federação Nacional de Imprensa Italiana (FNSI) enviou um apelo pedindo ao primeiro-ministro Giuseppe Conte que reveja a decisão do Ministério do Interior. “Tirar a escolta seria uma escolha incompreensível, perigosa e que o colocaria em condições de não poder mais fazer seu trabalho”, disse o sindicato.

Já o ministro do Trabalho Luigi Di Maio, que, assim como Salvini, também é vice-premier, chamou nesta segunda-feira (4) a decisão do Interior de “absurda”. “Hoje volto a Roma e me informarei para entender o que aconteceu. Se a decisão foi imprudente, Ruotolo merece a escolta, porque é um dos jornalistas dessa terra que lutam contra a criminalidade organizada e a Camorra”, declarou Di Maio, que é napolitano.

Logo após tomar posse, em junho, Salvini já havia insinuado que poderia tirar a escolta de outro jornalista, o escritor Roberto Saviano, autor do livro “Gomorra” e ameaçado de morte pala máfia napolitana. Pouco depois, ele recuou e disse que não cabe a ele decidir sobre a questão. O ministro ainda não se pronunciou sobre Ruotolo.

Por Agência Ansa

E aí, gostou do artigo? Então compartilhe nas suas redes sociais e traga seus amigos, colegas e seguidores para a discussão. Em caso de dúvidas a respeito do assunto, não hesite em deixar seu comentário.

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Série

Rádio e TV italiana

Siga o Italianismo

Mais de Italianismo

Cotidiano

A Igreja Católica beatificou o juiz italiano Rosario Livatino, assassinado em 1990 pela máfia em Agrigento, na Sicília, Itália. Deixa o seu comentário:

Turismo

Ministro anunciou a próxima reabertura do país ao turismo.

Cotidiano

Presidente da Comissão Europeia acredita que experiência de Draghi é recurso extraordinário para toda a Europa

Cotidiano

Draghi anuncia novo governo na Itália e encerra crise.

Cotidiano

Salvador da zona do euro em 2012, Mario Draghi aceitou formar governo de unidade na Itália e substituir Giuseppe Conte

Cotidiano

O pai do primeiro-ministro britânico Boris Johnson anunciou nesta quinta-feira (31) que decidiu solicitar a cidadania francesa. Deixa o seu comentário:

Cotidiano

O juiz italiano Rosario Livatino, morto pela máfia em 1990, aos 37 anos de idade, será beatificado como mártir pela Igreja Católica.  Deixa o...

Vida & Estilo

Mesmo sem provas, ex-ministro italiano denunciou fraudes Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Membro do governo fez mea culpa sobre otimismo em ‘segunda onda’ Deixa o seu comentário:

Vida & Estilo

As ruas da Itália viram desfilar em uma semana toda uma galeria de grandes estrelas da máfia.

Destinos

Ministro do Turismo Franceschini

Vida & Estilo

Prisão domiciliar para mafiosos agita meio político na Itália. Líderes políticos atacam decisão Expoentes de dois dos grupos mafiosos mais perigosos da Itália foram...