Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

História

Jill Biden: a história da primeira-dama ítalo-americana

Jill Biden se tornou a primeira ítalo-americana no papel de primeira-dama dos EUA

Biden-ítalo-americana-1
Jill Biden se tornou a primeira ítalo-americana no papel de primeira-dama dos EUA | Casa Branca

Joe Biden foi empossado como o 46º presidente dos Estados Unidos em janeiro de 2021, e talvez igualmente histórico seja o fato de sua esposa, Jill Biden, ter se tornado a primeira ítalo-americana a assumir o papel de primeira-dama na história do país.

Ação Contra as filasAção Contra as filas

A família de Jill tem raízes profundas na Itália, e a cultura italiana tem desempenhado um papel importante na vida da primeira-dama. 

O sobrenome de solteira dela é Jacobs, mas antes de seu bisavô imigrar para a América por volta de 1886 – chegando a Ellis Island – era Giacoppa.

Gaetano Giacoppa “americanizou” o sobrenome da família, como fizeram milhares de imigrantes, ao iniciar uma nova vida nos Estados Unidos.

Gaetano e Concetta Scaltrito viviam na pequena Gesso, na Sicília, na província de Messina. Hoje, a vila tem apenas 549 moradores. 

Seu avô, Dominic (que nasceu em New Jersey, outubro de 1898) trabalhou como entregador de móveis. 

Seu pai, Donald, começou como caixa de banco e se tornou o chefe de uma instituição de poupança e empréstimo na Filadélfia.

A história de origem de sua família – típica dos imigrantes – contribui para a sua resiliência e crescimento com influência italiana. Algo que Jill Biden creditou em várias entrevistas como o ímpeto para grandes jantares familiares de domingo em estilo italiano.

“Minha avó cozinhava pratos tradicionais italianos para o jantar de domingo. Nós íamos para a casa dos meus avós todos os domingos porque a comida dela era a melhor. O molho vermelho, as almôndegas e a massa”, disse a primeira-dama Jill Biden durante uma recente sessão de perguntas e respostas com o escritor Joe Battaglia.

Jill Biden: a história da primeira-dama ítalo-americana
Os Biden com seus filhos, da esquerda, Beau, Hunter e Ashley | Arquivo de família

“Tenho lindas lembranças de cozinhar com minha avó, minha mãe e quatro irmãs. Foi na casa deles que fiz pela primeira vez molho de tomate caseiro”, conta com orgulho a primeira-dama do país mais poderoso do mundo.

E durante entrevista ela revelou que Joe Biden é fã do seu macarrão cabelo de anjo com molho de tomate fresco e seus filhos gostam de seu frango à parmegiana – prato inventado pelos ítalo-americanos.

Jill Biden: a história da primeira-dama ítalo-americana
Jill e Joe Biden | Times

Nascida em 3 de junho de 1951, Jill Tracy Jacobs Biden é educadora, escritora e filantropa americana. Ela nasceu em Hammonton (Nova Jersey), filha de Donald Carl Jacobs (1927-1999) e Bonny Jean Godfrey (1930-2008), de ascendência inglesa e escocesa.

200

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Série

Rádio e TV italiana

Siga o Italianismo

Destaques do editor

Cotidiano

Em Sambuca, na Sicília, é cada vez mais provável passear nas ruas estreitas e ouvir o sotaque norte-americano

Cotidiano

As propriedades ficam no sul da Itália e os novos donos precisarão restaurá-las

Comer e beber

Conheça receitas típicas de Páscoa na Itália, de norte a sul.

Cotidiano

O “aventureiro” escolhido pode levar companhia e não paga aluguel por um ano

Destinos

Centuripe, uma pequena cidade escondida nas colinas da Sicília, na Itália, oferece uma vista única dos ares. Deixa o seu comentário:

Destinos

O ponto turístico na Sicília, um dos mais visitados em Itália, foi pintado com um pó vermelho.

Cotidiano

Religioso alegou que a Igreja precisa de um tempo maior para preparar pais e padrinhos

Cotidiano

O prefeito confirmou que o fenômeno provocou a morte de duas pessoas e deixou vários feridos

Destinos

Vocalista dos Rolling Stones comprou casa em Portopalo di Capo Passero, na província de Siracusa, na Sicília

Cotidiano

Na sexta-feira, 15 cidades deverão estar em alerta vermelho (incluindo Roma, Florença e Palermo) devido ao calor

Cotidiano

Robô submarino tira fotos do navio e da carga de ânforas que datam do século II a.C.

Cotidiano

Oliveira de Tanca Manna ficava no município de Cuglieri, que foi severamente atingido pelas chamas