Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

Italianos pedem renúncia de políticos que receberam bônus emergencial na pandemia

Parlamento italiano deputado
Italianos pedem renúncia de políticos que receberam bônus |emergencial na pandemia | Foto: La Repubblica

A imprensa italiana acusa cerca de 2 mil políticos que teriam recebido a ajuda governamental

Um salário líquido de €13 mil por mês (R$ 83 mil). A cifra gorda parece não ser suficientes para alguns deputados italianos.

A revelação que cinco deputados receberam o auxílio emergencial Covid-19 de € 600 por mês (R$ 3.800) escandalizou a Itália nesta segunda-feira (10).

A informação publicada pelo jornal italiano “La Reppublica” no domingo provocou a ira na população.

Os deputados que receberam indevidamente um benefício que visava famílias pobres são ligados ao partido Liga (extrema direita), ao Movimento Cinco Estrelas (no poder) e ao partido Itália Viva (dissidente do partido Democrata).

A imprensa italiana acusa ainda cerca de 2.000 líderes políticos, incluindo prefeitos e conselheiros comunitários ou regionais, também teriam recebido a ajuda governamental.

O auxílio de € 600 nos meses de março e abril, e de € 1.000 em maio tinham como destino ajudar trabalhadores informais ou em contratos temporários que viram sua renda cair devido à pandemia. A fraude foi descoberta por um órgão de controle do governo.

Alguns líderes já fazem coro com os eleitores e pedem a renúncia dos políticos envolvidos.

É vergonhoso, realmente indecente“, reagiu o chanceler italiano Luigi di Maio (Movimento Cinco Estrelas) nas redes sociais. “Eles devem pedir desculpas aos italianos, devolver o auxílio e renunciar”.

“Independentemente de quem sejam, devem ser suspensos imediatamente“, disse o chefe da Liga, Matteo Salvini, segundo a agência de notícias Agi.

Até agora, os nomes dos deputados não foram divulgados.

O escândalo acontece semanas antes do referendo que vai decidir a redução do parlamento italiano. O projeto pretende eliminar a cadeira de 345 parlamentares dos atuais 945.

O referendo acontece nos dias 20 e 21 de setembro.

E aí, gostou do artigo? Então compartilhe nas suas redes sociais e traga seus amigos, colegas e seguidores para a discussão. Em caso de dúvidas a respeito do assunto, não hesite em deixar seu comentário.

Deixa o seu comentário:

Mais de Italianismo

Cidadania Italiana

Proposta acaba com a perda automática de cidadania brasileira de quem obtém outra nacionalidade

Cotidiano

Para 50,6% dos italianos, o premiê Mario Draghi fez um bom trabalho nos primeiros 100 dias à frente do governo

Cotidiano

Dados são do portal Open Parlamento que monitora o desempenho dos políticos na Itália.

Cotidiano

O projeto de lei introduz o abono universal para crianças e jovens

Cotidiano

Por 321 a 259 votos, a Câmara dos Deputados da Itália decidiu nesta segunda-feira, 18, manter o primeiro-ministro Giuseppe Conte no cargo. Deixa o...

Cotidiano

Vamos falar das mulheres mais bonitas da política italiana? Porque ninguém merece ouvir falar de mais uma crise em Roma, em meio a pandemia....

Cotidiano

A Eurasia estima 55% de chance de o governo da Itália ser reformulado nos próximos dias. Deixa o seu comentário:

Vida & Estilo

Até abril a Itália terá que decidir se extingue o horário de verão ou não Deixa o seu comentário:

Cidadania Italiana

Lorenzato pede que governo italiano reveja regra que prejudica italianos residentes no Exterior Deixa o seu comentário:

Itália no Brasil

Resultado mostra que italianos no Brasil se sentem pouco, ou nada, representados Deixa o seu comentário:

Vida & Estilo

Reforma reduzirá o número de deputados e senadores de 945 para 600 na próxima legislatura Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Itália diz ‘sim’ a redução de parlamentares aponta resultado preliminar das urnas Deixa o seu comentário: