Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Celebridades

Dario Fo, vencedor do Nobel de Literatura em 1997, morre aos 90 anos

A morte de Dario Fo é uma grande perda para a literatura
Escritor, dramaturgo e ator italiano morreu em Milão, na Itália. Ele havia sido internado com problemas respiratórios.

O escritor, que morreu aos 90 anos e precisamente no dia em que está prevista a atribuição do Prémio Nobel da Literatura de 2016, estava internado num hospital de Milão há alguns dias devido a problemas respiratórios, avançaram os media italianos, citados pela agência espanhola Efe.

O dramaturgo e ator italiano nasceu a 24 de março de 1926 no pequeno município de Santiago, província de Varese (norte) e, apesar de ter estudado pintura e arquitetura, foi sobretudo conhecido pela faceta de dramaturgo, que lhe valeu o Nobel da Literatura em 1997.

Durante a carreira, esteve acompanhado pela mulher, a atriz Franca Rame, que morreu em 2013, e com a qual formou um binómio intelectual consagrado essencialmente a um teatro político e satírico através do qual narraram os problemas da sociedade do seu tempo.

Ao longo da carreira publicou mais de 100 obras teatrais, que ele próprio interpretava, e numerosos livros.

O mais recente, publicado em setembro, incide na figura do investigador Charles Darwin: “Somos macacos por parte do pai ou da mãe?”. Continha questões sobre a origem da vida e estava ilustrado com os seus desenhos.

Também no livro que publicou pouco antes de completar 90 anos, “Dario e Deus”, no qual dialoga com a jornalista Giuseppina Manin, o Nobel se interroga sobre a religião e a espiritualidade, sob um ponto de vista irónico e satírico, características que sempre definiram as suas obras.

Em 1969, estreou uma das suas obras teatrais mais aplaudidas e influentes, “Mistério Bufo”, em que aborda algumas passagens bíblicas ao estilo dos trovadores medievais.

Em 1970, apresentou outra das suas obras primas, “Morte Acidental de um Anarquista”, em que recorda a estranha morte do combatente Giuseppe Pinelli, que em 1969 se atirou da varanda da sede da Polícia de Milão, onde estava detido.

O seu ativismo político foi especialmente relevante nos convulsos Anos de Chumbo, entre os anos 70 e 80, quando criou a organização “Socorro Vermelho Militante” para proporcionar assistência legal aos presos políticos da esquerda.

Na década de 90 estreou “O Papa e a Bruxa”, obra em que representa um pontífice autor de uma encíclica inverosímil, na qual defendia a liberalização da droga, o controlo da natalidade e o regresso da Igreja à pobreza.

Os dardos de Fo vão em todas as direções, desde a defesa da desobediência civil em “Aqui Não Paga Nada” à história alternativa do descobrimento espanhol da América em “Isabel, Três Caravelas e Um Castelo”.

Nos anos dos governos de Silvio Berlusconi os sues espetáculos e monólogos estavam destinados a ridicularizar o governante com o seu habitual sarcasmo.

Destacou-se também pela pintura, sobretudo na última etapa, com os seus “falso Picasso”, ou de novo causando polémica pelo retrato que fez da atual ministra para as Reformas, Maria Elena Boschi, e que foi leiloado para financiar o Movimento Cinco Estrelas (M5S) de Beppe Grillo, que o dramaturgo apoiava fortemente.

Último livro

Pouco antes de falecer, o Nobel de Literatura italiano Dario Fo terminou seu último livro, que será lançado em dezembro deste ano. “Quase per caso uma donna: Cristina di Svezia” (“Uma mulher quase por acaso: Cristina da Suécia”, em tradução livre) conta a história da soberana que reinou entre os anos de 1632 e 1654.    Com seu olhar peculiar sobre a história, Fo retrata a mulher “fora do comum” e que foi educada por seu pai como se fosse um homem. Com uma extensa pesquisa histórica, o italiano reescreveu – com um bom toque de imaginação – a época em que Cristina viveu e a “extraordinária” individualidade da rainha. Destacando a soberana como uma “heroína” de seu tempo, Fo conta as lutas de poder e as guerras – além dos amores femininos vividos por Cristina.

Editado às 10h58-13/10/16

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:
1 Comment

1 Comments

  1. car detailing in overland park

    12 de março de 2022 at 08:51

    Really appreciate you sharing this article. Really Cool.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques do editor

Cotidiano

CNH brasileira volta a valer na Itália: novo acordo facilita vida de milhares pessoas

Cotidiano

Brasileiros residentes no país europeu há menos de seis anos podem solicitar habilitação italiana sem necessidade de novos exames

Cotidiano

Imperia ocupa 1ª posição de ranking elaborado pelo iLMeteo.it

Esporte

O ítalo-brasileiro assumiu o cargo de técnico da Juventus, firmando um contrato de três temporadas, válido até meados de 2027.

Cultura

Mostra 'Oltreoceano' ocorre no Salão Negro do Congresso Nacional.

Notícias

Atualmente, 15% da pesquisa colaborativa é realizada por cientistas paulistas e italianos.

Gastronomia

Referência da gastronomia, TasteAtlas partilha os seus rankings com base na experiência do consumidor.

Variedades

Agente de Registro Civil e intermediador são suspeitos

Gastronomia

'Espaguete da meia-noite' é tradição após shows ou festas.

Cultura

Evento reúne o melhor da produção contemporânea do país europeu.

Turismo

Iniciativa é feita no aniversário dos 150 anos da imigração.

Tecnologia

Ferramenta pode responder perguntas sobre vida e obra do poeta.