Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

Italianismo

Destinos

As mais belas cidades literárias para visitar na Itália

Conheça as cidades que inspiraram as obras dos mais ilustres escritores e poetas italianos

Se você adora ler, vamos ter levar para descobrir as mais belas cidades literárias da Itália. Siga-nos!

Modica, a casa de Salvatore Quasimodo

Modica, Ragusa | Getty Image

A beleza deste lugar, no extremo sul da Itália, seria suficiente para classificá-lo como um destino imperdível na Sicília. Mas Modica também é o berço de um dos maiores gênios literários italianos, Salvatore Quasimodo, um importante expoente do hermetismo, autor de “Ed è subito sera“, ganhador do Prêmio Nobel de Literatura em 1959.


Bendita Cidadania


Bendita Cidadania

Uma das cidades literárias da Itália, Modica é frequentemente a protagonista nas obras de Quasimodo.


Arquà Petrarca, o refúgio de Francesco Petrarca

Arquà Petrarca, Vêneto | Wikimedia Commons

Nascido em Arezzo em 1304, Francesco Petrarca terminou os seus dias em Arquà Petrarca, cidade (hoje com 1.876 habitantes) na região do Veneto, para onde se mudou por motivos de saúde. 

O autor do célebre Canzoniere, considerado o fundador do humanismo, instalou-se nas Colinas Euganei, no sopé do Monte Piccolo e Monte Ventolone, numa vila medieval que é Patrimônio Mundial da UNESCO, uma das mais belas vilas da Itália.

Entre seus becos estreitos, diante de vistas deslumbrantes, o autor se inspirou em sempre pensar em sua Laura

casa de Petrarca, embelezada com pinturas do século XVI, inspiradas em sua maior obra, é um dos lugares para visitar em Arquà.

SIGA O ITALIANISMO



Gardone Riviera, na casa de Gabriele d’Annunzio

Gardone Riviera, Lombardia | Wikimedia Commons

Uma pequena e encantadora cidadezinha com vista para o Lago de Garda, muito popular no verão, Gardone Riviera está intimamente ligada à figura de Gabriele d’Annunzio, apelidado de “Vate” ou o “poeta sagrado”, escritor, dramaturgo, militar, político, jornalista e um patriota italiano, um autêntico símbolo do decadentismo e uma figura famosa da Primeira Guerra Mundial. 

Aqui, de fato, ele se aposentou para uma vida solitária e nunca se mudou da bela localização lombarda. O grande testemunho dos anos de residência de d’Annunzio em Gardone é o Vittoriale degli Italiani, o extraordinário complexo de edifícios, praças, ruas, teatro ao ar livre, jardins e cursos de água pretendidos pelo próprio Vate e construídos entre 1921 e 1938, para recordar a sua vida e os empreendimentos dos italianos durante o primeiro conflito mundial. O Vittoriale pode ser visitado todos os dias.


Recanati, a cidade de Giacomo Leopardi

Recanati, Marcas | Wikimedia Commons

Em Recanati tudo gira em torno de Leopardi, o maior poeta italiano do século XIX e autor de Sabato del villaggio e do Infinito

Recanati, um importante centro da área de Macerata, imersa na extraordinária paisagem montanhosa da região de Marche, celebra a história, vida e obra do autor. 

Visitar Recanati significa respirar Giacomo Leopardi, sua cultura e sua lírica, muitas vezes inspiradas nos cantos de sua cidade. Significa descobrir o seu ilustre cidadão através de placas e versos fixados nos vários edifícios que encontrar ao caminhar. 

Começando no Palazzo Leopardi, com vista para a praça que leva o nome de uma de suas obras mais famosas “Sabato del villaggio“, e a biblioteca, seu local de estudo. 

Também vale a pena ver a Torre do Borgo do século XII, mencionada nos escritos do poeta, bem como o Colle dell’Infinito, outro pedaço da cidade que inspirou o poeta.


San Mauro Pascoli, a vila de Giovanni Pascoli

San Mauro Pascoli, Emília-Romanha | Wikimedia Commons

San Mauro di Romagna (conhecida como ‘Pascoli‘) é uma vila ligada a um dos maiores poetas italianos, Giovanni Pascoli, autor de poemas famosos como La cavalla storna e Novembre

A poucos quilômetros do mar Adriático, em uma área totalmente plana, foi o berço e infância do autor. A casa e o Museu Pascoli preservam seu berço, móveis, fotografias e documentos que permitem reconstituir sua história. 

Porém, parte de sua vida passou em Barga, na província de Lucca , Toscana, no povoado de Castelvecchio Pascoli

Aqui existe ainda a casa onde viveu e onde se encontram os livros, diplomas e manuscritos do poeta que foi uma das principais figuras literárias do final do século XIX. 

Barga vale uma visita não só por Pascoli, mas também por ser uma vila medieval, com belos edifícios renascentistas, mas também por sua excelente gastronomia.


Castagneto Carducci, a terra de Giosuè Carducci

Castagneto Carducci, Toscana | Wikimedia Commons

As obras literárias de Giosuè Carducci, como San Martino ou Nevicata, estão ligadas às vistas e à cultura da toscana Maremma

Quem visita pela primeira vez e leu as suas obras tem a sensação de que já lá esteve e viu os locais de que fala o autor. 

Castagneto Carducci é uma área de olivais e encantadoras quintas, locais onde o poeta passou os primeiros anos da sua infância e curtas estadias quando ele era famoso e bem-sucedido. 

Uma visita à aldeia de Bolgheri é imperdível, ao qual o poeta dedicou duas de suas obras Davanti San Guido e Il viale dei cipressi

Castagneto Carducci relembra a vida e a história de seu ganhador do Nobel com o Museu do Arquivo, que preserva material sobre vida e obra, além de oferecer roteiros para reconstituir os lugares que inspiraram Carducci.


Bosisio Parini, a cidade de Giuseppe Parini

Bosisio Parini, Lombardia | Wikimedia Commons

A aldeia de Bosisio Parini, local de nascimento de Giuseppe Parini (1729), autor das Odi e do Dialogo sopra la nobiltà, entre outros, nasce às margens do encantador Lago de Pusiano, entre as províncias de Como e Lecco

Uma das cidades literárias da Itália, Bosisio Parini está fortemente ligada ao lago, em cuja homenagem o poeta publicou seu primeiro livro de poemas. 

Alimentado pelas águas do rio Lambro, o lago abriga a bela Ilha dos Ciprestes, de propriedade privada, considerada uma das mais belas ilhas para se visitar. 


Agliè, a vila de Guido Gozzano

Agliè, Piemonte | Wikimedia Commons

Autor de coleções poéticas e contos, Guido Gozzano nasceu em Turim em 1883, mas seus restos mortais foram trazidos para Agliè, uma pequena cidade da região de Canavese que marcou profundamente a vida do escritor piemontês, importante expoente da corrente literária crepusculares. Gozzano passou a infância na vila da família, “il Meleto”, assim chamada pelas macieiras que alinham a calçada. 

A villa, rodeada de vegetação e rodeada por um maravilhoso jardim, é mencionada pelo poeta em vários escritos incluindo L’amica di nonna Speranza

Agliè, no entanto, também é famosa por seu esplêndido castelo ducal, com seus belos quartos com afrescos e o maravilhoso parque, frequentemente usado como cenário de cinema.

Encerramos aqui a nossa viagem pelas mais belas cidades literárias da Itália.

Leia também

Deixa o seu comentário:

Mais de Italianismo

Destinos

Com seu incrível charme, Veneza conquistou o mundo inteiro, mas sabia que a Itália é repleta de outras cidades com belos canais? Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Para os amantes das montanhas, aqui estão as 10 cidades mais altas da Itália. Vilas de tirar o fôlego. Deixa o seu comentário:

Itália no Brasil

Ser italiano é se emocionar com as coisas mais simples do mundo.  Deixa o seu comentário:

Destinos

Cidades fantasmas, vilas amaldiçoadas e um antigo hotel de luxo: alguns dos lugares abandonados mais fascinantes da Lombardia Deixa o seu comentário:

Vida & Estilo

16,5% da população italiana vivem em 5.498 pequenos municípios Deixa o seu comentário:

Itália no Brasil

Conheça o poema de Braz Gardini, um ítalo-brasileiro, poeta e escritor. Apaixonado pelas coisas da Itália, que contribui com belos textos paras os descendentes...

Vida & Estilo

Ao realizar o caminho contrário e viver o duro cotidiano de imigrante na Itália, ele resolveu criar uma associação para ajudar estrangeiros a se...

Arte & Cultura

Dante foi poeta, escritor e político e é conhecido como “pai da língua italiana” moderna. Deixa o seu comentário: