Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Turismo

Itália lança rede de cidades medievais para atrair visitantes

Iniciativa conta com 28 municípios divididos em 10 regiões

Iniciativa conta com 28 municípios divididos em 10 regiões
Gradara vilarejo medieval | Foto: Depositphotos

A Agência Nacional de Turismo da Itália (Enit) e os municípios do país criaram uma rede de cidades medievais para atrair visitantes ao “Belpaese” e às suas ilhas e organizar percursos que transportam os turistas para outra época.  

Além disso, uma lei para promover reconstituições históricas também será introduzida em breve. A rede de cidades medievais italianas inclui 28 municípios divididos em 10 regiões, caracterizadas por um importante patrimônio material e imaterial da Idade Média.   

As cidades medievais que fazem parte da rede são: Pistoia, Prato, Fucecchio, Calenzano, Volterra, Incisa Scapaccino, Ariano Irpino, Fermo, Monteriggioni, Serravalle Pistoiese, San Gimignano, Sutri, Civita di Bagnoregio, Cairo Montenotte, Anagni, Boville Ernica, Stroncone, Vitorchiano, Tarquinia, Mandas, San Gemini, Viterbo, Narni, Bevagna, Perugia, Santa Fiora, Scurcola Marsicana e Pandino

O projeto, assinado com a Enit, visa desenvolver e digitalizar o turismo focado na autenticidade medieval dos locais, bem como promover um calendário de eventos e recriações históricas de absoluta excelência.   

“Esta é uma associação importante que quer tornar a Idade Média acessível e popular através de eventos históricos e recreações, de abril a outubro”, explicou Renato Chiti, diretor de destinos da “Itália Medieval”. 

Tendo Viterbo, com o seu bairro medieval e o antigo palácio papal que remonta ao século XIII, como líder da rede, a Enit dará o seu apoio no planejamento das pesquisas, organizando workshops na área temática do “turismo tradicional” e comunicação.  

Além disso, o município de Viterbo apresentará a 6ª edição do Festival de Lugares Medievais no dia 22 de março no Palazzo dei Priori.   

“Queremos valorizar as especificidades, a singularidade de cada território e alargar o protocolo a outras localidades, porque os dados mais recentes mostram um grande interesse pelos territórios do interior e pelas recriações históricas que oferecem”, acrescentou Sandro Pappalardo, conselheiro da Enit.   

Já Daniele Sabatini, assessor da região do Lazio, reforçou que “a Idade Média é um elemento atrativo também para os turistas que chegam do exterior”.   

“O acordo com a Enit e o nascimento da rede proporcionarão mais recursos para podermos aproveitar ao máximo as recriações históricas. 

Em breve teremos uma lei sobre as recriações”, acrescentou Eleonora Pace, conselheira da região da Úmbria, enfatizando acreditar “que é fundamental ter um quadro regulamentar e um modelo de referência a nível nacional”. (ANSA)

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Cidadania Italiana

Congresso terá presença de figuras relevantes do judiciário italiano, do Ministério do Interior e da Procuradoria Geral do Estado

Cidadania Italiana

Especialistas se reúnem em Padova para discutir os desafios e implicações da cidadania italiana para descendentes.

Cotidiano

Enel mancha a reputação italiana no Brasil devido a constantes falhas no fornecimento de energia em São Paulo

Economia

Tesla explora potencial da fabricação de veículos elétricos na Itália: Caminhões e vans na pauta, dizem jornais

Cidadania Italiana

A cidadania italiana de Giovanna Ewbank: uma narrativa de rápido sucesso ou marketing disfarçado?

Viagem e Turismo

Prefeito também justificou nova taxa de acesso à cidade.

Arte & Cultura

Cônsul Caruso destacou que 'criar valor está no DNA da cidade'

Arte & Cultura

Público terá acesso a relíquias da cultura Daunia

Turismo

Região recebeu um investimento significativo em infraestrutura, totalizando 3,5 milhões de euros.

Arte & Cultura

A música desempenha um papel fundamental na preservação das identidades culturais e dialetos na Itália

Notícias

Cúpula será realizada em Capri entre 17 e 19 de abril

Economia

Romenos, chineses e marroquinos lideram a estatística.