Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Vida & Estilo

Churrasco de estudantes na Itália resulta em multa de R$ 59 milhões

Os jovens faziam churrasco em uma casa no meio da floresta. Foto: Divulgação / Vigilii Del Fuoco

Jovens teriam originado incêndio, mas alegam inocência

Dois estudantes universitários de 22 anos foram acusados ​​de um incêndio florestal na região italiana de Como (comuna da região da Lombardia, ao norte da Itália), e receberam uma multa de 13,5 milhões de euros (cerca de R$ 59,3 milhões).

Os jovens faziam churrasco em uma casa no meio da floresta, pertencente aos avós de um deles, quando começou o incêndio. Um deles chegou a dizer à imprensa italiana, segundo a BBC, que estavam servindo de “bodes expiatórios” para o ocorrido do qual foram condenados.

Promotores analisaram o caminho do incêndio até a propriedade onde estavam os jovens e definiram que ele havia sido iniciado por brasas do churrasco, atreladas às condições secas do local. Os dois jovens e o dono da propriedade foram considerados co-responsáveis

“[Estamos] profundamente tristes”, disse um dos estudantes ao jornal italiano La Stampa. “Nós somos as vítimas reais dessa história”.

“[Nós] imediatamente alertamos a brigada de incêndio e nos jogamos nas chamas para tentar eliminá-las”, disseram.

O fogo começou no dia 30 de dezembro de 2018 e durou vários dias, destruindo cerca de mil hectares de floresta.

Para determinar o valor que os estudantes deveriam pagar, foi usada uma fórmula: o jornal La Stampa informou que o regulamento exige uma multa de 118 a 593 euros (R$ 518 a R$ 2.600) por metro quadrado. O dano que os dois jovens causaram foi calculado em cerca de 6.840 metros quadrados, o que resultaria em uma multa entre 8 milhões e 40 milhões de euros (R$ 35,1 milhões a R$ 175,7 milhões).

“Qual é o sentido de impor uma sanção administrativa, já sabendo que os dois meninos, ainda estudantes, não podem pagá-la?”, questionou a advogada de um dos estudantes ao jornal.

O promotor do caso alega, ao jornal local Il Giorno Como, que trata-se de uma multa que serve como “um sinal de que precisamos pressionar as pessoas para uma maior responsabilidade na proteção do meio ambiente”.

Agência Folha

E aí, gostou do artigo? Então compartilhe nas suas redes sociais e traga seus amigos, colegas e seguidores para a discussão. Em caso de dúvidas a respeito do assunto, não hesite em deixar seu comentário.

Deixa o seu comentário:

Mais de Italianismo

Cotidiano

Cerca de 70 famílias moravam no local e tiveram tempo de fugir; 20 pessoas inalaram fumaça. Não há vítimas graves

Cotidiano

Foto com as nádegas expostas na escada da Catedral de Noto: multado em € 10 mil

Cotidiano

As autoridades ainda estão em alerta para possíveis novos focos de incêndio nos próximos dias.

Cotidiano

O ex-primeiro Ministro da Itália pagou mais de 220 milhões de reais para manter mansões.

Destinos

A Itália é a campeã em radares de velocidade em toda a Europa, segundo do Instituto de Direção Zutobi.

Vida & Estilo

Primeiro você adota uma árvore, depois você colhe seus frutos: a floresta comestível nasce em Milão, no Norte da Itália. Deixa o seu comentário:

Destinos

Cidadezinhas pitorescas, jardins de rara beleza, vista cinematográfica: é fácil entender porque os VIPs se apaixonam pelo Lago de Como. Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Marido precisou pagar multa por quebrar o toque de recolher no país Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Polícia disse que ele violou as regras contra o Covid. O caso gerou revolta na Itália Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Explosões atingem galpões do porto de Ancona; não há vítimas Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Sacerdote assassinado no norte da Itália: dava a vida pelos excluídos Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Cidade tinha 30 habitantes e perdeu dois durante a pandemia do coronavírus Sars-CoV-2 Deixa o seu comentário: