Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

Herói ou vândalo? Italiano destrói radares e ganha homenagens

Na cidade de Pádua, artista pintou mural em sua homenagem, onde é representado com um radar em uma mão e espada na outro.

Fleximan
Fleximan: Italiano destrói radares e ganha homenagens | Foto: informatrieste

No cenário das estradas italianas, onde a paixão por veículos e velocidade é inegável, surge um debate acalorado em torno de “Fleximan”, o homem que desafia os radares de velocidade e se tornou uma figura controversa no país — que se tornou uma verdadeira “indústria da multa”.

A presença massiva de radares de velocidade nas estradas italianas gerou críticas contundentes, com alguns argumentando que sua proliferação não está centrada apenas na segurança viária, mas sim na arrecadação de fundos.

“Fleximan”, cujo nome é inspirado na marca de ferramentas “Flex”, tem sido protagonista de uma batalha contra esses dispositivos, destruindo radares e desafiando a autoridade.

Fleximan como Uma Thurman no mural criado em Pádua | Foto: ilrestodelcarlino

Recentemente, um homem de 50 anos foi preso por supostamente destruir dois radares, mas as autoridades afirmam que não se trata do notório “Fleximan”, responsável por sabotar dezenas de radares nos últimos meses.

O personagem ganhou notoriedade, principalmente entre aqueles que veem os radares como uma espécie de “armadilha” do Estado para gerar receitas.

Camisetas em sua homenagem já são comercializadas online, e na cidade de Pádua, um artista imortalizou “Fleximan” em um mural, representando-o com um radar em uma mão e uma espada na outra, inspirado na personagem de Uma Thurman em “Kill Bill”.

No entanto, “Fleximan” não é aclamado por todos. Familiares de vítimas de acidentes rodoviários condenam suas ações, destacando a publicidade que ele recebe em meio à trágica realidade das estradas italianas, onde milhares morrem anualmente.

A mídia, por sua vez, mostra divisões claras, com jornais como o Libero descrevendo as sabotagens como atos de “resistência” contra burocratas e moralistas, enquanto o Corriere della Sera compara “Fleximan” a um novo símbolo de egoísmo, roubando vidas em vez de riquezas.

A controvérsia em torno de “Fleximan” ocorre em um contexto sombrio. Em 2022, 3.159 pessoas morreram nas estradas italianas, uma estatística alarmante que ultrapassa a média de 46 mortes por um milhão de habitantes nos 27 Estados-membros da União Europeia.

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Destaque do Editor

A transmissão da cidadania italiana jure sanguinis pode ser comprovada por qualquer meio, diz a Corte de Cassação da Itália

Cotidiano

Prefeito perde batalha contra ítalo-brasileiros: A lei falou mais alto. Parece que o jogo virou, não é mesmo, senhor prefeito?

Cidadania Italiana

Cidadania italiana irregular: 92 cidades da província de Nápoles entram em investigação.

Cidadania Italiana

Silmara Fabotti, líder de esquema de cidadania italiana falsa, planejava fugir da Itália, relata juiz.

Cidadania Italiana

A crescente diáspora italiana: Migração em massa em busca de melhores oportunidades e realização pessoal.

Itália no Brasil

Um voo histórico de solidariedade: A ajuda humanitária da Itália ao Rio Grande do Sul.

Cidadania Italiana

Investigação revela esquema de corrupção envolvendo falsos certificados de residência em troca de dinheiro e favores sexuais.

Cidadania Italiana

Rodrigo Faro se defende de acusações de envolvimento em esquema de falsificação de documentos para cidadania italiana

Cidadania Italiana

Apresentador de TV, empresários e jogadores de futebol têm processos de cidadania italiana cancelados na região de Nápoles.

Itália no Brasil

Diante do público cada vez maior, desafio é garantir boa estrutura para atender bem os visitantes.

Cotidiano

Meloni apresentou queixa antimáfia sobre fluxos migratórios.

Cidadania Italiana

Suspensão temporária das audiências durante o período eleitoral e possível greve dos juízes afeta ítalo-brasileiros.