Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

Herói ou vândalo? Italiano destrói radares e ganha homenagens

Na cidade de Pádua, artista pintou mural em sua homenagem, onde é representado com um radar em uma mão e espada na outro.

Fleximan
Fleximan: Italiano destrói radares e ganha homenagens | Foto: informatrieste

No cenário das estradas italianas, onde a paixão por veículos e velocidade é inegável, surge um debate acalorado em torno de “Fleximan”, o homem que desafia os radares de velocidade e se tornou uma figura controversa no país — que se tornou uma verdadeira “indústria da multa”.

A presença massiva de radares de velocidade nas estradas italianas gerou críticas contundentes, com alguns argumentando que sua proliferação não está centrada apenas na segurança viária, mas sim na arrecadação de fundos.

“Fleximan”, cujo nome é inspirado na marca de ferramentas “Flex”, tem sido protagonista de uma batalha contra esses dispositivos, destruindo radares e desafiando a autoridade.

Fleximan como Uma Thurman no mural criado em Pádua | Foto: ilrestodelcarlino

Recentemente, um homem de 50 anos foi preso por supostamente destruir dois radares, mas as autoridades afirmam que não se trata do notório “Fleximan”, responsável por sabotar dezenas de radares nos últimos meses.

O personagem ganhou notoriedade, principalmente entre aqueles que veem os radares como uma espécie de “armadilha” do Estado para gerar receitas.

Camisetas em sua homenagem já são comercializadas online, e na cidade de Pádua, um artista imortalizou “Fleximan” em um mural, representando-o com um radar em uma mão e uma espada na outra, inspirado na personagem de Uma Thurman em “Kill Bill”.

No entanto, “Fleximan” não é aclamado por todos. Familiares de vítimas de acidentes rodoviários condenam suas ações, destacando a publicidade que ele recebe em meio à trágica realidade das estradas italianas, onde milhares morrem anualmente.

A mídia, por sua vez, mostra divisões claras, com jornais como o Libero descrevendo as sabotagens como atos de “resistência” contra burocratas e moralistas, enquanto o Corriere della Sera compara “Fleximan” a um novo símbolo de egoísmo, roubando vidas em vez de riquezas.

A controvérsia em torno de “Fleximan” ocorre em um contexto sombrio. Em 2022, 3.159 pessoas morreram nas estradas italianas, uma estatística alarmante que ultrapassa a média de 46 mortes por um milhão de habitantes nos 27 Estados-membros da União Europeia.

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Itália no Brasil

Programa percorre cidades brasileiras para mostrar a influência e o legado do povo italiano no país.

Cidadania Italiana

Projeto de Lei no Senado Italiano gera debate sobre possíveis mudanças na cidadania italiana.

Cidadania Italiana

Val di Zoldo: Desafios administrativos, protestos e o embate com a cidadania ítalo-brasileira.

Cotidiano

Facilite sua vida na Itália em 2024 com esses 16 aplicativos essenciais.

Cotidiano

Itália desafia limites: Quer a construção da ponte suspensa mais longa do mundo.

Cidadania Italiana

Subsecretário italiano afirma que a Lei 91 de 92, que rege a cidadania no país, está adequada e não deve ser alterada.

Arte & Cultura

Russell Crowe revela orgulho por suas raízes italianas durante o Festival de Sanremo.

Destinos

Preparando o terreno: estratégias inteligentes para economizar nas reservas de voos para a Itália.

Cidadania Italiana

A italianidade que corre nas veias: por que limitar o direito à cidadania?

Estilo de vida

Descubra as razões por trás da diferença entre o Dia dos Namorados no Brasil e na Itália.

Cotidiano

Deputado Fabio Porta insta governo italiano a agir com urgência no acordo de conversão de CNH com o Brasil.

Itália no Brasil

Estação 'Nova Vicenza', símbolo intocado da imigração italiana, ganha destaque nas páginas do Il Giornale di Vicenza