Siga-nos

Olá, o que você está buscando?

Cotidiano

O que pode fazer a partir de 18/05 na Itália? Veja as regras da reabertura

O decreto do governo da Itália permite a liberdade de movimento. Sim para reuniões com amigos. Bares e restaurantes voltam a funcionar

O decreto do governo permite a liberdade de movimento. Sim para reuniões com amigos. Bares e restaurantes voltam a funcionar

Todas as regras do pode fazer a partir de 18/05 na Itália

Viagem, autocertificação, bares, restaurantes, cabeleireiros, praias: tudo o que pode ser feito na Itália a partir de 18 de maio para manter a infecção por coronavírus sob controle. 

Para alguns tipos de atividades, como praias, bares, restaurantes e cabeleireiros, por exemplo, entra em vigor a regra do espaçamento de 1 metro entre as pessoas e 2 metros em casos especiais. 

As máscaras continuarão sendo obrigatórias, mas em locais fechados, como em lojas e quando não for possível manter a distância, mesmo fora. 

Reuniões continuam proibidas.

Parentes e amigos

Será possível encontrar, além dos parentes, também os amigos. Não há limitações quanto ao número de pessoas que podem ser encontradas ao mesmo tempo, mas a proibição de reuniões impede grupo com muitas pessoas e, em qualquer caso, a distância deve sempre ser mantida.

Segundas casas

Ir para a segunda residência, como na montanha, campo ou praia, por exemplo, está permitido, dede que a casa esteja na mesma região de residência. 

Em vez disso, existe uma proibição para ir para residências secundárias fora da região, exemplo: sair da Lombardia e ir para o Piemonte – a menos que haja razões de “necessidade e urgência”. Nesse caso, a autocertificação deve ser concluída e o motivo deve ser demonstrado.

LEIA TAMBÉM:

‘Bônus bicicleta’: o decreto da Itália para incentivar a mobilidade sustentável

Preço da gasolina na Itália cai 31% após isolamento

Itália: verão com temperatura acima da média, diz agência do clima

Bares e restaurantes

As entradas serão administradas de acordo com o tamanho do salão e, portanto, a fila será com todos usando máscaras. 

A área destinada para cada cliente é de 4 metros quadrados; entretanto, para estabelecer quantas pessoas podem entrar no restaurante ao mesmo tempo, a superfície da sala deve ser dividida por 4. 

No restaurante, a regra básica é a distância de dois metros entre uma mesa e outra, enquanto entre um acompanhante e outro, deve ser mantida “uma distância capaz de evitar a transmissão de gotículas”. 

Não é permitido serviço de buffets, e os menús devem ser de papel e de uso único por cliente, ou seja descartáveis. Os garçons precisam usar luvas e máscara.

Lojas

As regras a serem respeitadas são: o distanciamento em todas as atividades e durante o serviço, a garantia de limpeza e higiene ambiental da sala pelo menos duas vezes ao dia, a garantia de ventilação natural adequada e troca de ar. 

Os sistemas de desinfecção das mãos devem estar disponíveis, principalmente, ao lado de teclados, telas sensíveis ao toque e sistemas de pagamento. 

Clientes e assistentes de loja devem usar máscaras e luvas descartáveis – especialmente para a venda de alimentos e bebidas. 

Para aumentar os acessos, será possível ampliar o horário de funcionamento das lojas. As rotas de entrada e saída devem ser diversificadas e salas menores podem ser inseridas uma de cada vez. 

Nas lojas de roupas, haverá precauções para a prova de peças e o uso de vestiários.

Centros comerciais

As vagas de estacionamento serão reduzidas para evitar aglomerações, uma regra que forçará as cotas de entrada. 

Os elevadores serão limitados aos deficientes, mas estão liberadas as escadas rolantes e esteiras. 

Nos bancos serão aplicados adesivos no chão que indicam a obrigação de manter distâncias e, na entrada das lojas de roupas, sapatos, perfumaria e outros itens, deverá ter o “painel de senha”.

As feiras terão que ser cercadas e o número de barracas será reduzido.

Cabeleireiro e centros de beleza

As atividades serão realizadas exclusivamente por reserva, agendamento on-line ou por telefone. 

Eles também podem funcionar aos domingos e segundas-feiras. Mas deverão ter um gerenciamento de tempo para evitar encontro de clientes, e permitir a higienização de espaços, estações e ferramentas de trabalho. 

Manter uma distância mínima de pelo menos dois metros entre as estações de tratamento e de espera técnica será obrigatório.

Para a limpeza facial, os tratamentos à vapor não são recomendados, a menos que sejam realizados “apenas em salas fisicamente separadas, que devem ser ventiladas ao final de cada serviço”.

Praias

Neste setor, onde as diretrizes foram altamente contestadas pelas regiões e pelos gestores, as decisões das administrações regional e municipal contarão muito. 

A regra de ouro para permitir a conformidade com o espaçamento exige que os guarda-sóis sejam posicionados a 4,5 metros um do outro horizontalmente e que o espaço entre uma linha e a outra seja de 5 metros. 

Deve haver um espaço de dois metros entre as espreguiçadeiras. 

As piscinas públicas ou privadas permanecerão fechadas, assim como jogos e atividades esportivas não podem ser realizados. 

Para permitir o uso seguro de praias gratuitas, os estacionamento serão limitados.

As reuniões

O cidadão poderá participar de serviços religiosos. Os “acessos serão contingenciados”, ou seja, número limitado, máscaras obrigatórias, distâncias, distribuição da comunhão com luvas descartáveis, desinfecção dos espaços, proibição de entrada para aqueles com temperatura igual ou superior a 37,5 graus.

Auto-certificação

Não será mais necessário usar o formulário para se deslocar dentro da sua região de residência. O formulário (faça o download aqui ) deve ser usado para passar de uma região para outra. 

Há três razões para sair da região: “trabalho, saúde, necessidade e urgência”. Nestes três casos, podem ser realizadas verificações para descobrir o que o cidadão declarou.

Com informações do Corriere della Sera 

Deixa o seu comentário:
Click to comment

Deixe uma resposta

Publicidade

Facebook

Leia também:

Cotidiano

Itália registra o número de mortes mais baixo desde o início do confinamento, em 10 de março Deixa o seu comentário:

Destinos

Com a medida, governo pretende retomar o fluxo de turistas pensando na temporada de verão Deixa o seu comentário:

Turismo

'Decreto de Relançamento' da Itália prevê € 55 bi para socorrer indústria, comércio e turismo

Vida & Estilo

Itália quer antecipar reabertura em regiões após 17 de maio