Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

Itália vai reabrir para turistas estrangeiros em 15/5

Serão liberados viajantes da UE, do Reino Unido e de Israel

Itália vai reabrir
Itália vai reabrir para turistas estrangeiros em 15/5

A partir do próximo sábado (15), viajantes da União Europeia, do Reino Unido e de Israel não precisarão mais fazer quarentena de cinco dias ao desembarcar em um dos países mais visitados do mundo.

Trata-se da primeira flexibilização nas regras para entrada de turistas estrangeiros na Itália – que vai manter restrições para viajantes de países de alto risco epidemiológico, como Brasil e Índia – em vista da alta temporada de verão na Europa.

Atualmente, viajantes da UE, do Reino Unido e de Israel precisam fazer exame para o novo coronavírus 48 horas antes da chegada, cumprir quarentena de cinco dias após o desembarque e realizar um novo teste antes de sair do isolamento.

No entanto, com a flexibilização, turistas desses países só precisarão apresentar um certificado de vacinação contra a Covid-19 (com as duas doses, caso não seja o imunizante da Janssen), comprovante de cura da doença ou exame PCR ou de antígeno com resultado negativo. A quarentena não será mais necessária.

Para as semanas seguintes, o objetivo do governo italiano é reabrir para todos os países estrangeiros que tiverem alcançado um “alto nível” de vacinação, mas esse patamar ainda não foi estabelecido.

O chamado “passe verde nacional” da Itália vai entrar em vigor cerca de um mês antes do passaporte sanitário da União Europeia, previsto para junho e que terá regras semelhantes.

Com isso, o setor de turismo, um dos pilares da economia italiana, espera voltar a funcionar a pleno vapor na alta temporada de verão no Hemisfério Norte, entre junho e agosto.

Após o premiê Mario Draghi ter anunciado em 4 de maio que o passe verde nacional entraria em vigor na segunda quinzena deste mês, agências turísticas de Roma já registraram um aumento nas reservas por parte de turistas de países como Alemanha e Portugal.

Mas os viajantes que geralmente gastam mais dinheiro na Itália são americanos, chineses e russos, então o setor vive a expectativa de novas flexibilizações – com a vacinação avançada, os Estados Unidos são os próximos da fila.

Em relação a viajantes do Brasil, a Itália só permite a entrada em alguns casos excepcionais – e mediante quarentena -, como de cidadãos com residência fixa no país europeu ou cônjuges de quem se enquadra nessa categoria, e não há previsão de relaxamento nas próximas semanas.

Recentemente, a Comissão Europeia propôs autorização para entrada de turistas provenientes de países com índice inferior a 100 novos casos de Covid em 14 dias para cada 100 mil habitantes, mas a taxa do Brasil nas últimas duas semanas é quase quatro vezes maior. (Ansa)

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Variedades

Iniciativa quer combater despovoamento de áreas montanhosas.

Cotidiano

CNH brasileira volta a valer na Itália: novo acordo facilita vida de milhares pessoas

Variedades

Cidade foi devastada pela erupção do Vesúvio, assim como Pompeia.

Arte & Cultura

Lançado no fim de outubro e exibido em preto e branco, foi o filme que mais faturou com bilheteria na Itália em 2023

Notícias

Grupo de 8 companhias participa de feira de fundição em SP.

Cotidiano

Imperia ocupa 1ª posição de ranking elaborado pelo iLMeteo.it

Turismo

Alta temporada no país vai de junho a setembro.

Arte & Cultura

Exposição 'Life as a Scientist' será aberta no dia 21 de junho.

Cultura

Mostra 'Oltreoceano' ocorre no Salão Negro do Congresso Nacional.

Gastronomia

Referência da gastronomia, TasteAtlas partilha os seus rankings com base na experiência do consumidor.

Esporte

O ítalo-brasileiro assumiu o cargo de técnico da Juventus, firmando um contrato de três temporadas, válido até meados de 2027.

Notícias

Atualmente, 15% da pesquisa colaborativa é realizada por cientistas paulistas e italianos.