Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

Itália vai reabrir para turistas estrangeiros em 15/5

Serão liberados viajantes da UE, do Reino Unido e de Israel

Itália vai reabrir
Itália vai reabrir para turistas estrangeiros em 15/5

A partir do próximo sábado (15), viajantes da União Europeia, do Reino Unido e de Israel não precisarão mais fazer quarentena de cinco dias ao desembarcar em um dos países mais visitados do mundo.

Trata-se da primeira flexibilização nas regras para entrada de turistas estrangeiros na Itália – que vai manter restrições para viajantes de países de alto risco epidemiológico, como Brasil e Índia – em vista da alta temporada de verão na Europa.

Atualmente, viajantes da UE, do Reino Unido e de Israel precisam fazer exame para o novo coronavírus 48 horas antes da chegada, cumprir quarentena de cinco dias após o desembarque e realizar um novo teste antes de sair do isolamento.

No entanto, com a flexibilização, turistas desses países só precisarão apresentar um certificado de vacinação contra a Covid-19 (com as duas doses, caso não seja o imunizante da Janssen), comprovante de cura da doença ou exame PCR ou de antígeno com resultado negativo. A quarentena não será mais necessária.

Para as semanas seguintes, o objetivo do governo italiano é reabrir para todos os países estrangeiros que tiverem alcançado um “alto nível” de vacinação, mas esse patamar ainda não foi estabelecido.

O chamado “passe verde nacional” da Itália vai entrar em vigor cerca de um mês antes do passaporte sanitário da União Europeia, previsto para junho e que terá regras semelhantes.

Com isso, o setor de turismo, um dos pilares da economia italiana, espera voltar a funcionar a pleno vapor na alta temporada de verão no Hemisfério Norte, entre junho e agosto.

Após o premiê Mario Draghi ter anunciado em 4 de maio que o passe verde nacional entraria em vigor na segunda quinzena deste mês, agências turísticas de Roma já registraram um aumento nas reservas por parte de turistas de países como Alemanha e Portugal.

Mas os viajantes que geralmente gastam mais dinheiro na Itália são americanos, chineses e russos, então o setor vive a expectativa de novas flexibilizações – com a vacinação avançada, os Estados Unidos são os próximos da fila.

Em relação a viajantes do Brasil, a Itália só permite a entrada em alguns casos excepcionais – e mediante quarentena -, como de cidadãos com residência fixa no país europeu ou cônjuges de quem se enquadra nessa categoria, e não há previsão de relaxamento nas próximas semanas.

Recentemente, a Comissão Europeia propôs autorização para entrada de turistas provenientes de países com índice inferior a 100 novos casos de Covid em 14 dias para cada 100 mil habitantes, mas a taxa do Brasil nas últimas duas semanas é quase quatro vezes maior. (Ansa)

E aí, gostou do artigo? Então compartilhe nas suas redes sociais e traga seus amigos, colegas e seguidores para a discussão. Em caso de dúvidas a respeito do assunto, não hesite em deixar seu comentário.

Deixa o seu comentário:

Mais de Italianismo

Destinos

Objetivo é tornar o turismo mais sustentável. Cidade recebe cerca de 25 milhões de turistas por ano

Turismo

Itália bateu recorde de turismo interno no verão europeu

Cotidiano

Europa se divide mais uma vez na ajuda a refugiados. Alguns países fecharam as fronteiras ao sofrimento afegão

Destinos

Oscar do Ciclismo de 2021: aqui está o pódio escolhido pelo júri da nova edição do prêmio

Cotidiano

Itália terá trem luxuoso para explorar as regiões mais conhecidas e os destinos menos frequentados do país

Turismo

O prêmio concedido à Itália foi recebido pelo embaixador italiano na Espanha.

Cotidiano

O verão na Itália, Espanha e Portugal será mais quente do que o habitual. Beirando os 40º

Cotidiano

Pesquisa revela que grupos mafiosos tiveram faturamento de mais de 2,2 bilhões de euros em 2020.

Destinos

60 mil bilhetes gratuitos disponíveis a partir de outubro, para viajar a partir de março de 2022.

Turismo

Após o anúncio da reabertura, há um boom de reservas para o verão na Itália: "33% em poucos dias".

Cotidiano

O Green Pass será lançado na Europa a partir de 1º de junho, antes da data programada.

Cotidiano

Draghi pede ao Comitê Técnico Científico os protocolos para os setores que podem reabrir primeiro.