Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

Italianismo

Cotidiano

Taxa de divórcio na Itália dispara 60% durante a pandemia

divórcio na Itália
Taxa de divórcio na Itália dispara 60% durante a pandemia

A taxa de divórcio na Itália aumentou 60% em 2020, de acordo com a Associação Nacional de Divórcio da Itália.

“Os pedidos de separação aumentaram muito, principalmente por causa da coexistência forçada”, disse o presidente da associação, advogado de família Matteo Santini, ao Sky TG24.


Bendita Cidadania


Bendita Cidadania

Em 40% dos casos, os divórcios aconteceram porque o bloqueio tornou mais difícil esconder a infidelidade e “vidas duplas”, disseram os advogados.

Outros 30 por cento das separações foram devido à violência doméstica e os 30 por cento restantes foram listados como devidos a outras causas, como o estresse econômico, por exemplo.

“Uma coisa é dividir fins de semana e noites, outra é compartilhar o dia inteiro, com todos os problemas relacionados à emergência de saúde: estresse à saúde por doença, falta de trabalho, convivência com filhos com dificuldades relacionadas ao ensino à distância”, disse Santini.

“Isso causa uma explosão emocional que leva ao desejo de separação e ao pedido de separação”.

Tal como acontece com muitos conjuntos de estatísticas na Itália, havia uma diferença marcante entre o norte e o sul do país.

SIGA O ITALIANISMO


Houve mais do dobro de separações registradas no norte em 2020, com 450 casos por mil casais no norte e 200 no sul da Itália.

A Itália, onde mais de 80% das pessoas se descrevem como católicas, há muito tempo tem uma das taxas de divórcio mais baixas da Europa, com apenas Irlanda, Eslovênia e Malta apresentando números mais baixos.

O número de divórcios no país, no entanto, aumentou em 2015, após a promulgação de uma legislação que torna mais fácil e rápido o fim de casamentos fracassados.

Vários estudos italianos confirmaram que a pandemia e a subsequente crise econômica estão tendo um grande impacto nas famílias.

A agência de estatísticas nacional Istat relatou que a taxa de natalidade da Itália despencou, ainda mais, devido “ao clima de medo e incerteza e ao crescimento das dificuldades ligadas ao emprego e à renda gerada pelos acontecimentos recentes”.

Leia também

Mais de 70% dos ginecologistas se opõem ao aborto na Itália

Cidade italiana promete ‘salário’ para mulher que desistir de abortar

Sob o Sol de Toscana: aprendendo com o filme na pandemia

Deixa o seu comentário:

Mais de Italianismo

Vida & Estilo

A Itália já acumula seguidos anos de redução populacional e busca maneiras de incentivar os casais a terem mais filhos Deixa o seu comentário:

Vida & Estilo

Estudo divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística da Itália (Istat) na quarta-feira (28) mostrou que o número de nascimentos no país caiu novamente em...

Itália no Brasil

Pestana, brachola, muito magrinho, caponata de beringela… Você é mesmo italiano Deixa o seu comentário:

Vida & Estilo

Segundo o governo italiano, o objetivo é  reverter o baixo índice de natalidade no país. Deixa o seu comentário: