Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

Pobreza absoluta atinge 32% dos imigrantes na Itália

Índice é medido a partir do valor de bens e serviços essenciais para famílias

Pobreza absoluta italia
Pobreza absoluta atinge 32% dos estrangeiros na Itália | Foto: Siena News

Nem tudo são flores para estrangeiros na Itália. E a situação ficou ainda pior na pandemia.

Ação Contra as filasAção Contra as filas

Segundo números divulgados nesta quarta-feira (15) pelo Instituto Nacional de Estatística (Istat), 1,6 milhão de estrangeiros, ou 32,4% do imigrantes, vivem em situação de pobreza absoluta. Uma alta de 3,1 pontos em relação a 2020.

Ainda de acordo com órgão, a Itália encerrou o ano de 2021 com 1,9 milhão de famílias e 5,6 milhões de pessoas, 9,4% da população nacional, nessa condição devido à pandemia de covid-19.

Com isso, a taxa de pobreza absoluta na Itália continua no pico da série histórica iniciada em 2005.

Segundo a organização, essas estatísticas estão em linha com os dados de 2020, em que o índice de pobreza teve um crescimento de quase dois pontos.

Considerando apenas os menores de idade, 1,4 milhão de pessoas estão em pobreza absoluta, o que representa 14,2% da população dessa faixa etária.

Uma das causas desse cenário é o crescimento da inflação, que fechou 2021 em 1,9%, valor bastante acima da média dos anos anteriores no país.

Para famílias de duas pessoas, a pobreza absoluta caiu de 5,7% para 5,0% do total; para famílias de três pessoas, de 8,5% para 7,1%.

No entanto, para famílias com quatro e cinco membros, os índices subiram de 11,3% para 11,6% e de 20,7% para 22,6%, respectivamente.

Como a pobreza absoluta é medida

Para calcular os índices, o Istat define o valor monetário, em preços correntes, do “conjunto de bens e serviços considerados essenciais para uma família”, sendo que essa cifra varia de acordo com o tamanho do núcleo, a idade dos seus componentes e o local de residência.

Uma família é considerada em situação de “pobreza absoluta” quando tem uma renda mensal inferior ao custo dessa cesta básica de bens e serviços.

Para um núcleo formado por dois adultos e dois filhos adolescentes e residente em uma área metropolitana do norte da Itália, por exemplo, o índice de pobreza absoluta é de 1.801,28 euros (considerando a renda total da família), o que equivale a R$ 9,6 mil pela cotação atual.

Já para uma família de composição idêntica, mas moradora de uma pequena cidade do sul, o limiar da pobreza absoluta é uma renda de 1.334,32 euros (R$ 7,1 mil). (Com informações da Ansa Brasil)

200

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Série

Rádio e TV italiana

Siga o Italianismo

Destaques do editor

Vida & Estilo

Qual é a pior cidade para expatriados? Daily Express fez a lista

Cidadania Italiana

Acredita-se que o La Veloce teria transportado cerca de 30 milhões de pessoas em quase 50 anos

Cotidiano

Sobrenomes italianos estão presentes nos cargos públicos mais importantes do Brasil

Itália no Brasil

21 DE FEVEREIRO: DIA DE CELEBRAR A IMIGRAÇÃO ITALIANA NO BRASIL

Cotidiano

Governo britânico está pronto para pagar 2 mil libras aos cidadãos da UE que queiram abandonar o país.

Cotidiano

Cinco estrangeiros explicam o que os levou a se mudar para a Itália.

Cidadania Italiana

Relatório mostra que Portugal é um dos lugares mais amigáveis ​​para imigrantes. A Itália é a 8ª.

Itália no Brasil

Exposição retrata o começo da vida dos italianos em terras brasileiras Deixa o seu comentário:

Cidadania Italiana

Imigrantes não sabiam qual seria o seu destino

Vida & Estilo

Lorraine Bracco, de “Família Soprano”, transforma reforma em reality show Deixa o seu comentário:

Itália no Brasil

A tubaína tradicional foi criada no interior de São Paulo por imigrantes italianos Deixa o seu comentário:

Itália no Brasil

A previsão de inauguração é no final deste mês Deixa o seu comentário: