Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Una buona notizia!

Pizza de imigrante africano é uma das 50 melhores da Itália

Imigrante superou os preconceitos locais e agora está na lista das 50 melhores pizzas do país

Pizza de imigrante africano 2
Pizza de imigrante africano é uma das 50 melhores do mundo | Marilena Umuhoza Delli / NPR

Quando imigrou paraa Itália de Burkina Faso aos 12 anosIbrahim Songne experimentou a pizza pela primeira vez e a odiou.

Ação Contra as filasAção Contra as filas

“Eu nunca tinha ouvido falar de pizza antes de chegar à Itália. Dei uma mordida e achei nojenta e completamente sem gosto”, conta.

Apesar desse começo pouco desfavorável, tempos depois Songne fez um empréstimo para abrir sua pizzaria – e no final de 2021 ela foi nomeada uma das 50 melhores da Itália, na categoria “Melhor pizza para viagem”, segundo o guia 50TopPizza.it, que chama a massa de “perfeitamente levedada, digerível e as coberturas são deliciosas”.

Ibrahim batizou seu restaurante de IBRIS – um híbrido de seu nome e sobrenome em letras maiúsculas. Antes de abrir a pequena loja no centro de Trento há três anos, ele diz que os moradores o avisaram: “Um homem negro atrás do balcão afastará todos os clientes“.

Logo no primeiro dia de abertura, Ibrahim ficou atrás do balcão e um casal de meia-idade entrou. Silenciosamente, a dupla inspecionou a pizza em exibição, e provavelmente assumiram que alguém de ascendência africana não falava italiano, e comentou: “A pizza está incrível. Pena que deixaram negros trabalhar aqui”. E foram embora.

Em 2022, a história mudou. Com apenas três pequenos bancos para sentar, os clientes da hora do almoço lotam a estreita vitrine do IBRIS, gritando pedidos ao som da trilha sonora do Afrobeats.

“Uma vez que eles provam minha pizza, todo julgamento desaparece”, diz Ibrahim.

Pizza de imigrante africano é uma das 50 melhores do mundo
A personalidade positiva de Ibrahim o tornou querido pelos clientes. | Marilena Umuhoza Delli / NPR

Uma receita para o sucesso

O sucesso de Ibrahim dificilmente se deve à falta de concorrência. Duas outras pizzarias ficam no mesmo quarteirão e outras sete estão a poucos minutos a pé.

Ele diz que sua pizza se destaca pela “intensidade, textura e sensação de experimentação”.

Na última década, a “pizza crocante” se tornou uma tendência no nordeste da Itália – ela costuma ter uma massa leve, mas com várias camadas e faz um barulho alto quando mordida. Ibrahim criou uma versão mais sutil dessa crocância.

Quanto às coberturas experimentais, elas refletem a crença de Songne no movimento gastronômico zero quilômetro da Itália, usando ingredientes frescos disponíveis localmente e sazonalmente sempre que possível. Trabalhando lado a lado com seu irmão mais novo, Issouf, ele muda o cardápio da pizza diariamente e inclui ingredientes não tradicionais como creme de batata roxa, açafrão e grão de bico, por exemplo.

Um começo difícil para uma nova vida italiana

Hoje, Ibrahim vive no pitoresco centro de paralelepípedos de Trento, uma das cidades mais ricas do país, é frequentemente classificada como alta pela qualidade de vida.

Ibrahim e seus pais viviam sem eletricidade ou água corrente em um vilarejo a quatro horas de carro de Ouagadougou, capital de Burkina Faso. Em busca de trabalho, o pai de Ibrahim imigrou para a Itália; a família mais tarde seguiu.

Ao chegar ao norte montanhoso da Itália em 2004, Ibrahim diz que era o único aluno negro na escola e ficou ainda mais isolado devido à gagueira.

Pizza de imigrante africano é uma das 50 melhores do mundo
“Uma vez que eles provam minha pizza, todo julgamento desaparece”, diz Ibrahim Songne | Marilena Umuhoza Delli / NPR

Seu desejo de se submeter à fonoaudiologia o estimulou a assumir empregos de meio período na adolescência, caminho que o levou a trabalhar em uma confeitaria. Foi lá que ele desenvolveu a paixão pela panificação.

Nos anos seguintes, Ibrahim aprendeu sozinho a fazer pizza. Tendo trabalhado na confeitaria, ele se cansou de doces e decidiu buscar sabores salgados. Seu colega de quarto serviu como “cobaia” e Ibrahim ficou “obcecado” com o desenvolvimento da receita de massa de pizza consumada. Ibrahim usa a mesma levedura mãe (com lievito madre) há mais de cinco anos.

Hoje, Ibrahim se define como 100% italiano e burquinense, “mas acima de tudo, sou resiliente”.

“Uma vez que superei minha gagueira, eu estava livre. Depois disso, eu sabia que poderia enfrentar qualquer coisa.”

Ajudando os outros com a “pizza suspensa”

Ele não esqueceu suas raízes. A caminho do aeroporto, no dia em que Ibrahim deixou Burkina Faso para a Itália, ele entrou na cidade pela primeira vez e viu um garotinho nu, mendigando nas ruas. Um empresário burquinense de passagem jogou um doce no chão “como se o menino fosse um cachorro” e a criança correu atrás do doce. Naquele momento, Ibrahim diz que decidiu que um dia se dedicaria a ajudar os famintos.

Pizza de imigrante africano é uma das 50 melhores da Itália
Pizza deIbrahim Songne (esq) foinomeada uma das 50 melhores da Itália, na categoria “Melhor pizza para viagem” | 50toppizza

Depois de testemunhar tantas pessoas lutando para sobreviver durante o bloqueio da pandemia, a pizza e os desejos de caridade de Songne se fundiram. Inspirado na tradição napolitana do caffè sospeso (“café suspenso”) – onde a clientela paga por um café adicional que os bartenders depois dão anonimamente aos necessitados – Ibrahim expandiu o costume para a pizza. Logo, a pizza sospesa se espalhou para restaurantes em toda a Itália.

“Coisas grandes começam pequenas”, diz Ibrahim. “Se dada atenção e valor suficientes, a comida pode mudar o mundo. É uma ponte entre as pessoas – uma maneira de experimentar algo novo com prazer. Essa experiência pode levar a uma maior tolerância e compreensão”, finaliza. (NPR)

200

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Série

Rádio e TV italiana

Siga o Italianismo

Destaques do editor

Comer e beber

Brasileiro vai representar o Brasil na Olimpíada da “Vera Pizza Napoletana", em Nápoles

Comer e beber

É a segunda vez que Igor Cândido vai competir na Itália. Em 2019, ele foi o brasileiro melhor colocado

Cotidiano

Ideia partiu de um dos pesquisadores, que é alérgico a leveduras que compõem o fermento

Cotidiano

Taxa de emprego dos estrangeiros na Itália sofreu uma queda significativa, passando de 61% em 2019 para 57,3% em 2020

Cotidiano

Pesquisa Codacons sobre o custo de vida nas principais cidades italianas: bens e serviços custam mais na capital lombarda

Cotidiano

Depois de pagar a entrega com cartão de crédito, vítima de fraude percebeu que € 46 mil tinham sido transferidos da sua conta

Comer e beber

Entre a defesa da tradição, variações da receita original ou exóticas. Aqui estão todos os segredos do prato icônico da culinária italiana.

Comer e beber

Era pra ser uma brincadeira, mas invenção está dando o que falar na Itália

Economia

Apesar de alguns picos, o preço de dois terços dos bens aumentou menos do que a inflação

Cotidiano

Trieste, seguida de Milão e Trento, são as províncias com melhor "Qualidade de vida 2021" na Itália

Comer e beber

Pesquisa da Doxa revela os hábitos dos italianos quando o assunto é pizza: a qualidade dos ingredientes e o convívio fazem a diferença

Comer e beber

A data homenageia uma das invenções culinárias mais apreciadas por todo o mundo, em especial pelos brasileiros