Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Comer e beber

‘Mapa gourmert’ promove gastronomia de cidades da Itália

A ano de 2018 será o "ano da comida italiana"

Os Ministérios das Políticas Agrícolas e dos Bens Culturais e Turismo da Itália proclamaram o ano de 2018 como “o ano da comida italiana”. 

A Confederação Nacional dos Cultivadores Diretos (Coldiretti) anunciou que o primeiro evento ligado ao “ano da comida italiana” será a realização do “mapa gourmet” dos “tesouros escondidos” das 5.567 pequenas cidades espalhadas pela Itália.

A ideia é apresentar e promover, também com fins turísticos, as paisagens rurais históricas de regiões com menos de cinco mil habitantes, que contam a história de um patrimônio cultural e artístico. O projeto inclui locais diferentes dos tradicionais circuitos turísticos que agora podem ser finalmente protegidos graças à nova lei n.158/17, que contém medidas para apoiar e realçar o patrimônio enogastronômico das pequenas cidades.

Entre os principais destinos gourmet estão Vigoleno, aldeia no município de Vernasca, na província de Piacenza, onde se encontra a produção de mais de 5 mil garrafas por ano do vinho “Vin Santo di Vigoleno”; Loazzolo (358 habitantes), construída na aldeia de Asti, que também entra na disputa no quesito “melhor vinho”.

Nas zonas do terremoto, o mapa destaca Montelupone (3.584 habitantes), em Marcas, local de origem da alcachofra roxa, também conhecida como “scarciofeno”, além de Campotosto, na província de L’Áquila, onde é produzida a mortadela de mesmo nome.

Mesmo as ilhas mais pequenas, como a Ústica (1308 habitantes), na Sicília, tem cultivo e produção de produtos exclusivos, como lentilhas. Outras regiões também estão ligadas às antigas tradições religiosas, como em Santa Croce di Magliano (4.387 habitantes), na região de Molise, que a população consome um queijo por ocasião das festas da santa. No dia 30 de dezembro, os Ministérios das Políticas Agrícolas e dos Bens Culturais e Turismo da Itália proclamaram o ano de 2018 como “o ano da comida italiana”. De acordo com o governo, o foco da ação será na valorização dos reconhecimentos dados pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) em relação à gastronomia do país europeu.

Por Isto é

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:
1 Comment

1 Comment

  1. auto detailing overland park

    12 de março de 2022 at 12:28

    Thanks a lot for the blog post.Much thanks again. Really Cool.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques do editor

Estilo de vida

Por que não adotar o sobrenome do seu marido na Itália: Entenda os motivos.

Cotidiano

Pontremoli lança programa “Residentes do Futuro” para estimular novos moradores.

Cidadania Italiana

Congresso terá presença de figuras relevantes do judiciário italiano, do Ministério do Interior e da Procuradoria Geral do Estado

Comer e beber

Verdade ou mito: Os italianos realmente comem pasta todos os dias?

Cidadania Italiana

Da Itália à Espanha: A jornada de Riccardo Consoli em busca de um futuro mais acolhedor.

Cidadania Italiana

Os brasileiros estão entre as dez nacionalidades que mais obtiveram uma cidadania da União Europeia em 2022.

Turismo

Iniciativa conta com 28 municípios divididos em 10 regiões

Cidadania Italiana

Brasil destaca-se como o 4º país com mais cidadãos adquirindo nacionalidade italiana.

Cidadania Italiana

O ius soli é um problema falso, não é necessário: os números desconstroem a narrativa da esquerda, segundo jornalista.

Arte & Cultura

Russell Crowe se apresentará no anfiteatro de Pompeia.

Cinema italiano

Massimiliano Narciso trabalhou como designer de ‘War is Over’ no curta-metragem de animação inspirado na música de John e Yoko.

Cotidiano

Enel mancha a reputação italiana no Brasil devido a constantes falhas no fornecimento de energia em São Paulo