Connect with us

Hi, what are you looking for?

Cotidiano

Itália sai do confinamento: ‘Está um dia lindo’

Após dez semanas, Itália abriu mais uma variedade de negócios nesta segunda-feira. Igrejas celebram cultos e missas novamente

Depois de dez semanas fechados, o comércio italiano e os locais religiosos deram mais um passo rumo ao desconfinamento nesta segunda-feira (18).

Lojas, cabeleireiros, centros estéticos e restaurantes reabriram, assim como as igrejas católicas e evangélicas do país. No Vaticano, a Basílica de São Pedro voltou à vida.

“É um dia lindo e excitante”, resume um barman em Roma, que não trabalhava há dois meses e meio.

Lista de espera

As normas de distanciamento continuam a reger o ambiente nos estabelecimentos e muitos barbeiros e cabeleireiros têm tido dificuldades para atender o volume de chamadas para marcações. 

Uma cabeleireira de Courmayeur, um resort nos Alpes, disse: “Já tenho 150 agendamento, todas muito urgentes, todos estão insistindo para serem as primeiras na lista. Já tenho a agenda cheia para as próximas três semanas”.

Apesar do movimentos nas ruas, os restaurantes dizem não esperar dificuldades para manter as distâncias de segurança entre clientes. “Muitas pessoas estão só passando e vendo se podem entrar ou não”, disse Angelo Lombardo, dono de um restaurante em Bolonha.

Mas ele continua otimista e acredita que os italianos vão voltar aos velhos hábitos em breve. “Vamos dar um tempo. É o primeiro dia”.

A Itália foi o primeiro país europeu a impor medidas de confinamento a nível nacional, no início de Março. O país foi um dos mais atingidos pela pandemia da covid-19. Morreram quase 32 mil pessoas – o terceiro país do mundo com mais óbitos, atrás dos Estados Unidos e do Reino Unido.

Vaticano renovado e desinfectado

Nas igrejas italianas, as missas e cultos voltaram a funcionar, depois de intensa pressão por parte dos líderes religiosos.

Mas as reuniões terão de ser diferentes. Os fiéis terão de usar máscaras; já os pastores e padres não precisam usar, mas têm de pôr máscara e luvas para celebrar a comunhão (que deve ser dada na mão, e não na boca).

No Vaticano, o Papa Francisco celebrou na manhã desta segunda-feira a sua missa diária numa capela lateral da Basílica de São Pedro, onde está sepultado o Papa João Paulo II, para celebrar o centésimo aniversário do nascimento do Pontífice.

A basílica reabriu com um número reduzido de pessoas, para evitar concentrações na Praça de São Pedro.

A Basílica foi completamente desinfectada para receber fiéis e foi aberta depois de o Papa sair.

Nos avisos, a informação: quem entrar terá de estar a 1,5 metro de distância do outro e só se pode entrar com máscara e depois de desinfectar as mãos.

Scanners térmicos serão implantados no vaticano para verificar a temperatura dos visitantes.

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Facebook

Leia também:

Cotidiano

Preocupados com dinamismo do mundo científico, pesquisadores decidem voltar para a Itália Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Algumas das medidas de segurança sanitária prometidas pelo governo italiano não foram cumpridas Deixa o seu comentário:

Vida & Estilo

Recipientes que conterão a vacina contra o coronavírus serão produzidos no Vêneto Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Enquete mostra que 90% não confiam nas medidas de segurança tomadas pelo governo italiano Deixa o seu comentário: