Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Esporte

Condenado na Itália, Robinho pode ser preso ou extraditado? Entenda

Robinho preso estupro
Condenado na Itália, Robinho pode ser preso ou extraditado? Entenda

Estupro: interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça italiana foram tidas como fundamentais

Interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça italiana, tidas como fundamentais para a condenação em primeira instância de Robinho, 36, por estupro, em 2017, foram reveladas nesta sexta-feira (16) pelo site globoesporte.com (GE).

Em novembro de 2017, o Tribunal de Milão julgou como procedente a acusação do Ministério Público italiano de que Robinho participou, com outros cinco homens, de violência sexual coletiva contra uma albanesa de 23 anos em uma discoteca de Milão. O episódio ocorreu em janeiro de 2013, quando ele tinha 28 anos e jogava no Milan.

Robinho pode ser preso ou extraditado?

Apesar do crime, Robinho não pode ser extraditado a pedido da justiça italiana, que em 2017 condenou o jogador a nove anos de prisão por participar de um estupro coletivo contra uma jovem albanesa em 2013, em Milão, na época em que defendia o Milan. A constituição brasileira, no artigo 5, proíbe a extradição de brasileiros natos.

Por outro lado, ele pode preso no Brasil para cumprir a condenação recebida na Itália. Para isso, a justiça italiana teria de acionar a brasileira e solicitar uma análise a respeito do crime cometido na Itália. Caso a justiça brasileira considerasse que o crime cometido na Itália se enquadra no Código Penal brasileiro, ele seria preso no país.

Na época, Robinho negou a participação no crime. Por causa da condenação, ele está proibido de entrar na Itália ou em países com os quais o governo italiano tenha acordo de extradição automática.

“Estou rindo e nem aí, porque ela estava bêbada”

Em transcrições de interceptações telefônicas feitas com autorização judicial, o jogador Robinho revelou participação no ato que levou uma mulher albanesa de 23 anos a acusar o atleta e amigos por estupro coletivo, em Milão, na Itália.

Com base principalmente nessas gravações, o brasileiro foi condenado em primeira instância a nove anos de prisão pelo crime.

Detalhes do processo foram revelados nesta sexta-feira (16) pelo site “Globoesporte.com“. Segundo a investigação, a mulher foi levada a um camarim na boate, onde foi abusada por cinco homens, entre eles Robinho e Ricardo Falco, seu amigo.

O caso aconteceu em uma boate de Milão chamada Sio Café, no dia 22 de janeiro de 2013. Além de fazer gravações telefônicas, a polícia italiana instalou um grampo no carro de Robinho e conseguiu captar outras conversas.

Em uma das interceptações da polícia, o jogador diz: “estou rindo porque não estou nem aí, a mulher estava completamente bêbada, não sabe nem o que aconteceu.”

Contrato suspenso

O Santos e o atacante Robinho anunciaram nesta sexta-feira (16) a suspensão do contrato entre clube e jogador, que havia acertado seu retorno no último dia 10 de outubro.

O vínculo era válido por cinco meses e seria discutido em reunião do Conselho Deliberativo no próximo dia 21.

A decisão se dá depois da pressão de conselheiros, patrocinadores e a revelação de trechos da sentença da Justiça italiana que condenou Robinho e um amigo em primeira instância a nove anos de prisão por violência sexual de grupo contra uma jovem de origem albanesa.

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Estilo de vida

Por que não adotar o sobrenome do seu marido na Itália: Entenda os motivos.

Cotidiano

Pontremoli lança programa “Residentes do Futuro” para estimular novos moradores.

Cidadania Italiana

Congresso terá presença de figuras relevantes do judiciário italiano, do Ministério do Interior e da Procuradoria Geral do Estado

Comer e beber

Verdade ou mito: Os italianos realmente comem pasta todos os dias?

Cidadania Italiana

Da Itália à Espanha: A jornada de Riccardo Consoli em busca de um futuro mais acolhedor.

Cidadania Italiana

Brasil destaca-se como o 4º país com mais cidadãos adquirindo nacionalidade italiana.

Turismo

Iniciativa conta com 28 municípios divididos em 10 regiões

Cidadania Italiana

O ius soli é um problema falso, não é necessário: os números desconstroem a narrativa da esquerda, segundo jornalista.

Cotidiano

Enel mancha a reputação italiana no Brasil devido a constantes falhas no fornecimento de energia em São Paulo

Cotidiano

Porta critica atuação governamental na demora e ineficácia das negociações do Acordo de Conversão de CNH entre o Brasil e a Itália

Variedades

A idade média em que os italianos se tornam pais tem aumentado ao longo dos anos.

Economia

Tesla explora potencial da fabricação de veículos elétricos na Itália: Caminhões e vans na pauta, dizem jornais