Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Esporte

Condenado na Itália, Robinho pode ser preso ou extraditado? Entenda

Robinho preso estupro
Condenado na Itália, Robinho pode ser preso ou extraditado? Entenda

Estupro: interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça italiana foram tidas como fundamentais

Interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça italiana, tidas como fundamentais para a condenação em primeira instância de Robinho, 36, por estupro, em 2017, foram reveladas nesta sexta-feira (16) pelo site globoesporte.com (GE).

Ação Contra as filasAção Contra as filas

Em novembro de 2017, o Tribunal de Milão julgou como procedente a acusação do Ministério Público italiano de que Robinho participou, com outros cinco homens, de violência sexual coletiva contra uma albanesa de 23 anos em uma discoteca de Milão. O episódio ocorreu em janeiro de 2013, quando ele tinha 28 anos e jogava no Milan.

Robinho pode ser preso ou extraditado?

Apesar do crime, Robinho não pode ser extraditado a pedido da justiça italiana, que em 2017 condenou o jogador a nove anos de prisão por participar de um estupro coletivo contra uma jovem albanesa em 2013, em Milão, na época em que defendia o Milan. A constituição brasileira, no artigo 5, proíbe a extradição de brasileiros natos.

Por outro lado, ele pode preso no Brasil para cumprir a condenação recebida na Itália. Para isso, a justiça italiana teria de acionar a brasileira e solicitar uma análise a respeito do crime cometido na Itália. Caso a justiça brasileira considerasse que o crime cometido na Itália se enquadra no Código Penal brasileiro, ele seria preso no país.

Na época, Robinho negou a participação no crime. Por causa da condenação, ele está proibido de entrar na Itália ou em países com os quais o governo italiano tenha acordo de extradição automática.

“Estou rindo e nem aí, porque ela estava bêbada”

Em transcrições de interceptações telefônicas feitas com autorização judicial, o jogador Robinho revelou participação no ato que levou uma mulher albanesa de 23 anos a acusar o atleta e amigos por estupro coletivo, em Milão, na Itália.

Com base principalmente nessas gravações, o brasileiro foi condenado em primeira instância a nove anos de prisão pelo crime.

Detalhes do processo foram revelados nesta sexta-feira (16) pelo site “Globoesporte.com“. Segundo a investigação, a mulher foi levada a um camarim na boate, onde foi abusada por cinco homens, entre eles Robinho e Ricardo Falco, seu amigo.

O caso aconteceu em uma boate de Milão chamada Sio Café, no dia 22 de janeiro de 2013. Além de fazer gravações telefônicas, a polícia italiana instalou um grampo no carro de Robinho e conseguiu captar outras conversas.

Em uma das interceptações da polícia, o jogador diz: “estou rindo porque não estou nem aí, a mulher estava completamente bêbada, não sabe nem o que aconteceu.”

Contrato suspenso

O Santos e o atacante Robinho anunciaram nesta sexta-feira (16) a suspensão do contrato entre clube e jogador, que havia acertado seu retorno no último dia 10 de outubro.

O vínculo era válido por cinco meses e seria discutido em reunião do Conselho Deliberativo no próximo dia 21.

A decisão se dá depois da pressão de conselheiros, patrocinadores e a revelação de trechos da sentença da Justiça italiana que condenou Robinho e um amigo em primeira instância a nove anos de prisão por violência sexual de grupo contra uma jovem de origem albanesa.

200

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Série

Rádio e TV italiana

Siga o Italianismo

Destaques do editor

Esporte

Segundo ex-jogador da seleção, a Itália merecia ser recompensada de alguma forma e ter uma vaga no Mundial

Esporte

Milan não ganhava título desde 2016, quando faturou a Supercopa da Itália, vencendo a Juventus nos pênaltis

Cotidiano

Rafaela Pimenta tocará a empresa do italiano a partir de agora

Esporte

Radu falha, Inter de Milão leva virada do Bologna, e Milan encaminha o título do Italiano

Cotidiano

Uma delas tem o design da bola usada na Copa do Mundo de 1978

Esporte

Campeões europeus, italianos estão eliminados do Mundial pela segunda edição seguida

Cotidiano

Robinho foi condenado a nove anos de prisão na Itália por estupro coletivo. Não cabe recurso

Esporte

Jogador foi condenado definitivamente a 9 anos de prisão. Caso saia do país, corre o risco de ser preso imediatamente

Esporte

Em longa entrevista ao Il Sole 24 Ore, Giuseppe Marotta disse que governo abandonou os clubes

Itália no Brasil

AlmavivA aguarda assembleia de conselheiros para efetuar compra de 90% do Juventus, time de futebol tradicional de SP

Cotidiano

Brasileiro foi condenado a nove anos de prisão por violação sexual

Cotidiano

Ex-jogador do Milan, Robinho foi condenado em última instância a nove anos de prisão por estupro