Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Destinos

Como identificar armadilha culinária para turistas na Itália

A maioria dos viajantes concorda: a melhor parte de uma viagem à Itália é a comida. Mas fuja da armadilha gastronômica

armadilha Itália turista
Como identificar armadilha culinária para turistas na Itália | fodors

Restaurantes que servem pratos mal montados, preparados de forma descuidada. Lojas de comida artesanal que vendem “kits” de receitas italianas absurdamente caras. 

Com tanta concorrência, restaurantes e produtores de alimentos nos lindos e hiperturísticos locais da Itália devem lutar para sobreviver, atendendo aos gostos estrangeiros e sacrificando a qualidade, apostando na suposição de que os turistas não saberão a diferença.

Uma coisa é vender comida italiana não autêntica e de má qualidade fora da Itália. Mas, quando você está na “terra da bota”, é um crime. A pior parte: os visitantes saem pensando que tiveram uma experiência de comida italiana “autêntica” ou que a comida italiana “de verdade” não é tão boa assim. 

Se você preferir comer como um italiano quando estiver na Itália, aqui estão algumas dicas sobre como identificar armadilhas culinárias para turistas.

Sinais de que um restaurante é definitivamente uma armadilha para turistas

O menu é escrito em vários idiomas e combinado com bandeiras de países. 

Também pode haver um sinal de néon piscando: “EAT HERE, TOURISTS!” 

As traduções também costumam ser menos do que úteis, coladas diretamente do Google Tradutor. É difícil encontrar uma tradução decente em inglês na Itália, e em nenhum lugar isso é mais frustrante do que nos menus.

O restaurante está aberto para jantar às 17h

Os italianos jantam a partir das 20h e nem sonhariam em jantar mais cedo. Se o restaurante serve jantar antes das 20h (ou almoço antes das 13h) está atendendo às rotinas turísticas.

O restaurante oferece pratos que não são típicos da região

Isso será difícil de entender se você não for conhecedor da culinária italiana regional, mas muitos restaurantes subestimam os turistas induzindo que toda a comida italiana é igual. 

A comida italiana varia muito (e deliciosamente) entre as regiões. É impossível listar os milhares de produtos alimentícios regionais italianos, mas aqui vai uma dica rápida: o pesto é nativo de Gênova, enquanto as pastas al’amatriciana, cacio e pepe e alla carbonara são de Roma.

Nápoles é o berço da pizza, spaghetti alla puttanesca e sfogliatelle, enquanto Florença é famosa pelo bife à Fiorentina. 

Massas – como lasanha e tortellini – são de Bolonha, assim como a pasta alla Bolognese (experimente pappardelle ou fettuccine em vez de espaguete). 

Desfrute de risoto alla Milanese e ossobuco em Milão. Finalmente, não perca o famoso Cicchetti de Veneza (tapas de estilo veneziano). 

A classificação do site está na janela

Testado em sites de viagens, aprovado para turistas. Claro, você pode encontrar excelentes restaurantes italianos genuínos em sites de viagens. Mas pense desta forma: você já usou um site de viagens para encontrar um restaurante em sua cidade natal?

Proximidade de monumentos famosos 

Quanto mais próximo um restaurante estiver de um marco famoso, mais provável é que o restaurante seja voltado para turistas. Mesmo que não seja, os preços quase certamente refletirão sua localização turística.

Há italianos dentro?

Você já ouviu isso antes: vá onde os clientes estão falando o idioma local. É uma boa regra geral, mas os italianos também podem ser turistas. Você reconhecerá os restaurantes que atendem aos turistas italianos por seus quadros-negros expostos na frente, estampados com menus idênticos aos outros restaurantes da rua. 

Estes estão vendendo comidas “estrelas” da região, que os italianos estarão procurando. Eles serão de fato pratos italianos tradicionais, mas você certamente encontrará melhor qualidade (e preços) em outros lugares.

Não comprem esses kits de comida fraudulenta

Siga seu nariz por uma rua de paralelepípedos de mil anos até uma linda butique de queijos, açougue ou padaria.

 Fique de boca aberta com pedaços de Parmigiano Reggiano, pernas de presunto vermelho-rubi, pães rústicos crocantes. 

É muita beleza; não se pode levá-la; você olha para o lado. Seus olhos descansam nos cestos de vime amontoados junto à porta. Ali estão eles: as armadilhas para lembranças de comida italiana.

Kits “tempero” para fisgar o turista

Kits de “tempero” aglio, olio e peperoncino ou bruschetta. Risoto em saquinho polvilhado com “aromatizante” em pó e harmonizado com uma mini colher de pau. 

Massa tricolor. Que lembranças agradáveis ​​para trazer a seus colegas de trabalho. Que bom poder recriar uma refeição verdadeiramente italiana em casa.

Esses kits “recriam” receitas super simples com ingredientes que custam, no máximo, centavos, que nenhum italiano jamais sonharia em fazer a partir de um kit, vendido a você por cerca de 5 euros. 

Refogue um dente de alho e pimenta vermelha seca no azeite; isso é massa aglio, óleo e peperoncino. Pique um tomate, coloque-o no pão. Regue o azeite por cima. Asse. Isso é bruschetta.

Os italianos não comem risoto – ou qualquer prato salgado – com colher de pau. 

Os italianos também não comem massas em forma de membros masculinos. Se o nome do produto estiver escrito em inglês, não foi feito para italianos. Por favor, economize seu dinheiro para lembranças culinárias verdadeiramente italianas.

Que lembranças culinárias você deve comprar em vez disso?

Massas artesanais, queijos, azeite, chocolate, pastelaria, café. Lojas de comida boutique são maravilhosas, mas considere comprar suas guloseimas italianas em um supermercado local. 

Você encontrará produtos de excelente qualidade – as coisas que os italianos compram para cozinhar – por menos do que você pagaria em lojas especializadas.

Em caso de dúvida, use este seguro culinário

1 – Faça uma pesquisa prévia sobre o seu restaurante

Não caminhe às cegas, assumindo que todos os restaurantes italianos são incríveis. Uma pesquisa rápida no Google dos “melhores lugares para comer em ([inserir cidade)” mostrará alguns favoritos locais como ponto de partida.

2 – Faça reservas com antecedência

Isso é particularmente importante em regiões altamente turísticas como a Toscana ou a Costa Amalfitana. Reserve com pelo menos alguns dias de antecedência; não há nada pior do que circular por uma cidade desconhecida em busca de uma mesa quando você está com fome.

3 – Fácil na gorjeta

Às vezes, os garçons insinuam descaradamente que você deve dar gorjeta, pedindo diretamente ou apontando para um espaço extra na conta. 

A Itália não tem uma cultura de gorjeta obrigatória. Guarde suas moedas extras para um gelato pós-jantar.

200

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Série

Rádio e TV italiana

Siga o Italianismo

Destaques do editor

Economia

Itália perdeu 6.875 bares e cafés em dois anos, segundo informação da Unioncamere e InfoCamere

Destinos

Restrição vai durar pelo menos até o dia 15 de março para viagens turísticas; há casos em que a entrada será liberada

Comer e beber

O ranking completo dos melhores restaurantes italianos do mundo em 2022 apresentado pelo guia online 50 Top Itália

Una buona notizia!

Chef ítalo-egípcio abre em Genebra no início de 2022 um restaurante popular inspirado em uma ideia surgida na Itália

Comer e beber

Bottura elaborou um menu ad hoc para a véspera de Ano Novo na Osteria Francescana

Cotidiano

Foto com as nádegas expostas na escada da Catedral de Noto: multado em € 10 mil

Cotidiano

Quais são as comidas preferidas pelos italianos? Antes de tudo é preciso dizer que a comida para nós é um assunto sério. Deixa o...

Cidadania Italiana

Seis pessoas foram presas nesta terça-feira (9), em Anzio, na província de Roma, acusadas de corrupção e extorsão em práticas de cidadania italiana. Deixa...

Cotidiano

A panela de barro conquistou os milaneses. Isso porque um capixaba se tornou referência em moqueca na capital mundial da moda.

Comer e beber

Uma das maiores empresa de delivery do mundo revelou a classificação dos 30 pratos mais pedidos na Itália durante o ano de 2020.  Deixa o seu comentário:

Comer e beber

A rede McDonald’s e a Fundação Infantil Ronald McDonald doarão 100 mil refeições quentes até o final de março para famílias necessitadas na Itália....

Economia

Um tecido que protege contra a transmissão do Coronavírus através de superfícies: é ideia de uma empresa italiana