Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Variedades

Chiara Ferragni pagará 1,2 milhão de euros a ONG após escândalo

Caso diz respeito a suposta fraude em promoção de ovos de Páscoa.

Caso diz respeito a suposta fraude em promoção de ovos de Páscoa.
'Pandorogate ' abalou o império da influenciadora Chiara Ferragni | Foto: Getty.

A megainfluenciadora italiana Chiara Ferragni fechou um acordo com a Autoridade Antitruste do país para pagar pelo menos 1,2 milhão de euros (R$ 7,1 milhões) a uma organização de caridade e encerrar um inquérito sobre supostas fraudes na promoção de um ovo de Páscoa em 2021 e 2022.

Os produtos, fabricados pela marca Dolci Preziosi, continham o nome de Ferragni e indicavam que o dinheiro arrecadado com a venda seria revertido para a ONG I Bambini delle Fate (As crianças das fadas, em tradução livre), que financia projetos de inclusão social para menores de idade portadores de deficiência.

As empresas da influenciadora e a fabricante do doce teriam faturado pelo menos 1,2 milhão de euros com os ovos de Páscoa, porém repassaram apenas 36 mil (R$ 214 mil) para a organização beneficente.

Com o acordo, Ferragni vai repassar 1,2 milhão de euros para a ONG, ao longo de três anos, enquanto a Cerealitalia, dona da Dolci Preziosi, pagará 100 mil euros (R$ 595 mil). As empresas envolvidas também se comprometeram a separar de modo claro e permanente as atividades comerciais das beneficentes.

Em caso de descumprimento do acordo, as companhias de Ferragni e a fabricante dos ovos de Páscoa estarão sujeitas a multa de até 10 milhões de euros (R$ 59,6 milhões).

Em comunicado divulgado no Instagram, a influenciadora digital disse que o pagamento de 1,2 milhão é uma “doação voluntária”, e não uma “sanção”, e que suas empresas assumiram o compromisso de “separar totalmente as operações comerciais das atividades de caridade”.

Apesar do encerramento do caso na Autoridade Antitruste, Ferragni ainda é investigada na esfera criminal pelo Ministério Público de Milão por suspeita de fraude agravada.

O escândalo começou após a influencer mais famosa a Itália ter sido multada em 1 milhão de euros (R$ 5,96 milhões) por prática comercial desleal na promoção de um pandoro (doce natalino típico) com edição limitada que carregava sua marca.

Assim como no caso dos ovos de Páscoa, o marketing do produto fazia o público acreditar que o dinheiro obtido com as vendas seria revertido para um hospital pediátrico de Turim, mas, na verdade, a Balocco, fabricante do doce, já havia efetuado uma doação de 50 mil euros (R$ 298 mil) antes mesmo de a campanha começar.

Estima-se que as empresas de Ferragni tenham faturado 1 milhão de euros com o pandoro, cifra que a influenciadora doou ao hospital após a repercussão negativa do caso. (ANSA)

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Destaque do Editor

A cidadania italiana pode abrir portas em diversas situações, como a facilidade em trabalhar e estudar no Exterior

Cotidiano

CNH brasileira volta a valer na Itália: novo acordo facilita vida de milhares pessoas

Cotidiano

Brasileiros residentes no país europeu há menos de seis anos podem solicitar habilitação italiana sem necessidade de novos exames

Cotidiano

Imperia ocupa 1ª posição de ranking elaborado pelo iLMeteo.it

Esporte

O ítalo-brasileiro assumiu o cargo de técnico da Juventus, firmando um contrato de três temporadas, válido até meados de 2027.

Gastronomia

Referência da gastronomia, TasteAtlas partilha os seus rankings com base na experiência do consumidor.

Variedades

Agente de Registro Civil e intermediador são suspeitos

Gastronomia

'Espaguete da meia-noite' é tradição após shows ou festas.

Cultura

Evento reúne o melhor da produção contemporânea do país europeu.

Turismo

Iniciativa é feita no aniversário dos 150 anos da imigração.

Tecnologia

Ferramenta pode responder perguntas sobre vida e obra do poeta.

Variedades

Mostra e degustação contam história da iguaria desde as origens.