Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

Brasileiros são presos em Londres por trabalhar ilegalmente

Operação “Crackdown” prende 60 motoristas, a maioria brasileiros, por trabalho ilegal e falta de autorização de residência.

Brasileiros presos em Londres
Brasileiros são presos em Londres por trabalhar ilegalmente | Standard

O governo do Reino Unido realizou uma operação policial chamada Crackdown nos dias 16 e 21 de abril de 2023 com o objetivo de impedir o trabalho ilegal no país. No decorrer da ação, 60 motoristas de aplicativos de entrega foram detidos na região de Londres, a maioria deles brasileiros que estavam trabalhando de forma ilegal no país.

As empresas mais afetadas pela operação foram a Deliveroo, a JustEat e a UberEats, que utilizavam esses motoristas em sua operação. Os detidos não tinham permissão para trabalhar na Inglaterra e, em alguns casos, apresentavam documentos falsos.

Dos 60 motoristas presos, 44 estavam em situação irregular de residência no país ou com o visto vencido e, portanto, aguardam deportação para o país de origem.A liberação dos outros 16 foi feita após o pagamento de uma fiança, segundo divulgou o próprio governo.

O Home Office, órgão responsável pelas políticas migratórias no Reino Unido, apontou que a grande maioria dos detidos é brasileira, seguida de indianos e argelinos.

A polícia começou a agir depois que o serviço de inteligência do Ministério do Interior identificou os locais com grande concentração de entregadores em diversas regiões londrinas. Os agentes policiais fizeram as prisões nos locais monitorados. Dos 132 trabalhadores abordados, 60 foram detidos.

Trabalhar ilegalmente no Reino Unido é crime e pode levar à prisão, sendo a pena máxima de 51 semanas na Inglaterra e no País de Gales e 6 meses na Escócia e na Irlanda do Norte. Os empregadores que permitirem o trabalho ilegal também podem ser presos por até cinco anos e pagar multa ilimitada.

Essa operação faz parte da política de tolerância zero adotada pelo governo do Reino Unido contra a permanência de imigrantes ilegais no país. A lei “Stop the boats”, de 2023, visa impedir que imigrantes ilegais entrem no país e impor mais sanções para os imigrantes ilegais.

Além disso, a lei determina que quem entrar ilegalmente no Reino Unido será permanentemente impedido de retornar ou buscar a cidadania britânica no futuro.

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Destaque do Editor

O ranking mostra o posicionamento, o número de famílias e o número de municípios em que os sobrenomes italianos estão espalhados.

Cotidiano

Prefeito perde batalha contra ítalo-brasileiros: A lei falou mais alto. Parece que o jogo virou, não é mesmo, senhor prefeito?

Destaque do Editor

A transmissão da cidadania italiana jure sanguinis pode ser comprovada por qualquer meio, diz a Corte de Cassação da Itália

Cidadania Italiana

Ao contratar um advogado para processo de cidadania italiana, opte por um que mantenha representante no Brasil.

Cidadania Italiana

Cidadania italiana irregular: 92 cidades da província de Nápoles entram em investigação.

Cidadania Italiana

Silmara Fabotti, líder de esquema de cidadania italiana falsa, planejava fugir da Itália, relata juiz.

Cidadania Italiana

Descaso com o Codice Fiscale: Conselheiro do CGIE denuncia "Gaming the System" nos consulados.

Cidadania Italiana

A crescente diáspora italiana: Migração em massa em busca de melhores oportunidades e realização pessoal.

Cidadania Italiana

Passaporte em todo lugar: A partir de julho, correios italianos facilitam renovação e emissão

Itália no Brasil

Um voo histórico de solidariedade: A ajuda humanitária da Itália ao Rio Grande do Sul.

Itália no Brasil

Aviso por correio convoca os eleitores para participarem das eleições do Parlamento Europeu de 2024.

Cidadania Italiana

Investigação revela esquema de corrupção envolvendo falsos certificados de residência em troca de dinheiro e favores sexuais.