Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cidadania Italiana

Itália volta a discutir mudança na Lei de Cidadania Italiana

Itália deve rediscutir Lei de Cidadania em 2019. Subsecretário diz que tema deve entrar na pauta Congresso

 

O debate sobre a mudança na Lei de Cidadania italiana voltará ao Parlamento, afirma o senador e subsecretário de Relações Exteriores da Itália, Ricardo Merlo.

Desta vez, segundo ele, a discussão é por um bom motivo: corrigir o preconceito da Lei, que discrimina as mulheres por não as colocar em condição de igualdade com os homens para transmissão de cidadania. Atualmente, o direito é garantido somente àquelas que tiverem nascido após 1948.

“Vamos enfrentar o debate porque o tinham como tabu e isso eu não vou esconder. Primeiro, discutirão os membros do CGIE e dos Comitês (grupos que reúnem italianos no exterior) e, logo, levaremos o tema ao Parlamento para atualizar uma lei de 1912″, afirmou o politico à agência italiana de notícias ANSA.

Os debates devem começar em março e Merlo admite que talvez os requisitos “tenham de ser atualizados”, dependendo do que decidirem “o Parlamento e as bases”. E este é o perigo.

Limitar as regras da cidadania italiana é um desejo dos aliados do governo de Salvini, comandado pelos ultranacionalistas Lega e Movimento Cinque Stelle.

“Não vamos permitir que acabem com o ‘jus sanguinis'”, disse ele, referindo-se ao princípio pelo qual se concede cidadania a descendentes de italianos nascidos fora do país pelo chamado “direito de sangue”.

No final do ano passado, o rascunho de um decreto-lei atribuído ao ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, previa a imposição de limites à concessão de cidadania jus sanguinis (direito de sangue) para descendentes de italianos. Apesar do susto, a suposta alteração foi retirada do texto que seguiu para aprovação, com algumas alterações .

As mudanças mais relevantes do decreto-lei para cidadania aprovadas foram: a exigência no conhecimento prévio do idioma por meio de um teste de proficiência para os cônjuges que desejam solicitar a naturalização italiana, aumento na taxa cobrada pelo governo italiano para executar a naturalização, que subiu de 200 para 250 euros, e o prazo que o Estado tem para finalizar o processo aumentou para um máximo de quatro anos; antes, eram dois.

Atualizada às 20h16, de 03/01/19

Leia também

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Cotidiano

CNH brasileira volta a valer na Itália: novo acordo facilita vida de milhares pessoas

Cotidiano

Brasileiros residentes no país europeu há menos de seis anos podem solicitar habilitação italiana sem necessidade de novos exames

Cotidiano

Imperia ocupa 1ª posição de ranking elaborado pelo iLMeteo.it

Esporte

O ítalo-brasileiro assumiu o cargo de técnico da Juventus, firmando um contrato de três temporadas, válido até meados de 2027.

Cultura

Mostra 'Oltreoceano' ocorre no Salão Negro do Congresso Nacional.

Notícias

Atualmente, 15% da pesquisa colaborativa é realizada por cientistas paulistas e italianos.

Gastronomia

Referência da gastronomia, TasteAtlas partilha os seus rankings com base na experiência do consumidor.

Variedades

Agente de Registro Civil e intermediador são suspeitos

Gastronomia

'Espaguete da meia-noite' é tradição após shows ou festas.

Cultura

Evento reúne o melhor da produção contemporânea do país europeu.

Turismo

Iniciativa é feita no aniversário dos 150 anos da imigração.

Tecnologia

Ferramenta pode responder perguntas sobre vida e obra do poeta.