Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Economia

Posso conseguir um financiamento imobiliário na Itália?

Financiamento imobiliário na Itália: Processo complexo e exigências rigorosas para estrangeiros na obtenção de empréstimo.

financiamento imobiliario na Italia
Brasileiros podem conseguir um financiamento imobiliário na Itália, mas burocracia é grande | Foto: Image Bank

Não há nenhuma lei que impeça estrangeiros de obterem um financiamento imobiliário na Itália, mas é importante saber como fazer. A boa notícia é que, geralmente, é possível um brasileiro conseguir um empréstimo na Itália.

No entanto, é provável ser solicitada a apresentação de mais documentos do que um cidadão italiano ou da União Europeia, e o procedimento pode levar um tempo considerável.

O processo de aplicação para um crédito imobiliário na Itália é difícil de navegar, pois as taxas e a disponibilidade das hipotecas muitas vezes não são divulgadas abertamente.

Embora seja um tema complexo, aqui está uma visão geral do que você precisa saber antes de começar:

Financiamento imobiliário na Itália para não residentes

Não há regras contra não residentes comprarem imóveis ou obterem um financiamento imobiliário na Itália — mas, na prática, é provável que você descubra que conseguir um de um banco italiano está longe de ser simples.

Os bancos italianos não anunciam produtos de empréstimos para não residentes, mesmo que os ofereçam, o que significa que as taxas não estão prontamente disponíveis para comparação. É quase certo que você precisará dos serviços de um profissional imobiliário especializado para acessar essas informações, bem como para aplicar.

Há também mais exigências de documentação e conferências ao longo do processo, pois nacionais de fora da União Europeia sem residência permanente são considerados um risco maior pelos credores, principalmente se for brasileiro, devido à frequente instabilidade política e monetária do país.

Geralmente, é aconselhável buscar aconselhamento independente de especialistas financeiros e de direito imobiliário italianos com bastante antecedência se você estiver considerando a compra de um imóvel como não residente.

Brasileiros na Itália - Financiamentos são possíveis, mas a burocracia é grande
Brasileiros na Itália – Financiamentos são possíveis, mas a burocracia é grande

Quanto você pode emprestar?

Embora isso dependa amplamente de suas próprias circunstâncias, é importante saber que os bancos italianos são conhecidos por serem credores rigorosos e tendem a exigir um depósito maior do que muitos compradores internacionais podem estar esperando.

Isso é sempre verdade, quer você seja um nacional italiano ou de fora da UE, residente na Itália ou no exterior — embora, como mencionado acima, não residentes enfrentem obstáculos adicionais.

“Devido à crise econômica e ao novo Regulamento de Prevenção à Lavagem de Dinheiro, nos últimos anos os bancos italianos tornaram suas políticas de financiamentos mais rigorosas, especialmente ao lidar com residentes não italianos”, explicam advogados da consultoria jurídica Italy Law Firms (ILS) em seu blog.

“Em geral, espere que seu pagamento inicial seja maior do que seria nos EUA ou no Reino Unido”, diz a ILS.

“Os bancos italianos aceitam geralmente pedidos de financiamento para uma soma não inferior a € 70 mil,” acrescenta, enquanto prazos de empréstimo entre cinco e 30 anos são comuns.

A ILS observa que “o financiamento máximo é tipicamente 50 a 80 por cento do preço de compra, dependendo das suas circunstâncias individuais”.

Os credores hipotecários italianos geralmente exigem a comprovação de pelo menos 2 a 3 anos de renda estável antes de considerarem emprestar a um residente italiano.

Por esse motivo, se você está no Brasil e planeja uma mudança para a Itália em um futuro próximo, muitos especialistas aconselham que você possa ter mais sucesso ao solicitar um financiamento imobiliário antes de se mudar — por mais contraintuitivo que isso possa parecer.

Quanto tempo leva?

Como na maioria das coisas na Itália, paciência é uma virtude, pois você precisará estar preparado para uma espera relativamente longa para que uma aplicação de financiamento imobiliário seja concluída.

Mesmo no cenário mais simples — um cidadão italiano residente na Itália, aplicando com a assistência de um corretor de financiamento imobiliário — o processo geralmente leva até um mês para ser concluído.

Uma aplicação de empréstimo com um banco italiano “é um processo bastante complexo que leva em média entre 20 e 60 dias,” explica o portal de busca de imóveis Idealista.

Nacionais de fora da UE residentes na Itália muitas vezes relatam serem informados de que precisariam esperar um adicional de 1 a 2 meses para aprovação devido à necessidade de realizar verificações adicionais, embora o prazo varie conforme o banco e o candidato.

Este tempo de espera é um problema tanto para compradores italianos quanto internacionais, pois “em alguns casos impossibilita para o comprador potencial assinar um acordo, e em muitos casos a casa dos seus sonhos será perdida devido à falta de recursos financeiros imediatos para concluir o processo”.

O Idealista observa que “alguns bancos permitem que os clientes apliquem para uma hipoteca com pré-aprovação… durando até seis meses, para permitir que o comprador potencial chegue com o cheque em mãos ao visitar a propriedade para comprar”.

No entanto, como você pode esperar, isso é menos provável de ser uma opção oferecida a candidatos de fora da UE ou não residentes.

Empréstimos para brasileiros - Processo na Itália exige muita documentação
Empréstimos para brasileiros – Processo na Itália exige muita documentação

Quais documentos são necessários?

Os documentos necessários dependerão do banco e de suas circunstâncias, mas geralmente, como residente italiano, no mínimo você precisará fornecer cópias da sua Carta d’Identità italiana; permesso di soggiorno (permissão de residência) ou equivalente; seu passaporte; e sua certidão de nascimento.

Se a renda vem do Brasil, o candidato ao financiamento imobiliário na Itália terá que apresentar o Relatório de Empréstimos e Financiamentos (SCR), cópia da declaração do Imposto de Renda dos últimos anos, extratos de todas as contas bancárias, entre outros documentos que possam provar a capacidade financeira.

Alguns credores podem exigir que os candidatos tenham residência permanente na Itália, pois residentes permanentes não enfrentam o perigo de uma solicitação de renovação de permissão ser negada. No entanto, isso fica a critério do credor individual, não sendo exigido por lei.

E, como mencionado acima, você precisará ser capaz de comprovar pelo menos 2 a 3 anos de renda estável, então esteja preparado para fornecer seus extratos bancários e registros financeiros.

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Destaque do Editor

A transmissão da cidadania italiana jure sanguinis pode ser comprovada por qualquer meio, diz a Corte de Cassação da Itália

Cotidiano

Prefeito perde batalha contra ítalo-brasileiros: A lei falou mais alto. Parece que o jogo virou, não é mesmo, senhor prefeito?

Cidadania Italiana

Ao contratar um advogado para processo de cidadania italiana, opte por um que mantenha representante no Brasil.

Cidadania Italiana

Cidadania italiana irregular: 92 cidades da província de Nápoles entram em investigação.

Cidadania Italiana

Silmara Fabotti, líder de esquema de cidadania italiana falsa, planejava fugir da Itália, relata juiz.

Cidadania Italiana

Passaporte em todo lugar: A partir de julho, correios italianos facilitam renovação e emissão

Cidadania Italiana

Descaso com o Codice Fiscale: Conselheiro do CGIE denuncia "Gaming the System" nos consulados.

Cidadania Italiana

A crescente diáspora italiana: Migração em massa em busca de melhores oportunidades e realização pessoal.

Itália no Brasil

Aviso por correio convoca os eleitores para participarem das eleições do Parlamento Europeu de 2024.

Itália no Brasil

Um voo histórico de solidariedade: A ajuda humanitária da Itália ao Rio Grande do Sul.

Cidadania Italiana

Investigação revela esquema de corrupção envolvendo falsos certificados de residência em troca de dinheiro e favores sexuais.

Cidadania Italiana

Rodrigo Faro se defende de acusações de envolvimento em esquema de falsificação de documentos para cidadania italiana