Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

Nascimentos na Itália: 22% são de pais estrangeiros

Nascimentos na Itália
Nascimentos na Itália: 22% são de estrangeiros

Uma em cada 5 crianças é de famílias estrangeiras ou mistas, na Itália

Taxa de natalidade na Itália mostra que 22% dos recém-nascidos são filhos de famílias estrangeiras ou mistas. Os dados são do último relatório do Istat, o instituto oficial do país, sobre nascimento e fertilidade na Itália.

O estudo mostra que os filhos de pais mistos ou estrangeiros nascem sobretudo no Centro-Norte do país, na Emilia Romagna, Lombardia, Veneto, Ligúria e Toscana. 

Em primeiro lugar estão os romenos (13.530 nascidos em 2018), seguidos dos marroquinos (9.193), dos albaneses (6.944) e dos chineses (3.362).

Na Emilia-Romagna, por exemplo, a taxa é ainda maior. Em 2018, um em cada quatro recém-nascidos na Região era de nacionalidade estrangeira: 24,3%. 

Quase 22%, entretanto, na Lombardia, e uma em cada cinco crianças no Vêneto, Ligúria, Toscana e Piemonte.

O número poderia ser ainda maior se não fosse pela aquisição da cidadania italiana, que consequentemente não inclui os filhos na lista de filhos estrangeiros nascidos na Itália.

Números em baixa

Pela primeira vez, de fato, os nascimentos de pais estrangeiros em 2016 caíram para 70 mil (69.379), e pararam em 65.444 em 2018, 14,9% do total de nascimentos. 

Isso também ocorre porque as mulheres estrangeiras residentes estão, como as italianas, “envelhecendo”: a proporção de 35-49 anos no total de cidadãos estrangeiros em idade reprodutiva passou de 42,7% em 1º de janeiro de 2008 para 52,7% em 1 Janeiro de 2019.

Os filhos de pais estrangeiros na Itália, portanto, diminuíram 14.500 unidades de 2012 a 2018. Conforme relata a análise, “o crescente grau de“ maturidade ”da imigração em nosso país, também atestado pelo notável aumento na aquisição da cidadania italiana

Cada vez é mais complexo medir o comportamento familiar dos cidadãos de origem estrangeira. Na verdade, há um número significativo de aquisições de cidadania por parte das comunidades que mais contribuem para a taxa de natalidade da população residente”, diz o estudo.

Com efeito, a partir de 1 de janeiro de 2018, residiam na Itália cerca de 1 milhão e 345 mil estrangeiros que adquiriram a cidadania italiana. 

Destas, são quase 757 mil mulheres, cerca de 56,3% do total. Cerca de 389.000 têm entre 15 e 49 anos. 

Existem 84 mil mulheres de origem marroquina, as de origem albanesa somam mais de 82 mil e as de origem romena quase 53 mil. 

Em geral, essas comunidades representam mais ou menos 29% do total de cidadãos estrangeiros na Itália.

LEIA TAMBÉM

E aí, gostou do artigo? Então compartilhe nas suas redes sociais e traga seus amigos, colegas e seguidores para a discussão. Em caso de dúvidas a respeito do assunto, não hesite em deixar seu comentário.

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Série

Rádio e TV italiana

Siga o Italianismo

Mais de Italianismo

Cotidiano

Cerca de 70 famílias moravam no local e tiveram tempo de fugir; 20 pessoas inalaram fumaça. Não há vítimas graves

Comer e beber

Os doces italianos fazem parte da fama da gastronomia do país. Confira receitas famosas para celebrar o Dia do Chocolate, comemorado em 7 de...

Cotidiano

A Pesca Magnética ou Pesca com Ímã é um esporte que começou a se espalhar pela Itália. Mas do que se trata exatamente?

Cotidiano

Os dados foram contabilizados até 7 de junho, quando 38.178.684 doses haviam sido administradas no país.

Arte & Cultura

Município deu nome ao tom rosa intenso após batalha sangrenta no século 19

Cotidiano

A partir desta quinta-feira (3), todos os italianos elegíveis poderão fazer o agendamento da vacinação anti-Covid. Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Pesquisa revela que grupos mafiosos tiveram faturamento de mais de 2,2 bilhões de euros em 2020.

Turismo

Após o anúncio da reabertura, há um boom de reservas para o verão na Itália: "33% em poucos dias".

Destinos

A cidade de Poggio Torriana, na Itália, é conhecida pelo Castelo de Montebello, que seria mal-assombrado. Mas suas atrações vão muito além dessa lenda....

Destinos

O novo guia National Geographic homenageia a Lombardia incluindo 11 locais imperdíveis.

Destinos

Capital da Emília-Romanha foi eleita pelos leitores da Condé Nast Traveller uma das mais receptivas da Europa

Cotidiano

Calábria, Lombardia, Emilia-Romagna, Friuli Venezia Giulia, Piemonte e Toscana voltam para a zona menos restritiva.