Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Economia

Maior banco da Itália irá permitir compra e venda de Bitcoin

Banca Generali completará a integração da plataforma Conio ao seu sistema de home banking. Para oferecer bitcoin a seus clientes

banco da Itália Bitcoin
Maior banco da Itália irá permitir compra e venda de Bitcoin

Um dos maiores bancos privados da Itália, a Banca Generali irá permitir em 2022 que seus clientes possam comprar e vender Bitcoins em um sistema de custódia de múltiplas assinaturas em que uma das chaves será a entidade financeira.

Ação Contra as filasAção Contra as filas

Conforme aponta reportagem do portal italiano We Wealth, o cliente poderá comprar Bitcoin no mesmo app que já usa para fazer as transações bancárias normais e as operações de compra e venda serão diretas na conta corrente.

Trata-se da conclusão de uma parceria que a instituição italiana fez no final de 2020 com a fintech Conio, que desenvolveu uma wallet para criptomoedas. A Banca Generali pagou US$ 14 milhões para ser acionista majoritária da empresa.

“Trabalhamos com a Conio para desenvolver uma solução de custódia inovadora baseada em um sistema de múltiplas assinaturas que assegura a custódia do Bitcoin e a recuperação de uma wallet em caso de uma herança, por exemplo”, explicou Riccardo Renno, diretor de operações do banco.

O Banca Generali não é o primeiro banco italiano a anunciar planos ligados ao mercado de criptoativos em 2020. No primeiro semestre, o Banco Sella lançou seu próprio serviço de negociação de bitcoin, permitindo aos seus clientes comprar, vender e armazenar o ativo em sua plataforma Hype.

O Banca Generali é uma subsidiária da Generali Group, maior companhia de seguros da Itália e uma das maiores da Itália. A companhia controla cerca de 625 bilhões de dólares (mais de 3,1 trilhões de reais) em ativos.

200

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Série

Rádio e TV italiana

Siga o Italianismo

Destaques do editor

Cotidiano

Banco em parque milanês tem 208 metros de comprimento e comporta até 500 adultos.

Cotidiano

País lança edição de moedas comemorativas que celebra a união nacional.

Cotidiano

"Roubei 200 moedas antigas": o ladrão confessa o roubo ao padre e as devolve ao Paestum

Economia

Florim ou Lira: a mudança não exigiria de imediato a criação de moedas e notas físicas. Deixa o seu comentário: