Connect with us

Hi, what are you looking for?

Cotidiano

Italianos aprovam governo para administrar Covid, diz pesquisa

Apenas 23% acham que a oposição faria melhor. Itália é atualmente administrada pela centro-esquerda

Os italianos não gostariam que a oposição administrasse a nova onda de infecções por Coronavírus. É o que diz a pesquisa mais recente realizada pela Ipsos, na semana passada.

Os entrevistados pelo instituto preferem o atual governo, por acreditar que outros partidos (de direita) não administrariam melhor a epidemia.

Apenas 23% acham que a oposição faria melhor, enquanto 51% acreditam que é melhor se o atual governo (de centro-esquerda) continuar a operar para evitar um crescimento exponencial das infecções.

Além disso, a maioria – embora pequena – dos italianos diz ser a favor de um novo bloqueio caso as infecções continuem a aumentar.

Em particular, 46% afirmam ser a favor de duras medida em caso de aumento das infecções, enquanto 44% afirmam ser contra. 10% não souberam responder.

De qualquer forma, 61% dos entrevistados acreditam que não haverá novo bloqueio, enquanto 29% acham que será necessário um novo fechamento total.

Para uma boa parte dos italianos, no entanto, um novo bloqueio pode ser insuportável. 30% dos entrevistados, de fato, afirmam que sua família não seria capaz de suportar um novo lockdown na Itália do ponto de vista econômico.

61% da amostra é mais otimista, mas acredita que pode suportar outro bloqueio. Os 9% restantes não responderam.

Medo de contaminar os familiares

Falando em geral da emergência do novo coronavírus, o aspecto do Covid que mais assusta os italianos parece ser o risco de contaminar entes queridos, principalmente se forem idosos ou em situação de risco, de acordo com o que foi respondido por 45% dos eleitores.

28% estão preocupados com o risco de contrair a doença, 10% com a quarentena e 7% com o medo de perder o seu rendimento e poupança.

Por fim, no que se refere às penalidades aplicadas a quem não usa máscara em locais públicos, 47% consideram que devem ser mais severas, enquanto 39% consideram que as multas existentes são válidas.

Apenas 6% pensam que as sanções devem ser reduzidas ou mesmo eliminadas.

A pesquisa, encomendada pela Itv Movie, foi realizada no dia 5 de outubro de 2020.

LEIA TAMBÉM

Trump celebra Colombo: “Um grande italiano”

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Facebook

Leia também:

Cotidiano

O índice de letalidade vem caindo de forma consistente desde o fim de junho Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Imunização deve começar em janeiro. Primeiras unidades serão para hospitais e asilos Deixa o seu comentário:

Cotidiano

“Devemos recomeçar a viver, há outros assuntos que perdemos além do Covid-19” Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Itália não registrava número de óbitos diário tão elevado desde abril Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Estudo do Instituto Nacional do Câncer revela a presença de pacientes assintomáticos em um rastreamento de câncer de pulmão Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Itália ultrapassou a marca de um milhão de casos de coronavírus. País tem atualmente 613.358 ativos Deixa o seu comentário: