Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

Italianismo

Cotidiano

Itália cada vez mais velha: cinco idosos para cada criança

italia idosos
Itália cada vez mais velha: cinco idosos para cada criança

A proporção entre a população com mais de 65 anos e a de menos de 15 anos é crescente

Itália é um país cada vez mais de idosos. A confirmação vem dos primeiros dados do censo populacional divulgados pelo Istat.

Segundo o órgão oficial de pesquisas da Itália, todas as faixas etárias com menos de 44 anos vêem o seu peso relativo diminuir em relação a 2011. Enquanto que o número de pessoas com 45 e ou mais aumenta significativamente, passando de 48,2% em 2011 para 53,5% em 2019.

A idade média aumentou em dois anos em relação a 2011, passando de 43 para 45 anos. A Campânia, com 42 anos, é a região com a população mais jovem, seguida de Trentino Alto Adige (43 anos), Sicília e Calábria (ambos com 44 anos). 

A Ligúria confirma-se como a região com maior média de idade (49 anos). Também em 1951, Campânia e Ligúria eram as regiões mais jovens e mais velhas, mas, para ambas, a idade média era 13-14 anos inferior à registrada em 2019.

Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (15), segundo o jornal La Repubblica.

Itália tem cinco idosos para cada criança

O envelhecimento progressivo da população italiana parece “ainda mais evidente em comparação com os censos anteriores”. 

O Istat explica que “o número de idosos por criança passa de menos de um em 1951 para 5 em 2019 (3,8, em 2011)”: também o índice de velhice “aumentou significativamente, de 33,5% em 1951 para quase 180% em 2019 (148,7% em 2001)”. 

O município mais jovem é Orta di Atella, na província de Caserta, com uma média de idade de 35,3 anos; a mais velha é Fascia, na província de Gênova, onde a média de idade ultrapassa os 66 anos.

Efeito Covid

“2020 ainda não acabou, mas uma avaliação razoável sugere que este ano vamos cruzar a fronteira de 700 mil mortes no total, o que é um valor preocupante porque algo assim da última vez, na Itália, havia acontecido em 1944. Estávamos no meio da Segunda Guerra Mundial”, disse Gian Carlo Blangiardo, presidente do Istat, ao Agorà na Rai Tre.

Os números mostram o peso da pandemia do Covid na população italiana. “Em 2019 o número foi de 647 mil mortos”.

Ainda segundo os dados do Istat, a maior cidade da Itália é Roma com 2,8 milhões de habitantes, enquanto que Morterone, na província de Lecco, com 30 habitantes, é o menor município.

LEIA TAMBÉM

Deixa o seu comentário:

Mais de Italianismo

Destinos

Conhecida como "a Pérola do Tirreno", a esplêndida Tropea foi eleita a "Borgo dei Borghi 2021".

Comer e beber

Conheça receitas típicas de Páscoa na Itália, de norte a sul.

Cotidiano

O alarme em pesquisa financiada pelo Ministério da Universidade e INGV com as universidades de Catânia e Bari. "Litoral Sudeste em risco"

Cotidiano

Desequilíbrio só é inferior ao recorde de 1918, durante a epidemia espanhola

Comer e beber

O New York Times selecionou os melhores vinhos baratos do mundo abaixo de 20 euros: na lista estão cinco rótulos italianos

Comer e beber

Conhecido e apreciado em todo o mundo, o cannoli siciliano tem suas raízes na lenda

Cotidiano

Istat: um aumento de 85.624 mortes em 2020. Mas "apenas" 55.576 para o vírus

Cotidiano

Somos governados por “políticos que não estão à altura da tarefa. Se eu tivesse idade, deixaria a Itália“. Deixa o seu comentário: