Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Estilo de vida

Itália adota ‘renda cidadã’ para mais pobres e reduz idade para aposentadoria

O vice primeiro-ministro Luigi Di Maio, o primeiro-ministro Giuseppe Conte e o vice-primeiro ministro italianos Matteo Salvini Foto: ALBERTO PIZZOLI / AFP

Reforma da Previdência italiana reduz em cinco anos tempo exigido para parar de trabalhar

O governo da Itália publicou na noite desta quinta-feira decretos para diminuir a idade mínima de aposentadoria e criar a “renda cidadã”, uma espécie de Bolsa Família para os mais pobres. As medidas eram promessas de campanha dos partidos populistas que formam a coalizão no poder.

O orçamento de 2019, adotado no final de dezembro, prevê sete bilhões de euros para a renda cidadã, principal promessa do antissistema Movimento 5 Estrelas, e quatro bilhões para a reforma da Previdência, proposta da Liga, de ultradireita.

A renda cidadã é destinada a cinco milhões de pessoas que vivem abaixo da linha da pobreza na Itália, tendo como requisitos serem italianos, europeus ou estrangeiros residentes no país há mais de 10 anos, sendo no mínimo os dois últimos de modo contínuo.

Cinco milhões de pessoas e cerca de 1,3 milhão de pessoas se encontram nessa faixa. A renda máxima será de 780 euros por mês por cidadão, com acréscimos ou reduções a depender da composição do lar, durante um período de 18 meses, na qual os beneficiários não poderão recusar mais do que duas ofertas de trabalho.

A reforma da Previdência, chamada “Quota 100”, permitirá a aposentadoria aos 62 anos, com 38 anos de contribuição. A lei atual exige uma idade mínima de 67 anos.

O governo avalia que 355 mil pessoas poderão fazer esta opção a partir de 2019, incluindo 130 mil funcionários públicos, e espera que a medida abra caminho para a entrada de mais jovens no mercado de trabalho.

— Este governo cumpre com suas promessas — celebrou o chefe de governo, Giuseppe Conte, durante entrevista coletiva ao lado dos vice-primeiros-ministros Matteo Salvini (Liga, extrema direita) e Luigi Di Maio (Movimento 5 Estrelas, antissistema).

— O conselho de ministros decidiu fundar um novo Estado de bem estar — afirmou Di Maio.

Por Agência O Globo

 

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Destaque do Editor

Descubra como obter a cidadania italiana de forma segura e eficiente!

Estilo de vida

A Festa della Mamma foi introduzida no calendário na década de 1950

Cidadania Italiana

A cidadania italiana de Giovanna Ewbank: uma narrativa de rápido sucesso ou marketing disfarçado?

Cidadania Italiana

Senador Roberto Menia reforça críticas sobre reconhecimento da cidadania italiana no Brasil.

Cidadania Italiana

Cidadania negada: Quando a sobriedade é muito mais que uma questão de etiqueta.

Itália no Brasil

Consulado Geral da Itália em São Paulo: Uma pequena itália na maior metrópole brasileira.

História

Roma: a cidade imponente, erguida sobre os alicerces da história, celebra seu aniversário em 21 de abril

Economia

Consultoria fez estudo sobre taxa de sobrevivência de companhias.

Turismo

Viajantes vão desfrutar de 266 milhões de pernoites.

Cultura

Ranking foi divulgado pela versão espanhola da revista People

Variedades

Mario Parlato afirmou que ficou feliz com a aquisição.

Cultura

Exposição curada por brasileiro Adriano Pedrosa começa em 20/4