Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

1ª votação para presidente da Itália termina sem vencedor

votacao para presidente da italia
Primeira votação para presidente da Itália termina sem vencedor | Repubblica

Terminou sem vencedor a primeira votação no Parlamento da Itália para eleger o próximo presidente da República, realizada nesta segunda-feira (24).   

Como já era esperado, nenhum candidato alcançou a maioria qualificada de dois terços dos votos (672 de um total de 1.008), já que os principais partidos do país decidiram votar em branco enquanto ainda negociam para chegar a um consenso.

A apuração ainda está em curso, mas os votos em branco já totalizam mais de 400. A próxima votação está prevista para esta terça-feira (25), e o pleito seguirá com um escrutínio por dia até que haja um vencedor.   

No entanto, a partir da quarta votação, um candidato precisará obter apenas a maioria simples (505 votos). Além disso, o colégio eleitoral deve voltar a ter 1.009 integrantes, com a proclamação nesta terça do substituto de Enzo Fasano, deputado morto no último domingo (23).   

Atualmente, o conjunto de eleitores é formado por 629 deputados, 321 senadores e 58 delegados regionais.   

Negociações

O dia foi marcado por intensas negociações entre os líderes dos partidos que compõem a base aliada do premiê Mario Draghi, um dos cotados para substituir Sergio Mattarella na Presidência.   

Matteo Salvini, secretário federal da legenda de ultradireita Liga, teve reuniões separadas com os ex-primeiros-ministros Enrico Letta e Giuseppe Conte, líderes do centro-esquerdista Partido Democrático (PD) e do antissistema Movimento 5 Estrelas (M5S), respectivamente.   

“Abrimos um diálogo, e isso é algo positivo”, declarou Letta após o encontro com Salvini. As tratativas permaneceram congeladas até o último fim de semana e só ganharam corpo com a desistência de Silvio Berlusconi, que insistia em ser presidente apesar das negativas de PD e M5S.   

Draghi continua sendo o mais cotado, mas ele só irá ao Palácio do Quirinale se os partidos da situação fecharem um acordo sobre quem será seu substituto no cargo de primeiro-ministro – a atual legislatura termina apenas em 2023.   

O próprio Draghi conversou nesta segunda com Salvini e Letta, entrando ativamente nas negociações. O objetivo da base aliada é encontrar um nome de consenso para evitar eventuais rupturas na situação, o que poderia até provocar a queda do governo.   

Já o partido de ultradireita Irmãos da Itália (FdI), única grande força de oposição ao atual governo, propôs o jurista Carlo Nordio, ex-procurador que trabalhou na Operação Mãos Limpas e em inquéritos sobre o grupo terrorista de esquerda Brigadas Vermelhas.   

Por sua vez, pequenos partidos de centro defenderam a nomeação da ministra da Justiça, Marta Cartabia. Outros cotados são o senador de centro Pier Ferdinando Casini e o próprio Mattarella, que, no entanto, não quer saber de reeleição e já iniciou até sua mudança do Palácio do Quirinale.   

Apesar de ter um papel mais institucional do que político, o presidente da Itália está longe de ser uma figura meramente cerimonial e tem poder para influenciar os rumos do país, nomeando premiês, barrando indicações de ministros e até cobrando a aprovação de leis do interesse da nação.   

O próprio Draghi é uma escolha pessoal de Mattarella para solucionar a crise aberta após a queda de Conte, em janeiro passado, e hoje lidera um governo de união nacional. (ANSA).   

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Variedades

Iniciativa quer combater despovoamento de áreas montanhosas.

Cotidiano

CNH brasileira volta a valer na Itália: novo acordo facilita vida de milhares pessoas

Variedades

Cidade foi devastada pela erupção do Vesúvio, assim como Pompeia.

Arte & Cultura

Lançado no fim de outubro e exibido em preto e branco, foi o filme que mais faturou com bilheteria na Itália em 2023

Notícias

Grupo de 8 companhias participa de feira de fundição em SP.

Cotidiano

Imperia ocupa 1ª posição de ranking elaborado pelo iLMeteo.it

Turismo

Alta temporada no país vai de junho a setembro.

Arte & Cultura

Exposição 'Life as a Scientist' será aberta no dia 21 de junho.

Cultura

Mostra 'Oltreoceano' ocorre no Salão Negro do Congresso Nacional.

Gastronomia

Referência da gastronomia, TasteAtlas partilha os seus rankings com base na experiência do consumidor.

Esporte

O ítalo-brasileiro assumiu o cargo de técnico da Juventus, firmando um contrato de três temporadas, válido até meados de 2027.

Notícias

Atualmente, 15% da pesquisa colaborativa é realizada por cientistas paulistas e italianos.