Connect with us

Hi, what are you looking for?

Cotidiano

“Coronavírus circula na Itália desde agosto de 2019”, diz Fundação

coronavirus agosto italia
"Coronavírus circula na Itália desde agosto de 2019", diz Fundação

Estudo do Instituto Nacional do Câncer revela a presença de pacientes assintomáticos em um rastreamento de câncer de pulmão

A tese de que a pandemia do novo coronavírus começou na China em dezembro começou a ser desmontada. É o mostra um estudo da Fundação do Instituto Nacional do Câncer de Milão: O covid-19 circula na Itália desde agosto de 2019.

O estudo publicado em novembro, com a assinatura do diretor Giovanni Apolone, revela algo absolutamente inesperado: em setembro de 2019, 14% das amostra de sangue examinadas apresentavam anticorpos para o novo Coronavírus. 

Em outras palavras, o SARS-Cov-2 estava circulando na Itália bem antes de fevereiro, e provavelmente desde o verão de 2019.

O estudo da Fundação IRCCS revela a presença de pacientes assintomáticos em um rastreamento de câncer de pulmão. Os positivos vêm de 13 regiões da Itália: metade da Lombardia, seguida de Piemonte, Lazio, Emilia-Romagna, Toscana e Veneto.

A origem da pesquisa

Tudo começou no contexto do rastreamento do câncer de pulmão “Smile”, que de setembro de 2019 a março de 2020 envolveu 959 voluntários saudáveis ​​para se submeterem à tomografias computadorizadas espirais dos pulmões e exames de sangue. 

A notícia da epidemia chinesa em janeiro e, portanto, da chegada à Itália em fevereiro, deve ter “acendido uma luz” nos pesquisadores do Instituto Nacional do Câncer, que junto com colegas das universidades de Milão e Siena realizaram o teste sorológico em todas as amostras de sangue armazenadas. 

Resultado: das 959 amostras, 111 foram positivas para a imunoglobulina G (16 casos) ou para imunoglobulina M (97 casos). 

Destes 111 positivos, 23 são datados em setembro, 27 em outubro, 26 em novembro, 11 em dezembro, 30 em janeiro e 21 em fevereiro.

O vírus já se instalou no verão passado

Esses dados confirmam as suspeitas de circulação do vírus na Itália bem antes de 20 de fevereiro, provavelmente a partir do verão de 2019.

“Já desde novembro de 2019, muitos médicos de clínica geral começaram a relatar o aparecimento de sintomas respiratórios graves em idosos e pessoas frágeis com bronquite bilateral atípica, que tem sido atribuída, na ausência de notícias sobre o novo vírus, a formas agressivas de gripe sazonal”, lembra o estudo. 

Pois bem, agora podemos dizê-lo com mais confiança: não era uma gripe, mas sim os primeiros sinais de Covid, uma nova doença que ninguém percebeu até o alarme tardio lançado pela China no final de dezembro.

Referências

O título da pesquisa é “Unexpected detection of SARS-Cov 2 antibodies in the pre-pandemic period in Italy, e foi publicado no Tumori Journal, em 11 de novembro de 2020.

Os autores do estudo são os acadêmicos e pesquisadores Giovanni a Apolone, Emanuele Montopoli, Alessandro Manenti, Mattia Boeri, Federica Sabia, Inesa Hyeseni, Livia Mazzini, Donata Martinuzzi,, Gianluca Martinuzzi, Cantone, Gianluca milanês, Stefano Sestini, Paola Suatoni, Alfonso Marchianò, Valentina Bollati , Gabriella Sozzi e Ugo Pastorino. 

As informações são do jornal italiano Corriere.

LEIA TAMBÉM

Deixa o seu comentário:

Leia também:

Negócios

Mini carro elétrico pode ser dirigido a partir dos 14 anos de idade e usa energia solar Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Rede de supermercados Lidl lançou sua linha de calçados e quebrou a internet Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Quais as tendências dos nomes italianos mais populares em 2021?  Deixa o seu comentário:

Negócios

Lego do Coliseu será o maior conjunto já feito pela empresa    Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Itália gasta cerca de R$ 934 milhões por ano para manter canis públicos Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Itália não registrava número de óbitos diário tão elevado desde abril Deixa o seu comentário:

Arte & Cultura

Uma viagem de norte a sul para descobrir os cinco patrimônios naturais da Unesco Deixa o seu comentário:

Arte & Cultura

O bonsai mais antigo do mundo não está no Japão, mas sim na Itália Deixa o seu comentário:

Copyright © 2020 Italianismo – Permitida a reprodução desde que citado o Italianismo.