Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

Italianismo

Comer e beber

Como é feita a azeitona em conserva?

colheita de azeitonas
Como é feita a azeitona em conserva?

É temporada de colheita de azeitonas na Itália. Veja como é feita a conserva

As azeitonas em conserva são práticas, saborosas e servem de ingrediente para vários pratos típicos. Como petiscos, recheio de empadas e tortas, bacalhoadas, pizzas, saladas, sendo pretas ou verdes, em vidro ou a granel, são facilmente encontradas nos supermercados. Mas como é feita a azeitona em conserva? 

Turistas que chegam à Itália ficam fascinados pelas oliveiras – plantadas em muitas casas, como símbolo de vitória e paz.

Ao lado do Coliseu em Roma, por exemplo, há várias oliveiras nas calçadas. Curiosos apanham o fruto e tentam comê-lo.

Azeitonas frescas vendidas em feira-livre na Itália

A experiência é bastante desagradável: uma azeitona fresca da árvore é superamarga. E isso tem uma explicação química.

A azeitona fresca possui 14% do peso total formado um composto amargo chamado oleuropeína, que resulta no sabor extremamente amargo e ruim ao nosso paladar. 

É preciso um processo de cura da azeitona para que possamos consumi-la.

Como é feita a azeitona em conserva?

Após a colheita, limpeza, escolha e calibragem por tamanho das azeitonas, o método mais simples para remover a oleuropeína das azeitonas ainda verdes é a imersão em água por pelo menos uma semana com trocas diárias do líquido. Só então, se já estiverem sem o amargor, podem ser imersas em uma solução de salmoura – para conservação.

Um método semelhante já permite que as azeitonas sejam curtidas na salmoura. O princípio é semelhante, mas, neste caso, os frutos ficam imersos já em uma solução de água e sal por uma semana, sem trocas. Ao fim do processo, a salmoura é trocada por outra, mais salgada.

Um processo que utiliza hidróxido de sódio tornou a cura da azeitona mais ágil e padronizada. Foi inventado na Califórnia, nos Estados Unidos, e é utilizado até hoje por grandes indústrias. Devemos a invenção dele à exportação do produto a lugares mais distantes por causa também do alto poder de conservação dos frutos. 

E como funciona esse processo californiano? O hidróxido de sódio acelera a gradação química da amarga oleuropeína e faz com que o sabor da azeitona se torne agradável e com que ela fique pronta para o consumo em menos de uma semana de processo.

Após a cura da azeitona, há um processo de fermentação que pode durar de três a seis meses. Nas azeitonas verdes, ocorre a fermentação láctica por ação de bactérias; já nas azeitonas pretas, as concentrações de sal não permitem o desenvolvimento de muitos micro-organismos. 

A etapa seguinte é a fase de embalagem que ocorre com o tratamento térmico (esterilização e pasteurização) ajudando na conservação. Está pronta a azeitona para o consumo! 

LEIA TAMBÉM

Conheça a raríssima azeitona branca ‘ressuscitada’ na Itália

Deixa o seu comentário:

Mais de Italianismo

História

"Não se passe por português": qual é a sua origem, a sua história e o seu significado?

Cotidiano

Em toda a Europa, o horário de verão entrará em vigor a partir deste domingo, 28 de março, às 2h.  Deixa o seu comentário:

Cotidiano

A prefeita de Roma, Virginia Raggi, anunciou que a famosa plataforma utilizada pela polícia de trânsito localizada na piazza Venezia entrou em operação novamente.   ...

Cotidiano

A polícia de Roma fechou a área da Fontana di Trevi neste sábado (13) devido a aglomerações de pessoas às vésperas de um novo...

Cotidiano

Composição irá percorrer ferrovias do país para aliviar pressão de hospitais no tratamento contra a doença.

Cidadania Italiana

Seis pessoas foram presas nesta terça-feira (9), em Anzio, na província de Roma, acusadas de corrupção e extorsão em práticas de cidadania italiana. Deixa...

Comer e beber

Você pode escovar os dentes com lasanha em restaurante de Roma

Cotidiano

Roma inédita e surpreendente. Dos bairros populares aos residenciais, a capital se mostra em sua beleza a bordo do bonde 19.