Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cidadania Italiana

5.460 brasileiros pediram a cidadania em 2021, na Itália

O número não inclui os processos realizados nos consulados italianos no Brasil

ítalo-brasileiros cidadania italiana
5.460 ítalo-brasileiros reconheceram a cidadania italiana em 2021 | Depositphotos

Em 2021, foram registradas 121.457 pedidos de cidadania na Itália, mais de 10 mil a menos que no ano anterior. Os dados são do Istat, o Istituto Nazionale di Statistica, diretamente ligado ao governo italiano, e divulgados nesta terça-feira (25).

Vários fatores podem ter influenciado a queda. A demora no processamento do pedido nos municípios italianos, sob efeitos da pandemia e da orientação do Ministério do Interior sobre a Grande Naturalização, é o principal deles. Na ocasião, o órgão sugeriu aos municípios esperar a decisão da Corte Suprema.

Em 90% dos casos (cerca de 109.600) eles eram cidadãos de países terceiros – de fora da União Europeia. Quanto aos motivos, 41% das aquisições de cidadania ocorreram por residência e 11,9% por casamento. 

Em geral, as mulheres representam 49,6% dos que adquiriram a cidadania italiana em 2021, mas chegam a mais de 81% entre os que a obtiveram pelo casamento.

Os novos cidadãos

Os cidadãos de fora da UE que adquiriram a cidadania italiana em 2021 são principalmente da Albânia (22.493), Marrocos (16.588) e Brasil (5.460).

O número não inclui os processos realizados nos consulados italianos no Brasil.

Juntos, os três países representam mais de 40% dos pedidos registrados na Itália em 2021, seja por casamento, residência ou direito de sangue.

Cerca de 69% das aquisições de cidadania italiana foram registradas no Norte do país e 20% no Centro. No Sul, onde são obtidos 11,4% das cidadanias, os processos de cidadania italiana por descendência (ius sanguinis) são maioria.

Entre as regiões, Lombardia (25,1%), Emilia Romagna (13,8%) e Veneto (10,4%) foram as que registraram mais pedidos de reconhecimento. Já no Sul, o valor mais alto é o da Sicília, com pouco mais de 3%.

Imigrantes

Entre 2021 e 2022, os cidadãos de fora da UE com autorização de residência regular na Itália aumentaram quase 6%, passando de 3.373.876 em 1 de janeiro de 2021 para 3.561.540 em 1 de janeiro de 2022.

Em 2021, foram emitidas 241.595 autorizações de residência, mais 135.000 do que em 2020.

Em 2021, foram emitidas 241.595 autorizações de residência, mais 135.000 do que em 2020 | Istat

O estudo completo pode ser lido aqui: cittadini non comunitari.

Foto: Depositphotos

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Destaque do Editor

O ranking mostra o posicionamento, o número de famílias e o número de municípios em que os sobrenomes italianos estão espalhados.

Destaque do Editor

A transmissão da cidadania italiana jure sanguinis pode ser comprovada por qualquer meio, diz a Corte de Cassação da Itália

Cotidiano

Prefeito perde batalha contra ítalo-brasileiros: A lei falou mais alto. Parece que o jogo virou, não é mesmo, senhor prefeito?

Cidadania Italiana

Ao contratar um advogado para processo de cidadania italiana, opte por um que mantenha representante no Brasil.

Cidadania Italiana

Cidadania italiana irregular: 92 cidades da província de Nápoles entram em investigação.

Cidadania Italiana

Silmara Fabotti, líder de esquema de cidadania italiana falsa, planejava fugir da Itália, relata juiz.

Cidadania Italiana

Passaporte em todo lugar: A partir de julho, correios italianos facilitam renovação e emissão

Cidadania Italiana

A crescente diáspora italiana: Migração em massa em busca de melhores oportunidades e realização pessoal.

Cidadania Italiana

Descaso com o Codice Fiscale: Conselheiro do CGIE denuncia "Gaming the System" nos consulados.

Itália no Brasil

Aviso por correio convoca os eleitores para participarem das eleições do Parlamento Europeu de 2024.

Itália no Brasil

Um voo histórico de solidariedade: A ajuda humanitária da Itália ao Rio Grande do Sul.

Cidadania Italiana

Investigação revela esquema de corrupção envolvendo falsos certificados de residência em troca de dinheiro e favores sexuais.