Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

Risco de morte por Covid cai 95% após vacinação na Itália

Os dados foram contabilizados até 7 de junho, quando 38.178.684 doses haviam sido administradas no país.

Risco de morte por Covid cai
Risco de morte por Covid cai 95% após vacinação na Itália

O risco de morrer por Covid-19 na Itália é reduzido em 95% a partir da sétima semana depois da administração da primeira dose da vacina contra a doença, mostrou um estudo divulgado pelo Instituto Superior de Saúde (ISS) e pelo Instituto Nacional de Estatística (Istat) na quinta-feira (10).

O documento explica que a vacinação “trouxe uma notável redução do risco de morte menos de dois meses depois de receber a dose”.

Outro índice positivo é que, na comparação com 2020, houve uma queda em termos percentuais na contaminação por coronavírus Sars-CoV-2 na população muito idosa, ou seja, acima dos 80 anos, e uma queda na idade média das pessoas que contraíram a doença.

“Isso é um sinal de como a campanha de vacinação, as recomendações e a prevenção colocadas em prática tiveram êxito positivo na redução da transmissão da doença na faixa anciã da população, mas é também uma consequência da capacidade de diagnóstico e das atividades de monitoramento de casos”, informa ainda o relatório.

O ISS-Istat informa ainda que houve uma ótima adesão da população à campanha, com 95% dos vacinados voltando para tomar a segunda dose, quando necessário, e que “depois das sete semanas, estima-se ainda a redução de 80% do risco de infecção e de 90% do risco de internação”.

Os dados foram contabilizados até 7 de junho, quando 38.178.684 doses das vacinas da Pfizer/BioNTech, Moderna, Oxford/AstraZeneca e Janssen haviam sido administradas no país.

Desses, 13.028.350 pessoas completaram o ciclo de imunização (duas doses ou a dose única da Janssen), o que representava 24,01% da população acima dos 12 anos.

A Itália vem acelerando a aplicação das vacinas desde o início de maio, com uma média de 3,4 milhões de doses administradas nas últimas cinco semanas. (Ansa)

E aí, gostou do artigo? Então compartilhe nas suas redes sociais e traga seus amigos, colegas e seguidores para a discussão. Em caso de dúvidas a respeito do assunto, não hesite em deixar seu comentário.

Deixa o seu comentário:

Mais de Italianismo

Cotidiano

Poderão entrar no país europeu os turistas que receberam os imunizantes da Janssen, AstraZeneca, Moderna e Pfizer.

Cotidiano

Medida pode beneficiar milhares de cidadãos italianos residentes no Brasil, e que receberam a Coronavac

Cotidiano

Oxynotus Centrina habita a até 700 metros de profundidade, e foi encontrado por marinheiros na ilha de Elba

Esporte

Favorita contra a Suíça, a Itália ainda não perdeu em 4 jogos e soma 10 pontos.

Cotidiano

Europa se divide mais uma vez na ajuda a refugiados. Alguns países fecharam as fronteiras ao sofrimento afegão

Cotidiano

Autoridades buscam alternativas para estimular o público. Principalmente os Antivax

Cotidiano

A capital Roma, no centro da península, pode registrar até 38ºC ao longo da semana.   

Esporte

País tem 28 pódios confirmados e mais um já encaminhado

Cotidiano

Lazio ficou sem acesso ao portal de saúde e à rede de vacinação local; autoridades dizem que ataque pode atrasar imunização

Cotidiano

Itália criou um "Passe verde" para locais fechados, que entra em vigor a partir de 6 de agosto

Cotidiano

98,8% das mortes desde fevereiro não haviam concluído o ciclo de vacinação

Cotidiano

Matteo Salvini, tomou um imunizante contra a Covid-19 nesta sexta-feira (23), em Milão